15 de jun de 2019

Conexão Empresarial

O Conexão Empresarial, evento realizado pela VB Comunicação, está acontecendo neste final de semana, no Centro de Convenções do Minas Náutico, na Lagoa dos Ingleses. Esse projeto visionário que tem a frente Paulo Cesar de Oliveira e o filho Gustavo César de Oliveira tem reunido politicos, empresários e representantes da sociedade organizada, com a finalidade de gerar diálogos produtivos e debates sobre a situação política e econômica brasileira.
O primeiro dia do evento contou com talks de  Anderson Birman, fundador da Arezzo, com sua história de crescente sucesso e inspiração; Sergio Leite, presidente da Usiminas, discorreu sobre os desafios da empresa, enfrentados nos ultimos três anos.A fala do  governador Romeu Zema abriu a tarde. O  arcebispo Metropolitano de Belo Horizonte e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, Dom Walmor Oliveira trilhou ima reflexão da importância da fé e da espirtualidade em tempos de crise. O diretor da Vale, Marcel Klein revelou o pior momento da empresa nestes 77 anos e um empenho para contornar a grave situação das comunidades diante dos fatos relacionados às barragens. Falou ainda do monitoramento constante em Barão de Cocais. O presidente da Anglo American, Wilfred Brujin, abordou a questão do vazamento do mineroduto e os desafios neste processo. Também em palestra,
O empresário Rodrigo Mascarenhas, fundador da RM Sistemas discorreu sobre o impacto  das inovações tecnológicas, ressaltando a automação e a força da indústria 4.0.
Enfim, além destes que destaquei, muitos foram os temas abordados no primeiro de dois dias do Conexão, que fechou a programação de palco com a fala do  presidente do Supremo Tribunal Federal. O ministro Dias Tofolli defendeu, arduamente,  a necessidade de reduzir textos da constituição, fortalecendo a ideia de que os detalhes do texto promovem uma judicialização excessiva
"Quando tudo vai parar no judiciário é o fracasso da sociedade, do mercado, do modelo. Então, não culpem o judiciário.
(...) Temos que ter menos texto na constituição e valorizar a sociedade enquanto solucionadora de conflitos". Tofolli  abordou o  excesso de processos que vão parar no STF é uma "questão cultural". "Tudo acaba caindo no STF. No ano passado o tribunal decidiu 123.750 questões, sendo 14 mil decisões colegiadas. Nenhuma outra Corte Suprema no mundo tem este volume de trabalho”, ressaltou. Na defesa do que vê como "perspectiva positiva", fortaleceu:
"Temos que desconsticionalizar o pais.
Diminuir o texto da constituição (...)
Ampliar o  dialogo, a convivência entre os interlocutores com os poderes capazes de solucionar. Tofolli, encerrou com parecer  referente à função dos tribunais superiores e do Supremo Tribunal Federal, algo que mencionou numa entrevista recente à Revista IstoÉ, citando Melbourne em fala à princesa Vitória: "Governar é garantir a força da moeda.
É garantir que os pactos serão cumpridos".
Nas conversas de almoço e café, no Conexão Empresarial, a certeza de que a crise nao poupou ninguém. Se fala em desafios, superação e, de alguma forma, surge um vislumbre de otimismo, diante de sutis movimentações no setor econômico. Ao que parece, entretanto, se manter estável já é mérito.
Márcia Francisco
PS: Nas imagens,  registros de alguns encontros, reencontros e  conexões profissionais, que tive ontem, por lá. Bom, também, rever, colegas, amigos e parceiros profissionais.
Registro meu repeito pelo jornalista e empresário Paulo César de Oliveira, notável ser humano, cuja história me inspira. Seu profissionalismo e visão me ensinam muito, através dos tempos.
Rever queridos  amigos e colegas como Maria Eugênia Lages (editora-geral do Grupo VB Comunicação, Marco Antônio Lage, hoje na Cemig, o presidente do Minas Tênis Clube, Ricardo Santiago , anfitrião atual do Centro de Convenções que está acolhedor, matar a saudade em lembranças de Fernando Brant, com Roberto Brant, na semana que somamos quatro anos sem nosso poeta da luz, conversar com Liliane Hermeto sobre o filho seminarista, nosso paroquiano anjo... ao lado das trocas sempre produtivas com Marcelo Matte e, Eduardo Bernis, atual Secretário de Estado de Cultura, amiga Merces Quintão Fróes (à frente da diretoria comercial e de relacionamento da Unimed-BH), entre outros, como Anderso  Birman, Modesto Araujo, Marcilio Soares, colega Igor Basilio, futura mamãe, Deputada Federal Greyce Elias, João Carlos Amaral, Tião Mourão e outras inspirações que fortalecem o coração,  as oportunidades Gump inusitadas que a profissão e os caminhos trazem, como dialogar olhos nos olhos com o presidente do STF, junto ao ex-presidente, simultaneamente.
Experiências que amplificam a dimensão da  responsabilidade ética e cidadã, numa realidade que precisa ser inclusiva e digna a todos nós.
Márcia Francisco



















11 de jun de 2019

10 ANOS DE CONEXÃO EMPRESARIAL


Entre os dias 14 e 15 de junho, a edição especial do evento recebe o Ministro Dias Tofolli, o Governador Romeu Zema e o Deputado Federal Rodrigo Maia
Celebrando uma década, o Conexão Empresarial acontece nos próximos dias 14 e 15 de junho no centro de convenções do Minas Tênis Náutico Clube, no Alphaville, as margens da Lagoa dos Ingleses em Nova Lima. O evento é promovido pela VB Comunicação e foi criado para ser um espaço de debate, onde empresários, autoridades e políticos discutem temas como política, economia, gestão pública, empreendedorismo, meio ambiente e questões que afetam a economia e a vida do brasileiro.
Durante dois dias o público presente poderá conferir uma programação repleta de atividades que inclui palestras e rodadas de discussões de importantes pilares da economia. Na sexta-feira, 14 de junho, o Secretário Geral de Desestatização do Ministério da Economia, Salim Mattar abre o ciclo de palestras. O evento também confirma sua tradição em levar grandes nomes do cenário atual, como aconteceu na última edição, nomes como Rodrigo Maia, presidente da Câmara Federal, o governador do Estado, Romeu Zema, o senador Carlos Viana e Ministro Dias Tofolli, presidente do STF também estarão presentes.
Entre os destaques, Marcelo Klein, Diretor da Vale é um dos convidados e estará no evento juntamente com Fernando Orsini, diretor da Andrade Gutierrez e Wilfred Bruijn, presidente da Anglo American.
Anderson Birman, fundador da Arezzo, é um dos convidados, ele vai contar sua trajetória profissional e como conseguiu tornar a marca em um dos principais nomes calçadistas do país. ''História essa que que iniciou em BH e hoje tem franquias espalhadas porto todo o país, confeccionando cerca de dois milhões de pares de calçados por ano. O fundador da churrascaria Fogo de Chão e NB Steak, Arri Coser é outro nome que compartilhará sua história e desafios internacionais de gestão no evento'', revela Gustavo.
Outra oportunidade será o de conhecer de perto a história do maior centro de inovação do Brasil, o InovaBra. O Head da Operação, Lucas Negueira e o CEO Mervim são presenças confirmadas e prometem compartilhar como a inovação pode ser tão transformadora, contando cases do centro de inovação que concentra mais de 190 startups. O presidente da Usiminas, Sérgio Leite de Andrade, é outro líder importante que irá palestrar no Conexão.
O evento trará também inspiração em outras áreas, como na saúde e estética com a influenciadora digital, mestranda em Nutrição e palestrante, Bella Falconi. E também Dom Valmor de Oliveira, arcebispo de Belo Horizonte e presidente da CNBB, a Confederação Nacional de Bispos do Brasil, que falará sobre sua visão sobre o mundo e o momento em que vivemos.
O Conexão Empresarial Anual é uma versão ampliada dos almoços-palestras realizados mensalmente na sede da VB, no Espaço V, em Nova Lima.
INGRESSOS NO SITE SYMPLA

10 de jun de 2019

ROLANDO BOLDRIN E SAULO LARANJEIRA, JUNTOS: “VAMOS MATUTAR”




Foto Sylvio Coutinho

 No dia 13 de julho, sábado, às 21h, o Grande Teatro do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537 – Centro  –  BH  – MG), dois grandes mestres da cultura popular brasileira, Rolando Boldrin e Saulo Laranjeira, se unem em espetáculo memorável “Vamos matutar”.

Ingressos já à venda: www.ingressorapido.com.br ou na bilheteria do Teatro.  Informações adicionais (31) 3236 7400.



VAMOS MATUTAR

O título sintetiza a proposta sensível e a intensidade artística desta apresentação, concebida a quatro mãos. Pensada, pessoalmente, pelos dois ícones que, escolheram compartilhar a poesia infinita que os novelos de suas vidas foram tecendo. Cada qual à sua maneira, foi revelando fios de expressão e arte próprias, para colorir tudo, junto ao melhor da identidade cultural do Brasil.  



Rolando Boldrin é a referência, apresentador do Programa Sr. Brasil, ator e cantor com um dom de encantar platéias e uma forma natural de contar causos e cantar as nossas raízes sertanejas.

Saulo Laranjeira, menestrel das culturas populares mineiras, apresentador do Programa Arrumação, de universo musical diverso, é um dos maiores intérpretes de nossa brasilidade. Também é considerado um dos grandes humoristas do país.



“É que a viola fala alto no meu peito humano”  (Rolando Boldrin)



“Vamos matutar” imprime, com a autenticidade dos causos e a essência das cantorias, as raízes da verdadeira sonoridade do nosso país.  Traz cantigas consagradas e pérolas garimpadas por Saulo e Boldrin. A sintonia é certeira: compadres, que das muitas coisas em comum, irão compartilhar a inspiração e interpretações que dialogam com cantadores e poetas autênticos e a escritura de Guimarães Rosa.



“Futuca a tuia, pega o catadô” (Elomar)



É noite de  duplo luar, vai ter eclipse de cantadô!

Vai ter prosa e emoção, vai ter ternura e cantoria, vai ter história...com cheiro de fulô.

Trata-se de um espetáculo único, que reconecta as legitimidades da cultura brasileira. Para o público mineiro, é noite para rir e se emocionar. Oportunidade de se presentear com  uma experiência de raro valor, que vai da linha da história às memórias afetivas de gerações inteiras. Famílias que através de suas televisões acompanham, há décadas,  ambas as trajetórias.  De Boldrin, que compõe e canta o Brasil, as histórias da nossa terra! De Saulo Laranjeira, a singularidade dos povos dos vales e a diversidade das expressões da nossa música!

6 de jun de 2019

Começou a Expocachaça



De hoje a 09 de junho, Belo Horizonte será a capital mundial da cachaça. De quinta-feira a domingo, acontece a 29ª edição da Expocachaça, maior e mais importante feira da cachaça do país, no Expominas (Av. Amazonas, 6200, Gameleira), em Belo Horizonte. O tradicional evento chega em 2019 como uma vitrine de mais de 21 anos de tradição para toda a cadeia produtiva e de valor da cachaça. Produtores de Minas Gerais e outros 20 Estados apresentam diversas marcas da bebida para comercialização. Além dos cerca de 200 expositores, a feira terá apresentações musicais durante os quatro dias de evento. A expectativa da organização é receber 60 mil visitantes e movimentar R$ 55 milhões em negócios.
Saiba tudo em www.expocachaca.com.br

Rosas eternas fazem sucesso como presente, no mês do amor!



Maria Fernanda Patrus e as rosas eternas
 Amores... eternos? Rosas, também? No mês dos namorados, Maria Fernanda Patrus e o encantado Mundo de Anna apresentam o universo das rosas eternas

Pioneira das rosas, em Minas Gerais, a empresária Maria Fernanda Patrus nos faz ver: Rosas Eternas existem!
A expressão de que diamantes são eternos é muito conhecida e representa que o amor expressado no gesto durará também por toda a vida. Um sonho é pensar que Rosas também podem ser eternas! Foi esse sonho que fez com que Maria a proprietária do Mundo de ANNA, se dedicasse a trazer, da Colômbia para terras mineiras, a Rosa Eterna. E a Flor natural que dura anos é o presente mais desejado no mês dos namorados e já se afirmou como o maior sucesso do Mundo de ANNA (Rua Bueno Brandão, 200 – Floresta – BH – MG – 1 quarteirão da Contorno).

A Rosa Eterna
Importadas da Colômbia, essas rosas naturais passam por um tratamento exclusivo que, acrescentando nutrição, as eternizam.  A inserção de nutrientes faz com que a flor, natural, fique hidratada e com a mesma vitalidade, beleza e o toque aveludado por muitos anos. “Muitos namorados voltam para contar de Rosas que ganharam em 2012, 2015 e que estão perfeitas, carregando a cada ano mais e mais histórias do casal”. A média é de 5 a 10 anos de duração, dependendo da umidade do ambiente. A rosa ela não murcha, ou seja, é eterna.  Trata-se de um presente muito original.
A rosa remete à do filme “Bela e a Fera”, a Rosa encantada, e também ao “Pequeno Príncipe“.  O Mundo de Anna fez uma edição limitada de cúpulas com o personagem, a raposa e a Rosa. A diversidade de cores é uma novidade da nova importação. A número 1, que emociona a todos, é a vermelha. A coleção tem rosas das cores pink, rosa chá, amarela, verde, azul céu, branca, preta, bicolor de lilás e creme e mais. Especialmente para marcar o 12 de Junho, a cor Azul escuro surpreende e carrega significados de amor raro e amor impossível. Quem se lembra do clássico filme “A Rosa Azul”? Azul é a cor do infinito.
A Rosa Eterna tem três tamanhos diferentes: A Mini Rosa e a Rosa Maior vem em uma caixa de vidro espelhada feita sob medida e a Rosa Maior, com cabo e folhas vem na caixa de acrílico com 55 cm de altura. As mini rosas também vem em caixas retangulares de dois, três, quatro ou cinco unidades.
Para Maria Fernanda, a Rosa Eterna representa as histórias que construímos a cada momento e a capacidade de tornar cada instante único e eterno. É também uma forma de agradecer as flores que uma pessoa especial planta para quem está à sua volta colher. “E o principal, é um sonho realizado perceber que, se até uma Rosa pode durar para sempre, tudo é possível. Ao longo do tempo, a Rosa Eterna vai colecionando as marcas e as histórias de quem a possui. Por ser uma flor, viva, ela reúne em si tudo aquilo que recebe: carinho, cuidado, memória, atenção.O amor é o maior símbolo de uma Rosa, imagina poder embrulhar uma Rosa eterna. Ela se torna uma mensageira dos seus melhores desejos”, explica Maria Fernanda Patrus. 
E para quem ama Orquídeas, o sonho de ter uma por anos também se tornou realidade. As cores disponíveis são: Branca, Verde, Rosa Chá e Amarelo. A média é de 2 a 4 anos, podendo se estender. Flores especiais para arranjos de cabelo que vão se tornar parte da decoração da casa depois, carregando toda a atmosfera da festa, completam a coleção.

 O Mundo de ANNA
Criado por Maria Fernanda Patrus há 14 anos. O Mundo de ANNA acredita que presentes carregam historias e a essência desse espaço encantado é facilitar a escolha do melhor presente e com o verdadeiro significado do momento.
Instalado em uma charmosa casa no Bairro Floresta, a loja é um mundo de idéias para presente. Um lugar para ficar de férias e mergulhar no universo do presenteado, embrulhando histórias e as memórias que compartilham. Escolher encantos para você e sua casa.
Um espaço diferente de tudo o que você já viu. Presentes, acessórios, semijoias, linha de banho e cozinha em cada um dos cinco ambientes dessa casa de descobertas do mundo todo. Mais do que uma loja, o Mundo de ANNA é um passeio. 
Informações adicionais: (31) 3274-1211
Encontre o Mundo de ANNA nas redes sociais:

5 de jun de 2019

ENCONTRO COM ROBERTO CREMA E ACELY HOVELACQUE



"A força e entusiasmo para seguir da lama ao Lótus é individual
enquanto caminho, mas, coletiva no apoio de trama e redes na raiz.
 Não esteja só neste momento."

Inscrições abertas para o evento  especial com  Reitor da UNIPAZ – Universidade Internacional da Paz, Roberto Crema realiza em conjunto com  a médica Acely Hovelacque, na capital mineira, no dia 8 de junho, sábado.

O encontro “Da lama ao lótus, a alquimia do ser no dia a dia que vivemos”  será realizado no dia  08 de junho, sábado, das 9h às 18h, no Mendja  - Jardins do Buda da Medicina (Estrada do Engenho, 08 – Macacos/ São Sebastião das Águas Claras – Nova Lima –MG). Tempo que pede uma atitude diferenciada onde o foco não está na expansão, mas, no fortalecimento interno, para o tempo do florescer coletivo.


Acely Hovelacque
Médica do Colégio Internacional dos Terapeutas – CIT, especialização em Clínica Médica, Homeopatia e Antroposofia, praticante de meditação. Dedica-se ao resgate da Saúde Integrativa e da Felicidade Essencial.

Roberto Crema
Psicólogo e antropólogo do Colégio Internacional dos Terapeutas – CIT, Mestre em Ciências Humanas e Sociais pela Universidade de Paris, Reitor da Universidade Internacional da Paz – UNIPAZ.

As inscrições podem ser feitas somente pelo site www.sympla.com/mendja 
Inscrições para o seminário e informações adicionais: (31) 3297 5511 e 988943869.
Vagas limitadas.
 Investimento: R$360,00.  Lanche e almoço incluídos.  

Realização: Mendja – os jardins do Buda da Medicina

VISITE:

22 de mai de 2019

Heloísa Monteiro lança o livro “As sete etapas da abordagem integrativa transpessoal nos Círculos de Mulheres”


Será no dia 25 de maio, sábado, das 10h às 14h, no Floresça Café (Rua Rio Grande do Norte, 311, Santa Efigênia), o lançamento do livro “As sete etapas da abordagem integrativa transpessoal nos Círculos de Mulheres”, da escritora e idealizadora da Casa das Matryoshkas, Heloísa Monteiro de Moura Esteves. A publicação, pela Editora Êxito, é fruto do trabalho de conclusão do Curso de Pós-Graduação em Psicologia Transpessoal da Faculdade Vicentina e ALUBRAT – Campinas.
Em um ambiente com a acolhedora energia feminina, a autora vai falar sobre o livro e como ele pode contribuir para as mulheres que são, ou pretendem ser, guardiãs de Círculos de Mulheres. Durante o bate-papo haverá um delicioso brunch, com sistema de cartela individual.
Desde 2007 venho atuando como focalizadora de Círculos de Mulheres! Este ofício foi acontecendo de forma empírica, com erros e acertos, pois, quando comecei, não havia praticamente referência sobre tal atividade. Ao cursar a Pós Graduação em Psicologia Transpessoal, tomando conhecimento da Abordagem Integrativa Transpessoal, elaborada pela Professora Vera Saldanha, percebi que poderia propor um embasamento teórico para o trabalho com Círculos de Mulheres a partir da referida abordagem. Na tentativa de orientar as mulheres que trabalham como focalizadoras de Círculos de Mulheres, escrevi este pequeno manual, com propostas de temas a serem trabalhados em cada encontro, sob a perspectiva da Psicologia Transpessoal. A ideia? Demonstrar que os Círculos de Mulheres não são mero modismo e que podem ser conduzidos a partir de um viés acadêmico, sem perder a espontaneidade. Quer saber um pouco mais? Vem no lançamento do meu livro e participe da nossa roda de conversa!” (Heloisa Monteiro, autora do Oráculo das Matryoshkas e do livro As Sete Etapas da Abordagem Integrativa Transpessoal nos Círculos de Mulheres). 

Heloísa Monteiro de Moura Esteves é mineira, de Belo Horizonte. Bacharel em Direito e especialista em Direito Constitucional pela UFMG.  Servidora aposentada do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Foi professora de cursos de Graduação e de Pós-Graduação/ Direito, autora de livros e artigos sobre direito processual civil.
Cursou a Formação Holística de Base (FBH) na UNIPAZ/MG e  é aspirante do CIT – Colégio Internacional de Terapeutas. É Praticante de Registros Akáshicos certificada pelo Center for Akashic Studies (Linda Howe, Founder and Director), e Moon Mother Nivel 3 e Mentora, iniciada por Miranda Gray. Conduz grupos de mulheres na Bênção do Útero.e também faz atendimento individual para mentoria, bênção e cura do útero. Coordena a Casa dasMatryoshkas. Ministra oficinas com enfoque nos temas do Feminino, dentre elas a Oficina das Matryoshkas: ancestralidade e intuição no caminho de volta pra casa, a Oficina Cinderela e o Feminino Excluído e a Oficina Vivência Ùtero Sagrado e a Força do Dragão.
Criadora do programa Desvelando e Empoderando a sua Matryoshka, de empoderamento da mulher e reconexão com o Sagrado Feminino. Guia de grupos para percorrer o caminho de Maria Madalena na Provence e para participar da Festa Cigana em homenagem à Samta Sara no Sul da França, em parceria com Mariella Miranda.
Concluiu a Pós graduação em Psicologia Transpessoal na ALUBRAT – Associação Luso Brasileira de Transpessoal, em Campinas e esse livro é o seu trabalho de conclusão de curso, apresentado em 2018. É autora do Oráculo das Matryoshkas, publicado pela Éxito Editora, em 2016.
Casa das Matryoshkas
Situada em Belo Horizonte, é um espaço acolhedor e lúdico para trabalhar com as mulheres que buscam a reconexão com o Sagrado Feminino. Na Casa acontecem, dentre outros eventso, desde fevereiro de 2010, as reuniões do Círculo Sagrado de Mulheres Encontros com Madalena, do qual Heloísa Monteiro é a guardiã.

6 de mai de 2019

BERNARDO FRÓES BICALHO lança o livro FAZENDA CACHOEIRA - AFETO E INOVAÇÃO NO VALE DO SANTO ANTÔNIO



Será no dia 11 de maio, sábado, das 11h às 14h, na Livraria da Rua (Rua Antônio de Albuquerque, 913 – Savassi) a sessao de autógrafos e lançamento do livro FAZENDA CACHOEIRA - AFETO E INOVAÇÃO NO VALE DO SANTO ANTÔNIO,  do escritor e jornalista  Bernardo Fróes Bicalho.  

Fruto de vasta pesquisa do escritor, a primorosa publicação inclui ilustrações da artista plástica Yara Tupynambá e fotos de Sylvio Coutinho, do acervo familiar e de José de Paula O livro possui 320 páginas e, ao final, uma árvore genealógica da família do Coronel Moreira, pai da Dona Rosinha.

SINOPSE
Após o casamento de Antônio Quintão de Andrade com a filha do Coronel Moreira, ele e seu irmão, Felicíssimo Quintão construíram, em 1896, a Fazenda Cachoeira. Ela era autossustentável.  Só precisavam ir à cidade para comprar sal, querosene ou para chamar um médico. Na sala de jantar, tem um painel pintado pelo José Júlio, um pintor da região, em 1925, que ficou morando lá, com a família, durante seis meses.
Dentistas, médicos e cabeleireiros ficavam meses na fazenda, tratando dos moradores, empregados e das outras pessoas da região.
Com a morte de Antônio Quintão, sua esposa, Rosa Moreira Quintão (mais conhecida como Dona Rosinha) terminou a construção da Fazenda Cachoeira. Ela não queria que sua filha caçula, Maria Moreira Quintão, estudasse fora, como os outros. Para isso, contratou uma professora e construiu uma escola perto da fazenda para que ela e os outros meninos da região aprendessem.
É sobre essa fazenda, sempre pioneira, que eu falo nesse livro, contando, também, histórias das pessoas que lá viveram ou frequentaram, com seus casos e “causos”.
Ela reflete o ciclo do café e da cana-de-açúcar em Minas Gerais, estando localizada na região da Estrada Real e nos caminhos dos bandeirantes e dos mascates.
Hoje, recuperada, a fazenda abriga um projeto pioneiro de genética de gado Gir Leiteiro, o PMG2B, já com 10 anos no mercado.
Com ilustrações da pintora Yara Tupynambá e muitas fotos de Sylvio Coutinho, do acervo familiar e de José de Paula, o livro possui 320 páginas e, ao final, uma árvore genealógica da família do Coronel Moreira, pai da Dona Rosinha.


O ESCRITOR
Bernardo Fróes Bicalho, 34 anos, formado em jornalismo pela Estácio de Sá, pós-graduado em Comunicação e Cultura pela Uni-BH e Língua Portuguesa pela PUC-MG. Escreveu, em 2014, seu primeiro livro: Marcos Noronha, Do Chão aos Sonhos, biografia de Marcos Noronha. Atualmente, tem uma página no Facebook que mostra os bastidores do Programa Arrumação.

Lançamento do livro
FAZENDA CACHOEIRA - AFETO E INOVAÇÃO NO
VALE DO SANTO ANTÔNIO, de Bernardo Fróes Bicalho
11 de maio, sábado, das 11 às 14 horas.
Livraria da Rua - Rua Antônio de Albuquerque, 913 – Savassi
ENTRADA FRANCA