30 de abr de 2019

VIII FESTA DA QUITANDA & VII FESTIVAL DA GOIABADA EM BARÃO DE COCAIS





Barão de Cocais/MG segue, com persistência exemplar,
pela perpetuação dos valores da terra,
realizando sua tradicional festa, em um ano que a
cidade vive gigantescos desafios,
 frente os riscos de rompimento da Barragem de Gongo Soco

Com entrada franca, acontece nos dias 05 e 06 de maio, sábado e domingo, na Vila Colonial de Cocais, em Barão de Cocais/MG, cidade situada a 93 km de Belo Horizonte, a VIII Festa da Quitanda & VII Festival da Goiabada.  A tradicional Festa reúne as duas grandes referencias da culinária local, hoje  reconhecidas como patrimônios imateriais – as quitandas e a goiabada, em dois dias de sabor, arte e delicias.
 
Parte oficial do calendário da cidade, o tradicional evento é realizado pela Prefeitura de Barão de Cocais, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais - EMATER-MG.
Esse ano, o evento em Barão de Cocais merece aplausos dobrados pela força de todo os que persistiram em sua realização, em um ano  que já começou deixando toda a população alarmada, diante da possibilidade real do rompimento da Barragem de Gongo Soco.  Enquanto, de um lado os  riscos de desaparecimento de patrimônios inteiros emerge, do outro, bens imateriais de igual valor histórico mostram a vida da comunidade que,  prossegue acreditando que pode ser diferente.
Nesse universo de seres humanos que  acreditam na dignidade da vida, uma energia iluminada surge. É o sopro da esperança cujo tempo é da delicadeza, da gentileza, ouro além das Minas, cravado em montanhas e corações. Que viva e sobreviva, Barão de Cocais!
 IMPORTÂNCIA DO EVENTO E PROGRAMAÇÃO OFICIAL
A esperada festa abre as portas da cidade para receber turistas de todas as partes e fortalece a responsabilidade cultural, diante de tradições locais de raro valor. Preservar história e memória gastronômica, com receitas de família, perpetuadas de geração em geração ou, pratos que surgem, repaginados, diante da criatividade das gerações atuais.
Essa reconhecida iniciativa idealizada pelos atuais gestores da EMATER-MG de Barão de Cocais, valoriza, ainda. a agricultura da terra e seus frutos, utilizados nas receitas que ainda sobrevivem do delicioso sabor original. Riqueza pura.
Todo o trabalho junto às quitandeiras, não se restringe ao período das festas. Acontece durante o ano inteiro. Além do apoio direto aos agricultores familiares, vê-se o incentivo ao conhecimento e reconhecimento da importância dos “Primórdios da Cozinha Mineira” - nome, alias, que corresponde a um importante livro, coordenado  pela especialista e pesquisadora Vani Pedrosa e  que resgata, mapeia e preserva os hábitos alimentares dos primeiros habitantes de Minas Gerais.
Rejane Mendes e Wemerson Barra, extensionistas da EMATER-MG, em Barão de Cocais, têm gerado possibilidades freqüentes, neste aprendizado, através de oficinas da própria EMATER ou entidades parceiras, tais como o SEBRAE e o SENAC.
Programação
04 de maio, sábado:
8h – início das atividades. Café da manhã e Praça de Alimentação
14h – oficina aberta “Modo de fazer goiabada cascão”
15h – apresentação da Orquestra Big Band Funcec
16h30 – Concurso de Quitandeiras Mirins
21h – show – Forró Trio
05 de maio, domingo:
8h –  caminhada ecológica “Pelas trilhas do Barão”        
8h – início das atividades. Café da manhã e Praça de Alimentação
10h30 – apresentação do Coral Infantil Maestro Yolando dos Santos
11h – oficina aberta “Modo de fazer goiabada cascão”
12h – premiação do Concurso de Quitandas
16h – Banda  DR4
CONCURSO DE QUITANDAS
No final de semana anterior ao evento, foi realizado o Concurso de Quitandas, no Casarão do Cartório (Vila Colonial de Cocais). O resultado será divulgado durante a festa. O concurso reuniu 32 quitandeiras e quitandeiros, em 60  pratos, em uma seleção primorosa, rica, variada e exemplar.
"Os pratos apresentados no concurso tem aromas e sabores que nos remetem aos Primórdios da Cozinha Mineira. A cada ano as quitandeiras se dedicam mais e mais para apresentarem belos e saborosos pratos. A Festa da Quitanda é o reconhecimento do trabalho realizado durante todo o ano pelos agricultores e agricultoras  familiares do nosso município. Vários são os trabalhos que os técnicos da EMATER-MG realizam com os agricultores e agricultoras familiares visando o desenvolvimento sustentável gerando ocupação e renda  no meio rural"
(Rejane Mendes, Extensionista local da EMATER-MG)
O concurso foi dividido em quatro categorias: Bolos e Tortas, Pães e Roscas, Biscoitos e Rosquinhas e, neste ano - como novidade, a partir da avaliação, demanda e escolha das próprias quitandeiras junto à organização do evento na edição anterior -, a categoria das Quitandas salgadas. A nova categoria já chegou mostrando que Barão de Cocais brilha, igualmente, na criatividade para a culinária salgada.
Para os bolos e tortas, a goiabada da região – reconhecida como patrimônio  imaterial, foi ingrediente obrigatório.  Nos pratos de todas as categorias, as quitandeiras utilizaram, segundo o regulamento, pelo menos um ingrediente da Agricultura Familiar, produção própria ou de terceiros, informada na receita impressa.
O Concurso, contou com a participação de  jurados de  várias entidades parceiras ou representativas.  No júri, estiveram: Grazielle Dutra, coordenadora de Alimentos e Bebidas do Santuário do Caraça;  Zelina Batista Costa dos Santos,  atual gerente do Banco do Brasil da cidade;  Nicolle Martins, SEBRAE/MG;   Vinicius Dutra, La Viola; Márcio Henrique Mol, Gerente Geral do Santuário do Caraça; Márcia  Francisco, jornalista, netweaver e consultora em Comunicação Criativa e Comportamento;  Sheilla Lourdes de Oliveira Forza, Coordenadora do Bem-Estar Social da EMATER-MG; Lidiane Socorro, Jaguar;  Fernando Almeida, G6; Márcia Martins, do Circuito do Ouro e  Marlene Nicolau e Laura Moreira, quitandeiras da COOAPRA de Acaiaca/MG.
Nas falas dos jurados após a apreciação e seleção das quitandas, reconhecimento e convites para eventos e novas propostas de parceria, potencializando a visibilidade das quitandeiras locais em justa valorização. Representantes de uma das cidades presentes, saíram estimulados  a realizar a ação com suas próprias quitandeiras.
CURIOSIDADES
Está em processo de reconhecimento, o Queijo Minas Artesanal do o Circuito Entre Serras, como é chamada a região que vai da Piedade ao Caraça, e inclui os municípios de  Caeté, Santa Bárbara, Catas Altas e Barão de Cocais.
Uma surpresa para muitos turistas é conhecer as riquezas de Barão de Cocais. Muitos desconhecem que para chegar à Santa Bárbara e Catas Altas, destinos reconhecidos, é necessário passar por Barão de Cocais. Fica a dica, de um passeio singular que pode ser programado, na visita ao Circuito Entre Serras.
Barão de Cocais fica a 93 km de Belo Horizonte, através da BR-381, em direção a João Monlevade. À direita, entrar no trevo da MG-436 rumo  ao Caraça. Pela ferrovia, a distância é de 87 km. De ônibus ou de trem, a viagem dura em média 1h40

VIII Festa da Quitanda & VII Festival da Goiabada
05 e 06 de maio, sábado e domingo
Vila Colonial de Cocais – Barão de Cocais – Minas Gerais
ENTRADA FRANCA
Informações adicionais:
Secretaria de Cultura e Turismo de Barão de Cocais: 31 38377635
EMATER: 31 38377625

v

17 de abr de 2019

Feira de Malhas de Tricô do Sul de Minas



Durante dez dias - no período de 02 a 11 de maio – diariamente, das 9 às 20 horas, a Feira de Malhas de Tricô do Sul de Minas acontecerá no estacionamento superior do Mercado Central (Av. Augusto de Lima, 744 - (31) 3274-9497 – Centro – BH). Como na edição realizada ano passado em agosto, o estacionamento superior do Mercado Central foi adaptado e decorado para receber a Feira. Os ingressos custam R$5,00 e no sitewww.dynamicaeventos.com.br, o passaporte de entrada na feira pode ser impresso gratuitamente.

Esta é a 57a edição da Feira, que é realizada há vinte e três anos pela empresa jacutinguense Dynâmica Eventos, e reúne produtores das cidades mineiras de Jacutinga Monte Sião. Além de oferecer qualidade de seus produtos, toda produção dos agasalhos da região é orientada por consultores e estilistas atentos às tendências do que vai estar na moda durante a estação.

Nos estandes estarão expostos e à venda as tendências da moda para o outono inverno 2019, predominando agasalhos de malha de tricô, calças, vestidos, coletes,cachecóis, casacos e sobrepostos.

Além de produtos das cidades mineiras, estarão à venda produtos do interior de São Paulo, e em menor escala da capital mineira. Nos estandes predominam peças em malhas de tricô em linha e lã, para os mais diversos estilos e gostos. Também estão à venda peças em malhas de algodão, modal, casacos de couro, moda íntima, cama/mesa, doces e acessórios.

As razões da Feira de Malhas de Tricô do Sul de Minas fazer tanto sucesso em BH são percebidas em vários aspectos: bons preços, grande variedade de modelos, qualidade das peças, compra direta do produtor e facilidade do crédito informal. Uma curiosidade da feira é que a grande maioria do público – cerca de 80% é composto por mulheres.


A produção do vestuário de malhas de tricô é a principal atividade de cidades do sul de Minas Gerais como Jacutinga e Monte Sião. Grande parte dos fabricantes é composta por microempresários que trabalham em família e revendem a maioria da produção para lojistas, turistas e ‘sacoleiras’ de várias regiões do país.

MINASTCHÊ DE VOLTA À CAPITAL MINEIRA





Considerada uma das mais aguardadas e simpáticas feiras de BH, a Minastchê estará na Serraria Souza Pinto (Av. Assis Chateaubriand, 809 - Centro) mostrando para os mineiros um pouco da cultura gaúcha, italiana, polonesa e alemã. Em sua 17ª edição, a tradicional feira começa no dia 26 de abril (sexta-feira), às 18h. Este ano, o evento conta com 100 expositores e reunirá comerciantes de produtos tradicionais como queijos, vinhos, salames, erva-mate, e ainda novidades em moda, couro, artesanato e decoração. Ela acontece durante 10 dias, de segunda a sexta-feira, das 16h às 23h; sábados, domingos e feriados, das 12h às 23h.
Este ano a Feira MinasTchê apresenta COMO NOVIDADE EM BH
- Cultura Polonesa - Nesta edição, além das atrações gaúchas, alemãs e italianas, será apresentado pela primeira vez em BH, destaques da cultura polonesa, que também contribuiu para a colonização e para a cultural do Sul do Brasil, com o GRUPO FOLCLÓRICO POLONÊS WESOLY DOMde Araucária/PR.
Atualmente, estima-se que haja entre 1,5 a 1,8 milhões de descendentes de polacos no país. O Brasil tem a terceira maior população de ascendência polonesa no mundo e a maior concentração de poloneses encontra-se no municio paranaense de São Mateus do Sul. Os municípios Gaúchos de Áurea e Guarani das Missões também possuem grande população Polonesa.
Eles vão apresentar nos dias 26, 27, 28, 29, 30 de abril e 01 de maio ( de Sexta a quarta-feira) as danças apresentadas são (O Rzeszów, Beskid, Kolomajka, Szot Madziar, Krakowiak).
Os mineiros poderão conhecer, com apresentações ao vivo, as lindas danças típicas polonesas e outras atrações como o Ognisko:
- A palavra Ognisko em Polonês significa fogo e é uma tradi­ção muito antiga na Polônia. No passado, quando pastores e cam­poneses iam manejar os animais, faziam fogueiras (Ognisko) para se aquecer e lá aproveitavam para assar linguiças em varas de ma­deira ou bambú. Com o tempo virou tradição e passou a ser utiliza­da para comemorar e agradecer as boas colheitas no final de cada ano agrícola, além de poder reunir amigos para conversar e se diver­tir. Esta tradição permanece até os dias atuais, tão popular para os poloneses quanto para nós brasileiros realizar um churrasco quan­do nos encontramos com os amigos e familiares nos finais de semana.
Também serão feitos ao vivo pratos como:
BARSZCZ CZERWONY – Clássica e típica sopa de beterraba. Sabor intenso, cores vivas, é servida com creme azedo colocado por cima da sopa (SMIETANA). Acompanha um dos belos pães que eles fazem e vodka.
KIELBASA – são as famosas salsichas polonesas. Eles têm uma variedade delas, feitas com todo tipo de carne: peru, boi, porco, bisão, sangue de porco... E vários temperos, ervas, pimentas...
OBWARZANEK – Parece um pretzel. Geralmente polvilhado com sementes de papoula. Encontra-se em todo lugar. É o único alimento polonês que é protegido pela União Européia. Símbolo não oficial da Cracóvia.
Cultura Italiana - Grupo italiano "Polenteiros" - O grupo irá preparar a polenta em um grande tacho ao vivo e após finalizar irá realizar o famoso "tombo da polenta". Logo após a polenta será servida para o público da feira. Apresentações acontece somente no 2º final de semana nos dias 03, 04 e 05 de maio.
Polenta é um alimento típico da culinária da Itália, mas já incorporada à culinária de vários outros países, como Argentina, Brasil e Uruguai. Sua base é a farinha de milho. Ela é produzida em grande quantidade, num enorme caldeirão, e as pessoas envolvidas vão cozinhando, dançando e cantando musicas Italianas. No final uma deliciosa polenta é distribuída para todos os presentes. O 'tombo da polenta' se dá quando ela, depois de um tempo de cozimento, se solta do caldeirão. Apresentação ocorre nos dias 20, 21 e 22 de Abril.
Festa Alemã - As festividades darão ênfases às comemorações da colonização alemã no sul do país. Haverá shows com o grupo Schmetterling Volkstranszgruppe de Juiz de Fora/MGAs apresentações do grupo alemão acontecem nos dias 04 e 05 de maio.
Cultura Gaucha – Além dos muitos estandes expondo e comercializando artesanato, moda e outros gaúchos, a Minastchê apresenta o Grupo Folclórico Gaúcho de Porto Alegre "Herdeiros Farropilha". O grupo se apresentará durante os 10 dias do evento.

Os visitantes ainda poderão encontrar:
Cucas – Produzidas por descendentes de alemães há mais de 10 anos, as deliciosas cucas fizeram tanto sucesso nas últimas edições da MinasTchê, "Além das cucas doces e salgadas feitas diariamente, produzimos pães, biscoitos caseiros, vários tipos de doces, geleias, chimias", diz Regina Schneider, expositora.
Queijos, salames e vinhos – Os queijos e vinhos encontrados na MinasTchê, são produzidos nas regiões mais tradicionais do Sul do país. Os visitantes da feira poderão adquirir queijos trufados, mozzarellas trançadas com e sem tempero, queijos frescais, defumados, salames, vinhos e sucos de uva para os mais diversos gostos.
Chocolates de Gramado – Expositores da feira desde suas primeiras edições, os Chocolates de Gramado têm diversas opções para quem quer desde uma simples barrinha de chocolate, até um café gourmet, com a qualidade das grandes chocolatarias do Sul.
Moda – Jaquetas, botas, bolsas e cintos em couro, chapéus, malharias, moda outono/inverno, calçados, bijuterias e semijoias, entre diversos produtos masculinos, femininos e infantis.
Utensílios domésticos – Por tratar-se de feira multisetorial, além dois produtos típicos, você poderá encontrar também facas (feitas artesanalmente no estado do Paraná e vendidas somente nas feiras), panelas e diversos itens para a cozinha, decoração, etc.
Praça de Alimentação – Neste local os visitantes poderão saborear o tradicional churrasco gaúcho, à moda fogo de chão, com cortes bovinos e ovinos, com opções de acompanhamentos como mandioca, arroz de carreteiro e feijão tropeiro. Os visitantes poderão curtir uma ótimaprogramação cultural que irá acontecer todos os dias da MinasTchê.
Roda de Chimarrão - Será montada na Serraria Souza Pinto uma minicasa gaúcha onde todos interessados poderão participar da roda de chimarrão, degustar, aprender a fazer um legitimo mate e entender um pouco mais sobre esta bebida típica dos gaúchos.
Estúdio Gaúcho – Quem for visitar a MinasTchê este ano, poder tirar uma foto com trajes típicos no estúdio temático gaúcho que será montado durante o evento e compartilhar com os amigos através das redes sociais.
Espaço Bier Tchê – A cerveja artesanal está cada vez mais popular. Com opções para todos os gostos: dos doces às mais amargas, a cerveja artesanal ganhou espaço, e a partir desse crescimento, paladares mais criteriosos, começaram a buscar recursos para a fabricação da sua própria cerveja. Este espaço é destinado aos apreciadores de cervejas artesanais, que poderão apreciar as marcas: CERVEJARIA BACKER; KRUG BIER; ALELUIA BIER; BRÄUER CERVEJARIA
MinasTchê
Data: 26 de abril a 5 de maio 2019
Local: Serraria Souza Pinto - Av. Assis Chateaubriand, 809 - Fone: 31 - 3292 2323
Hora: segunda a sexta-feira, das 16h às 23h / sábados, domingos e feriados, das 12h às 23h
Valor do ingresso na bilheteria da Serraria Souza Pinto: R$ 8,00 (preço promocional, meia entrada para todos)
Venda antecipada de ingressos: 
Facebook: Minastchebh - Instagram: minastchebh
Menores de 10 anos e maiores de 60 têm entrada gratuita mediante apresentação de documento.

Festival Brasil Sertanejo acontece em maio



Mano Walter, Felipe Araújo, Bruno & Marrone, Zé Neto & Cristiano, Henrique & Juliano, Léo Magalhães, Beto e Breno, Dennis DJ e DJ Ricca agitarão o evento que acontece no dia 11 de maio, na Esplanada do Mineirão
Faltando pouco mais de um mês para o Festival Brasil Sertanejo, um dos maiores eventos de música do país, o evento segue com as vendas a todo vapor. No dia 11 de maio, sábado, a partir das 15h, a Esplanada do Mineirão (Av. Presidente Carlos Luz - São Luiz, Belo Horizonte – MG) será palco para Mano Walter, Felipe Araújo, Bruno & Marrone, Zé Neto & Cristiano, Henrique & Juliano, Léo Magalhães, Beto e Breno, Dennis DJ e DJ Ricca . 
Mano Walter, conhecido por exaltar o ritmo da vaquejada no Brasil, promete um show animado para não deixar ninguém parado com o hit Juramento do Dedinho e outros sucessos que estão fazendo dele um dos artistas mais consagrados do país. Felipe Araújo, dono do sucesso Atrasadinha, trará sucessos do seu último DVD e também músicas consagradas como Mala Falsa. Já Bruno & Marrone, dupla com mais de 34 anos de carreira e de enorme prestígio na música nacional, vão emocionar o público do Festival Brasil Sertanejo, com Dormi na Praça e outros sucessos que fizeram deles um fenômeno.
Zé Neto & Cristiano, referências da nova geração sertaneja e premiados com o troféu Melhores do Ano com a músicaLargado às Traças, mostrarão todo o seu talento musical com Seu PolíciaNotificação Preferida e outros sucessos que os colocaram entre os mais tocados nas rádios de todo o país. Já Henrique & Juliano, a dupla que arrasta multidões, chega para comprovar toda a sua força na música e prometem arrancar suspiros com os hits Quem Pegou, Pegou, Aquela Pessoa, e claro, Até Você Voltar. A 5ª edição do Festival Brasil Sertanejo contará também com muito romantismo, já que Léo Magalhães trará todo o seu carisma e simpatia com o sucesso Oi, um dos sucessos mais tocados nas rádios em 2018, Alô e outras músicas que recheiam sua discografia.
A dupla Beto & Breno, que gravou o seu primeiro DVD Ao Vivo com participações de César Menotti e Fabiano, Eduardo Costa e Edy Brito e Samuel, promete animar os sertanejeiros de plantão com músicas autorais e sucessos do sertanejo universitário e de raiz. Para fechar o time de ouro do festival e dar um tempero especial à programação, o Dennis DJ transformará o evento em um verdadeiro baile funk com sua performance contagiante e um show repleto de efeitos especiais.

O Festival Brasil Sertanejo foi criado em 2015 pela Nenety Eventos e o Empresário João Wellington. Desde então o evento é realizado na Esplanada do Mineirão, reunindo os maiores nomes da música sertaneja e milhares de fãs a cada edição. Já passaram pelos palcos do festival, artistas como, Chitãozinho e Xororó, Henrique e Juliano, César Menotti e Fabiano, Gusttavo Lima, Zé Neto e Cristiano, Marília Mendonça e muitos outros.

Betim sedia a 2ª edição do Fight Night


Uma das modalidades de luta que mais cresce no Brasil, é MMA (Mixed Martial Arts). Prova disso, é que dele, vários nomes nacionais estão despontando e ganhando notoriedade, fazendo do esporte, um dos mais concorridos e midiáticos do mundo. Mas, além do eixo Rio-São Paulo, outros locais também sediam eventos do segmento. No dia 8 de junho, sábado, às 21h, é a vez de Betim receber a 2ª edição do Fight Night que será realizado no Ginásio Poliesportivo Divino Braga (Rua Redelvim Andrade, 300-Betim/MG).
A 2ª edição do Fight Night contará com a presença VIP de Borrachinha, um dos destaques do UFC Brasileiro. Além dele, a edição terá também competidores masculinos e femininos de lutas amadoras e profissionais e atenderá as mesmas regras e exigências internacionais do MMA que são as seguintes: Octógono de tamanho oficial; Corner azul e vermelho; dois Cutman; um auxiliar de Cutman; árbitros laterais e centrais; Annaucer; paramédicos; bandagem e luvas para os atletas.

1 de abr de 2019

Ana Rosa em BH, com o espetáculo Violetas na Janela


Estrelada pela atriz Ana Rosa, a peça, que trata sobre a vida após a morte, terá duas únicas apresentações apresentações nos dias 05 e 06 de abril,no Cine Theatro Brasil Vallourec
Conhecida pelos seus papeis na telinha, a atriz Ana Rosa, que esteve em várias novelas, como Três Irmãs, Morde & Assopra, Fina Estampa, Louco por Elas, Boogie Oogie e A Lei do Amor, desembarca em Belo Horizonte nesta semana com o espetáculo Violetas na Janela, que é sucesso por onde passa há mais de 20 anos. A peça terá duas únicas apresentações nos dias 05 e 06 de abril, sexta e sábado, às 21h, no Cine Theatro Brasil Vallourec (Av. Amazonas, 315 - Centro, Belo Horizonte – MG).
Vinte atores que se revezam em cena na peça Violetas na Janela, que é uma montagem baseada no livro homônimo de Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho. Adaptada para o teatro por Ana Rosa e dirigida pela mesma com o ator Guilherme Correa, a peça trata da vida após a morte a partir do desencarne de Patrícia, tudo com uma leveza e toques de humor que se encarregam de dar graça ao espetáculo. A trilha sonora foi composta especialmente por Claudio Suisso.
Ana Rosa, que estrela o espetáculo, faz parte da história da dramaturgia brasileira. Ela possui em seu currículo nada mais que uma menção no Guiness Book, como a atriz que mais participou de novelas, como protagonista, coadjuvante ou participações especiais.
"O homem continua sua busca incessante no sentido de ampliar sua capacidade de percepção e atingir sua unidade básica, pessoal e direta com Deus. Nunca um número tão grande de pessoas buscou tantas alternativas ou se interessou por experiências místicas e espirituais como agora. Estamos em plena era da revolução da consciência.
O conhecimento e a prática das religiões orientais e ocidentais é uma realidade. Até mesmo a Ciência procura explicação para fenômenos espirituais através da parapsicologia e da própria psicologia. A literatura é pródiga em técnicas de terapia de regressão a vidas passadas, cura quântica, cura holística, memória holográfica, meditação transcendental, viagens astrais, experiências de quase morte, etc…
Quem de nós já não passou pela dor da perda de uma pessoa querida e não se sentiu compelido a refletir sobre a existência da vida após a morte? Violetas na Janela mostra com simplicidade as experiências de Patrícia, uma garota que desencarnou aos dezenove anos e acordou numa Colônia Espiritual onde a vida continua. Fala de suas descobertas, dúvidas, necessidades, da busca pelo auto conhecimento, seus receios, afetos, seus amores. Uma Colônia onde há hospitais, escolas, teatros, meios de transporte, bibliotecas, onde a tecnologia avançada convive em harmonia com a natureza, os homens, os animais. Um lugar onde é respeitado o livre arbítrio e a justiça reinante é a do amor.
Mas, no nosso Universo infinito também existem outros lugares mais e menos felizes. Para qual deles nós iremos após a morte do corpo, só depende de nós mesmos; do que e de como estamos fazendo aqui e agora."
Ana Rosa



Violetas na Janela em BH

05/04/2019 (sexta-feira), às 21h
06/04/2019 (sábado), às 21h
Local: Cine Theatro Brasil Vallourec (Av. Amazonas, 315 - Centro, Belo Horizonte – MG).
Classificação etária: livre
Ingressos:
Plateia I: R$ 80 (inteira) | R$ 40 (meia)
Plateia II: R$ 70 (inteira) | R$ 35 (meia)
Vendas: www.eventim.com.br ou na bilheteria do teatro