29 de ago de 2018

Tenor Thiago Arancam se apresenta no Palácio das Artes



Um dos tenores mais respeitado no mundo, Thiago se apresenta no dia 01 de agosto,
no Palácio das Artes, em Belo Horizonte

Atualmente viajando com a turnê Bela Primeira, o show marcará a estreia das canções deseu mais novo lançamento, o disco “This is Thiago Arancam”, lançado no dia 03 de agosto

Dono de uma voz poderosa e considerado um dos maiores tenores do mundo na atualidade, o brasileiro Thiago Arancam não para. Depois de estrear no mundo das superproduções musicais como protagonista de “O Fantasma da Ópera”, o mais consagrado cantor lírico do país faz em paralelo sua turnê,“Bela Primavera”. Em Belo Horizonte ele e orquestra estarão no Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537 – Centro – Fone: 32367400) no dia 1º de setembro (sábado) às 21 horas. O show ainda será marcado pela apresentação inedita das novas canções de seu último disco, This is Thiago Arancam, lançado no dia 03 de agosto.

O álbum Bela Primavera, gravado na República Tcheca, Itália e também no Brasil, marca o início da carreira popular do artista no país onde nasceu. O disco possui nove canções, seis inéditas e três regravações: “Hallelujah”, de Leonard Cohen e “Strani Amore”, de Angelo Valsiglio Roberto Buti, Cheope, Marco Marati e Francesco Tanini e “Céu de Santo Amaro”, de Flávio Venturini, com participação de Paula Fernandes e da Orquestra Filarmônica de Praga. Dos estúdios para o palco, Bela Primavera traz a mistura do erudito, tendo a participação de uma orquestra com 10 músicos, com o popular bateria, teclado, baixo, guitarra e piano.

Maior nome da ópera do Brasil, Thiago Arancam vai rodar o país com o novo espetáculo. Além das canções do Bela Primavera, que traz as influências do mundo lírico, serão apresentadas as músicas do novo CD “This is Thiago Arancam”, que tem como destaque os clássicos do musical “O Fantasma da Ópera” - “All I Ask of You”, “A Música da Escuridão” (“The Music of the Night”) e “O Fantasma da Ópera” (“The Phantom of the Opera”) - , além do clássico da ópera “Nessun Dorma. O repertório ainda traz canções em Italiano, Espanhol e Inglês e grandes sucessos como “Il Mondo”, de Jimmy Fontana, “Bella Ciao” sucesso da série La Casa de Papel, Can’t Help Falling in Love”, de Elvis Presley, “Viva La Vida”, do Coldplay; “Pride”, do U2, “Crazy”, de Seal e “Who Wants to Live Forever”, do Queen.

Na lista das inéditas estão: “Mágico Amore” de Eddiey Oliva e “Delirio” do próprio Arancam, em parceira com Maycon Ananias e Jorge Zarath. Irma Vidal e VJ Gabiru dividem a criação cenográfica e a direção artística do espetáculo, que possui estéticas barroca, clássica e neoclássica, a partir da arte e arquitetura, aplicadas a um contexto de arte e tecnologia, onde luz e imagem em cenários efêmeros e em movimento dialogam com a música.

Sobre Thiago Arancam - um coral infantil, na cidade de São Paulo, foi o primeiro passo para o garoto de seis anos descobrir o tamanho da sua voz. Bacharel em canto erudito pela “Faculdade de Música Carlos Gomes” de São Paulo, começou os estudos no Brasil, na “Escola Municipal de Música” de São Paulo.

A música arrebatava o pequeno Thiago Arancam de forma quase simbiótica. O caminho para os palcos da Europa foi aberto em 2004, após vencer o Concurso Internacional de Canto Erudito Bidu Sayão, que lhe garantiu acesso na conceituada Academia de Canto Lírico do Teatro Alla Scala, de Milão, onde se formou em canto lírico, em 2007.

Thiago Arancam se apresentou nos principais teatros do mundo, em mais de 40 países.
Destaque para o Alla Scala (Milão), Ópera de Roma (Itália), Ópera Nacional de Washington (EUA), Ópera Estadual de Viena (Áustria), Deutsche Ópera de Berlim (Alemanha), Bolshoi (Moscou), além de inúmeras produções no Japão, Emirados Árabes, Malásia, Canadá, Espanha, França, Polônia, Letônia, Mônaco e Reino Unido. Foram mais de 500 apresentações ao redor do mundo.

No Brasil, em 2011, subiu ao palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro com a montagem da ópera “Tosca”, de Puccini, no papel do pintor Mario Cavaradossi, amante de Floria Tosca. Em 2014, no Theatro Municipal de São Paulo, encenou a Ópera Carmen de Bizet. Na Europa, conheceu Plácido Domingo, com quem gravou “Cyrano de Bergerac”, na São Francisco Opera (USA); “Madame Butterfly”, em Washington e “Carmen”, na Los Angeles Opera. Trabalhou comgrandes regentes de orquestra, entre eles: Daniel Harding em vários concertos com a SwedishRadio Symphony Orchestra; Christian Thielemann em “Dresden” na Manon Lescaut, PierGiorgio Morandi na ópera “Tosca” em Las Palmas e Estocolmo; o brasileiro Silvio Barbato coma Orquestra Camerata Brasil em Brasília, João Carlos Martins, Plácido Domingo, Julius Rudel,Lorin Maazel, Nicola Luisotti, Patrik Fournellier, Renato Palumbo, Corrado Rovaris, entreoutros.

De volta ao Brasil, Thiago Arancam quer reencontrar suas raízes e mostrar a força e a emoçãoda sua voz ao público do país onde nasceu. Seus mais recentes álbuns são: "Bela Primavera"(2017), que deu origem ao espetáculo homônimo, que viaja pelo país a partir de setembro de2018; e "This is Thiago Arancam"(2018). Ambos trazem as influências do mundo lírico eaproximam o tenor da Música Popular Brasileira.

Em paralelo ao trabalho de “Bela Primavera” e o lançamento de "This is Thiago Arancam", ocantor segue com sua rotina de apresentações em diferentes países, entre eles Rússia,Lituânia, Estados Unidos e Austrália, com as óperas Madame Butterfly, Manon Lescaut,Turandot, Tosca e Carmen. E também lançou o clip da música Delírio, gravado em Pittsburgh,na Pensilvânia.

Atualmente, Thiago Arancam é também protagonista da versão brasileira de "O Fantasma daÓpera", o musical já visto por mais de 140 milhões de pessoas em todo o mundo e que faztemporada no Teatro Renault, em São Paulo, até 16 de dezembro de 2018.
Para mais informações de Thiago Arancam, visite:https://thiagoarancam.com

Nenhum comentário: