2 de jun de 2012

VI FESTA TRADICIONAL ITALIANA EM BH
























Atrações do evento:

13h – Grupo Folklorístico La Sereníssima (BH) – O grupo apresenta principalmente danças da região do Vêneto, mas faz também homenagens a outras regiões italianas, onde a dança também é um patrimônio cultural;

14h – Sergio di Napoli (BH) – Nascido em Napoli, na Itália, e radicado em Belo Horizonte, o cantor se apresenta no Brasil desde 2007. Há três anos desenvolve produções culturais próprias focadas na música tradicional napolitana e versões em italiano de sucessos da MPB;

15h – Banda de Música da Aeronáutica (BH) – Abertura oficial do evento. Criada em 1982, a Banda de Música do Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR), é formada por músicos oriundos de vários estados do Brasil, que ingressaram na Força Aérea através de concurso público. A banda vai executar os hinos da Itália e do Brasil durante a Abertura Oficial do evento, que contará com as presenças do governador de Minas, Antônio Anastasia e do Prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda. A Banda também vai executar músicas conhecidas do grande público. Após a execução dos hinos o prefeito Márcio Lacerda vai sancionar o projeto de lei nº 2196/2012, de autoria da vereadora ítalo-descendente Maria Lúcia Scarpelli. O projeto institui o dia 2 de Junho como o dia da República Italiana em Belo Horizonte.

16h15 – Grupo de dança folclórica italiana Tarantolato (Juiz de Fora) – Formado no ano 2000 na cidade de Juiz de Fora, o Grupo Tarantolato procura resgatar os costumes e a cultura da Itália, homenageando os antepassados italianos. Das cinco edições anteriores da Festa, o Tarantolato esteve presente em quatro delas.

17h – Paola Giannini (BH) – Compositora e intérprete, desde os anos noventa Paola Giannini desenvolve um trabalho eclético e de alto nível. A parceria com o guitarrista e arranjador Claudio Giovanni tem rendido excelente desenvolvimento de repertório, com mais de duas mil canções em treze idiomas.

18h – Banda Berimbau (Trieste – Itália) – Atração Internacional - Show 'Berimbau canta a Itália', concerto de estreia no Brasil para o novo projeto musical ítalo-brasileiro do grupo.

O novo show que a Banda Berimbau irá trazer ao Brasil, para uma apresentação na 6ª Festa Tradicional Italiana de Belo Horizonte, prevê arranjos brasileiros em estilo percussivo de grandes clássicos da música italiana (Battisti, Celentano, Modugno, De Andrè, Dalla, Fossati e muitos outros), além de uma roupagem nova para canções populares provenientes de regiões de toda a Itália , em uma viagem com sabor brasileiro por toda a “Bota” , desde a Sicília até Friuli Venezia Giulia. O grupo é composto por Leonardo Zannier (voz), Tiziano Bole (violão) e sete percussionistas: Massimo Leonzini, Swami Pellegrini, David Angiolini, Enrico Citran, Carolina Cruz, Roberta Mattiussi e Alessandro Perosa. A direção artística e musical é de David Angiolini. Em 2009 a Banda Berimbau estudou e colaborou com a Escola de Samba Salgueiro, vencedora do carnaval do Rio de Janeiro naquele ano. O grupo também já abriu, na Itália, shows dos cantores brasileiros Gilberto Gil e Toquinho. O Berimbau já esteve no Brasil várias vezes e esta será a primeira apresentação em Belo Horizonte.

19h30 – Fernando Noronha & Banda (BH) – Fernando Noronha estudou violão clássico e integrou o coral da escola de música regida pelo maestro Luiz Carlos Fernandes, em Divinópolis. Estudou canto lírico no Centro de Extensão em Música da UFMG. Ao decidir trilhar o caminho do canto popular, estudou com Regina Milagres, Silvia Maneira e Babaya. Atualmente desenvolve, com Silvia Maneira, um projeto que visa apresentar cantores ainda desconhecidos do público em shows que contam com a participação de experientes profissionais da música. Esta será a primeira vez que se apresentará na Festa Italiana Tradicional Italiana de Belo Horizonte.

20h30 – Kélber Pontes (BH) – Professor de italiano e músico, Kélber Pontes herdou dos avós italianos o gosto pela música. Auto-didata, toca violão desde os 17 anos. Em 2003 venceu um Festival de Música em Belo Horizonte com uma canção escrita por ele. Em seu repertório, canções italianas e também nomes da MPB como Chico Buarque, Caetano Veloso, Toquinho, Tom Jobim e Vinícius de Moraes. Esta também será sua primeira apresentação na Festa Tradicional Italiana de Belo Horizonte.

Atividades paralelas:

14h – Cia. Fiorini de Teatro Mambembe (BH) – Espetáculo infantil ‘Doroteia a princesa tagarela’ – Espaço Infantil;

15h às 16h30 – Atividades variadas para a garotada na barraca do Corpo de Bombeiros e na Transitolândia – Espaço Infantil.

No ano passado o público presente à Festa Tradicional Italiana foi de quase 60 mil pessoas (público flutuante durante as dez horas do evento). A expectativa dos organizadores para este ano é de um público aproximado de 65 mil pessoas.
Devido à crise econômica na Europa, que se espalhou para outros continentes, muitos países que registram a presença de italianos e ítalo-descendentes não irão realizar a Festa Italiana em comemoração aos 66 anos da República Italiana. Belo Horizonte será uma das poucas cidades do mundo a realizar o evento.

Estabelecimentos para venda de alimentos:

* Cervejaria Wäls, O Sentido do Gosto, Luna Rossa, Un´altra Volta, Maurizio Gallo, Emaco Vinhos, Mole Antonelliana, Pizzaria Pelatti, Empório Paraíso Café Salumeria, Focaccia Fiorentina, Sorveteria São Domingos, Est! Est!! Est!!!, ...Panifício Il Pane, Fratelli d´Italia, Polentas São Domingos, Trigaria Pain de Blé, L´Astigiano, Salumeria Central, Espaço Gourmet Vale do Sol, Gelateria Punto It, Chácara Chiari, Osteria Mattiazzi, Royal Vinhos, Osteria Degli Angeli, Restaurante Parmigiana, Limoncello Campano, La Traviata, Tutto Itália, Vilma Alimentos, Mate Couro, São Domiongos Queijos e Vinhos, Più Pizza & Birra, São Benedito Botequim & Bistrô.

Associações Italianas:
* ACIBRA-MG, Istituto Biaggi, Ong NIEH, Fundação AVSI, Associação Lucchesi Toscana, Sociedade Dante Alighieri, Escola Villa Amabile, Associação Emilia Romagna de Minas Gerais, Câmara Italiana de Comércio de Minas Gerais, Obras Sociais Pavonianas, Alleanza Brasil Itália, Fundação Torino Centro de Línguas e Cultura, Fundação Torino Escola Materna, Casa Fiat de Cultura, ONG GVC, Obras Educativas Padre Giussani, Associazione Veneti nel Mondo-MG, Revista Comunità Italiana, Circolo Trentino, Circolo Sardo, COMITES-MG, Asssociação Ítalo-Brasileira para Educação-MG.

Apoio à organização e segurança: Polícia Militar de Minas Gerais, Guarda Municipal de Belo Horizonte, Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte (BELOTUR) e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais.


Nenhum comentário: