7 de dez de 2018

O AMOR ME ELEGEU: PADRE FÁBIO DE MELO EM BH


Será no dia 18 de dezembro, terça-feira, 21h, no Grande Teatro do Palácio das Artes, (Av. Afonso Pena, 1537 – Centro – BH), a única apresentação do show “O amor me elegeu”, com o Padre Fábio de Melo.
“O Amor me elegeu” é um espetáculo de pura beleza, onde o público experimenta a multiplicidade da arte de um artista que traz consigo, musicalidade nata. Sua sensibilidade artística, com visão social e humana, vai da competência de um grande intérprete, capaz de emocionar, unindo técnica e dom, à consciência de composições próprias que transmitem mensagens significativas. Com sonoridade, luz e cenário projetados especialmente para o tema do show, Fábio de Melo sobe ao palco, acompanhado de teclados, guitarra, violão, baixo, acordeom, bateria e três backing-vocals que unem seu afinado timbre à voz precisa do cantor.
O clima de alegria e reunião familiar são resgatados por Fábio de Melo nesse show emocionante. O show revisita importantes momentos da música popular brasileira e traz ao palco o universo de mensagens de esperança e amor, através das obras musicais, de sua própria autoria, e de outros compositores, poetas que cantam com amor e delicadeza a alma de fé do povo brasileiro.
Ingressos já à venda em http://bit.ly/ingresso8dez2018
PLATEIA I Esgotado
PLATEIA II A partir de R$ 80,00
PLATEIA SUPERIOR A partir de R$ 60,00

O DISCO
Padre Fábio de Melo apresenta seu novo trabalho com a gravadora Canção Nova.
“O Amor me elegeu” é o novo álbum de padre Fábio de Melo, diferente de tudo que ele fez.
Muito mais intimista, mais orante, com belas canções para viver a misericórdia de Deus neste ano. São canções para ajudar os corações que necessitam ouvir pela primeira vez e, também aqueles que estão esquecidos, que Deus nos ama, que Deus é amor, um amor que nos elege diariamente.
Segundo padre Fábio, este é um trabalho diferente, por ser exclusivo da Canção Nova e por nascer justamente durante o Hosana Brasil, diante de uma multidão sedenta, que cantava e rezava, agradecendo as maravilhas de Deus em sua vida.
“Quando entrei no altar para celebrar a santa missa do Hosana Brasil, eu me senti muito emocionado, primeiro por ter tido um ano (2017) muito difícil, muito sofrido e por saber que aquele era o momento de agradecimento, de elevar os braços para o céu e agradecer. E quando eu olhei para aquela multidão, foi como se Deus soprasse no meu ouvido: padre Fábio, este é o seu lugar! Naquele instante eu senti o desejo de fazer meu algo a mais pela Canção Nova. No meu coração pulsou uma vontade enorme de fazer um trabalho que pudesse falar do amor de Deus na minha vida, mas que também pudesse me aproximar daquele povo, de ouvir aquele povo, de cantar as dores daquele povo, e foi assim que começou a nascer o CD O amor me elegeu”.
Diante daquela multidão, padre Fábio sentiu que estava no momento de reviver o que havia vivido com a Canção Nova em 2007, quando gravou o CD Filho do Céu, um trabalho que marcou muito a sua vida, que o fez sentir Deus confirmando o seu ministério para o povo. Para o sacerdote, este novo trabalho exclusivo com a Canção Nova significa um retorno à simplicidade, ao despojamento de si mesmo. Embora o projeto com as gravadoras seculares possa ser retomado posteriormente, mediante ao seu propósito de propagar cada vez mais a música católica neste meio, o desejo atual é de se despojar, de estar em “casa”, entre amigos, e fazer um CD diferente, coordenado por pessoas que são muito próximas a ele e que o
ajudaram a viver a fidelidade do que sentia no seu coração.
Gravado nos estúdios da Codimuc em Taubaté, o álbum “O amor me elegeu” reúne 13
canções, sendo 4 inéditas e 4 autorais. Padre Fábio queria um repertório simples e ao mesmo tempo bonito, que pudesse tocar o coração das pessoas, que pudesse ser orante.
“Eu procurei dentro do universo da música católica, canções que marcaram a minha vida, canções que facilitam a oração. Busquei algumas letras antigas que ainda estavam inéditas

Padre Fábio de Melo: um evangelizador pela arte
Presença viva de Deus
“Nós padres, lidamos diretamente com a dimensão mais bela da vida das pessoas e saber que de alguma maneira, eu entrei na vida de alguém e deixei ali uma marca positiva, eu me realizo como gente. Creio também no poder da comunicação religiosa da música popular, e tento fazer com que a música seja ponte entre a palavra de Deus e o coração dos brasileiros”.

Padre Fábio de Melo se descreve de forma simples, mas na verdade é um fenômeno da evangelização pela arte.
Sua formação é ampla: sacerdote, professor universitário, graduado em Filosofia e Teologia, pós-graduado em Educação e em Teologia Sistemática, escritor, cantor, compositor e apresentador.
Com 21 produtos gravados e repertórios que valorizam a religiosidade e cultura, suas composições são poesias, com uma roupagem e ritmos modernos. É autor de obras-primas de nossa literatura como: “Quem me roubou de mim”, “Tempo: Saudades e Esquecimentos”, “Quando o sofrimento bater à sua porta”, “Amigo: somos muitos, mesmo sendo dois”, “Orfandades” e “Tempos de Espera”, sempre entre os mais vendidos no Brasil.
Padre Fábio é sucesso de audiência na Rede Canção Nova de Televisão, como apresentador do programa Direção Espiritual, que vai ao ar nas noites de quarta-feira.
Esta trajetória bem sucedida é resultado de muitos talentos e dedicação extremada.
De origem humilde, nasceu em Formiga, Minas Gerais, em 03 de Abril de 1971, fruto da união do pedreiro Dorinato Bias Silva e da dona de casa, Ana Maria de Melo Silva, sendo o caçula de oito irmãos.
Desde criança, sua vocação para a arte, foi percebida e incentivada pelo pai violeiro. Posteriormente, aos 16 anos, já no seminário, colocou-a a serviço da fé.
Ordenado sacerdote em 2001, pela imposição das mãos de Dom Alberto Taveira, na Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus (congregação do Pe. Zezinho, precursor dos padres cantores na década de 60), atua, hoje, na Diocese de Taubaté, São Paulo.
Formação Acadêmica
Fábio de Melo, graduado em Filosofia pela FEBE e Teologia pela PUC do Rio. Pós-graduado em Educação pela Universidade Salgado de Oliveira RJ e Mestre em Teologia Sistemática com os Jesuítas pelo Instituto Santo Inácio de Loyola em Belo Horizonte.

Nenhum comentário: