2 de mai de 2014

DORA VERGUEIRO TRAZ SEU BALANÇO ÀS TERRAS MINEIRAS



Única brasileira mulher a concorrer no Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Samba, a cantora Dora Vergueiro chega a Minas Gerais para show no dia 02 de maio, sexta-feira, 22h, no Seu  Bar (Rua N, 77 – Nova Lima –MG -  estrada, imediatamente ao lado do condomínio Vila Castela - 5 minutos do BH Shopping). A cantora paulista, filha do compositor Carlinhos Vergueiro,  tece seu caminho de talento notável,  swing atual e sonoridade lúcida.

Dora Vergueiro se apresenta com Rico Farias (violão), Matheus Alcântara (baixo), e Thiago Silva (bateria) e traz no repertório, o álbum Dora Vergueiro (2013), incluindo Vagabundo Confesso e chuva de sucessos do disco Pé na Estrada; músicas do novo álbum indicado ao Grammy: Vento Leste (parceria com Toquinho) Paixão na Rede (parceria com Carlinhos Vergueiro), entre outras e ainda, releituras de Steve Wonder, Roberto Carlos, Bob Marley e Gilberto Gil.

Os ingressos (R$40,00 quarenta reais = feminino/ R$60,00 – sessenta reais = masculino) já têm vendas online - http://www.sympla.com.br/seubar
Informações adicionais - (31) 3889 2003

Dora Vergueiro é uma paulista de nascimento que encontrou no calor do Rio de Janeiro a cumplicidade perfeita para o jeito inquieto, a vontade de estar em todos os lugares ao mesmo tempo agora.
Cresceu na barra do samba do pai, o compositor Carlinhos Vergueiro, com quem aprendeu muito cedo que a música se faz e acontece nas ruas das cidades, no entra e sai das casas dos amigos durante a madrugada. Suas primeiras grandes influências vieram do samba, principalmente da convivência com verdadeiros personagens da música brasileira que achavam graça naquela menina curiosa e tímida, fascinada pelo som e muito afinada.
Aos 15 anos subiu no palco com um time de responsa, que definiu de vez os caminhos da cantora: Robertinho Silva, Raul de Souza, Ron Carter e o pianista e tio Guilherme Vergueiro embalaram a projeção dela na mídia paulistana. Dali para o primeiro disco não demorou muito. Em 1996 Dora gravava Leve, título da parceria dos amigos de pelada Carlinhos Vergueiro e Chico Buarque.
Da experiência como apresentadora do canal Sportv veio o segundo disco, Pé na Estrada, com um repertório mais voltado para o público do programa Zona de Impacto, que queria ouvir as músicas que Dora cantava nos luaus improvisados pelo Brasil. Ali ela experimentou o reggae, a surfe music, o forró e as composições próprias.
No 3º CD, "Samba Valente", Dora volta às raízes fazendo samba, e agora chega ao seu quarto disco, que traz regravações de clássicos como "Meu drama", de Silas de Oliveira.
Ela foi a única brasileira mulher a concorrer no Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Samba. Este recente trabalho aposta na sonoridade moderna de Dora, em parcerias múltiplas e nas homenagens a dois ícones da musica popular brasileira: Clara Nunes e Cartola.

VISITE:

Nenhum comentário: