24 de jan de 2013

DONA AMBROSINA, DE DIAMANTINA E DE TODOS NÓS















(Dona Ambrosina e Márcia Francisco)

Neste post, minha homenagem à uma linda mulher.
Dona Ambrosina Dias,  que iniciou sua carreira aos 9 anos de idade, criou  e coordenou, anos a fio, o grupo das Pastorinhas de Diamantina. No resgate cuidadoso e simples da tradição, Dona Ambrosina transformou a realidade de muitas meninas pastorinhas, humildes e valorizadas através da arte.
Quem é de Diamantina, conheceu Dona Ambrosina, que levou sua arte para outros municipios, também.
Quando a conheci, me encantei, com essa fonte de sabedoria secular.
O tempo passa... hoje, aos  95 anos, Dona Ambrosina já não segue mais as Pastorinhas, ainda lúcida, vive, em Diamantina, num asilo da histórica cidade mineira. Mas, soube que ela também, preferiu assim.

Salve, Mestra de Luz! Gratidão, pela sua vida!
Que siga sua presença aqui, em paz e  com saúde.
E, que, neste seu exemplo, a tradição não se perca, que uma de suas "discípulas", leve em frente a doçura das Pastorinhas.

Na época em que fiz o vídeo a seguir, Dona Ambrosina tinha 90 anos de idade.
Gravação  ao vivo, realizada por mim, no Conservatório Estadual de Música Lobo de Mesquita - Diamantina/MG, 28 de novembro de 2007. Lançamento do Livro "Roda, Sinhá!", de Diva Dirothy Safe de Andrade Carneiro que,  com sua sensibilidade feminina, convidou a querida senhora para apresentação pública em seu prestigiado evento, nos dando este presente, em Diamantina e BH , bem como, valorizando a preciosidade de Dona Ambrosina e a tradição por ela, bem cultivada.

Com vocês, Dona Ambrosina e as Pastorinhas de Diamantina interpretam um trecho de "Tchau, amor" (domínio público, com adaptação de Ambrosina Dias).

(*quem sabe, alguém da imprensa, aproveite esta enciclopédia viva, da bela Diamantina, para uma matéria nos dias atuais? Fica minha sugestão de pauta)

Nenhum comentário: