13 de jun de 2018

mulher, sabedoria compartilhada, empreendedorismo, sucesso e atitude
Patrícia Pinho e Sérgio Moreira são os convidados desta edição
Será no dia  19 de junho, terça-feira, 19h30, no Casarão do Restaurante Maria das Tranças  (Rua Professor Moraes, 158 – Savassi – BH – MG), o II Meeting ‘O Feminino em Mim’, realizado pela jornalista e palestrante, Márcia Francisco.   A proposta é a abordagem de temas relacionados ao universo feminino, gerando um espaço de convívio refinado e produtivo em eventos com talks, networking, arte e sorteios.
Nesta edição, a jornalista Patrícia Pinho, especialista em Produção e Crítica Cultural, apresentadora de TV e de eventos, atual apresentadora e editora executiva do programa Brasil das Gerais, da Rede Minas, onde trabalha há 16 anos e  mãe do Davi (8 anos) e da Branca (4 anos),  realizará o talk “Mulher, sucesso profissional e propósito de vida”.
O respeitável cantor e compositor Sérgio Moreira,  realizará o pocket show central, conceitual, inédito e autoral.
O encontro, para mulheres, integra o projeto “O Feminino em Mim”, da jornalista, escritora, atriz, cantora, artesã e palestrante Márcia Francisco -  que coordena o fórum de mesmo nome, no Whatsapp. Iniciativas que surgiram como desdobramentos  de  seus estudos e palestras sobre o tema, além de blog criado há 6 anos. A primeira edição, lotada, recebeu a Master Coach Integral Sistêmico e Analista de Perfil Comportamental,  Daniella Salomão, no talk “O poder da ação para o sucesso no empreendedorismo feminino” e pocket com a dançarina flamenca, Manu Cordeiro (Cia Luna Flamenca BH)
FOCO: o feminino criativo, sabedoria compartilhada, vida e saúde integral, espiritualidade - independente de crença religiosa, empreendedorismo, sucesso, atitude, inteligência e equilíbrio emocional e gestão sustentável de resultados planejados. Partilhas que valorizem o feminino e suas singularidades em um mundo contemporâneo e ativo.
PROGRAMAÇÃO:
19h30 -  Boas-vindas e networking
20h -  Pocket-show autoral  e conceitual inédito e especial para o evento, com o cantor e compositor Sérgio Moreira.
20h20 - Talk:  “Mulher, sucesso profissional e propósito de vida”, com Patrícia Pinho, jornalista, especialista em Produção e Crítica Cultural, apresentadora de TV e de eventos, atual apresentadora e editora executiva do programa Brasil das Gerais, da Rede Minas, onde trabalha há 16 anos, mãe do Davi (8 anos) e da Branca (4 anos)
21h20 -  Bate-papo interativo sobre o tema
21h30 -  sorteios especiais e encerramento
*Durante o evento, o Restaurante oferecerá cardápio próprio, para consumo opcional, através de cartelas individuais.
INSCRIÇÕES ABERTAS:
Evento aberto ao público feminino geral, mediante inscrição prévia via
Whatsapp 31 991659778 ou  www.sympla.com/marciafrancisco
Investimento: R$20,00. Vagas limitadas. 


A CONVIDADA: PATRICIA PINHO

Jornalista, especialista em Produção e Crítica Cultural, apresentadora de TV e de eventos.. Atualmente é apresentadora e editora executiva do programa Brasil das Gerais, da Rede Minas, onde trabalha há 16 anos. É mãe do Davi (8 anos) e da Branca (4 anos)

Patrícia Pinho Graduada em Jornalismo e Publicidade e Propaganda pela PUC-MINAS e pós-graduada em Produção e Crítica Cultural também pela PUC-Minas. Atuou como repórter free-lancer do Portal AOL e da Revista Gloss, da Editora Abril, em São Paulo e como repórter e apresentadora da PUC TV e da TV Fiat em Minas Gerais. Na Rede Minas, já produziu e apresentou o programa Atitude.com (em parceria com a antiga TVE do Rio de Janeiro), foi repórter e apresentadora substituta do programa Agenda e diretora e apresentadora dos programas Feira Moderna, Música Independente e Hypershow, com shows e entrevistas de diversos artistas e estilos musicais. Atualmente, é editora executiva e apresentadora do programa Brasil das Gerais, da Rede Minas, que trata de comportamento, saúde, cultura, educação e cidadania. Larga experiência em produção, reportagem e edição de programas de televisão, principalmente dentro da comunicação pública Fluente em inglês e espanhol, se interessa por cultura, comportamento e jornalismo em geral.


O CONVIDADO: SÉRGIO MOREIRA

Nascido em Teófilo Otoni, moldado em Nanuque e amadurecido em Belo Horizonte, Sérgio Moreira começou sua carreira aos 15 anos na Rádio Difusora de Nanuque.  Ali, a música se fez presente através de artistas também em início de carreira como Xangai, Zé Edison, Kamil, e o jovem Sérgio absorvendo todas aquelas informações. Em 1972 mudou se para Belo Horizonte e foi estudar no Colégio Estadual Central, referência  cultural da época, onde conheceu Flávio Venturini, Sirlan, Fernando Brant, Lô Borges, Beto Guedes, Melão, Leri Faria, Celso Moreira e muitos outros músicos da “geração 70”. Logo fundou sua primeira banda “A nuvem de Gafanhotos” e depois foi convidado a participar do “Grupo Ingazeira”, até iniciar sua carreira  solo em 1980. A partir daí Sérgio Moreira começa a gravar seus primeiros discos, dirige espetáculos, apresenta-se em festivais e feiras de cultura, participa ativamente da vida cultural da cidade. O primeiro LP - “Sérgio Moreira” - gravado em 1985, já dava notícia de um ecletismo sem preconceitos, provavelmente herança de seu trabalho em rádio FM do interior, onde Odair José, Jerry Adriani, Tom Jobim, João Gilberto e Chopin conviviam em santa harmonia , cada um em seu contexto e importância. O segundo CD - “Transparente” - é fruto da tentativa de organizar esse ecletismo. Todas as canções falam de coisas bem de dentro, de como o artista se posiciona  diante  do lúdico, do pensamento subjetivo. Em uma das faixas, a letra diz “Quando a luz do raio / apaga a luz da rua / e vem aquela estranha sensação / cidade nua / os faróis iluminam teu rosto / e teu corpo ganha um novo tom”.O terceiro CD - “Negro” - aporta em sua vida a partir de histórias contadas pela mãe. “Negra é a pele que me veste / é o calor que me reverte a um lugar onde vivi / eu sou filho do teu leite / e espero que me aceite / na cor em que me acolhi”. Todas as canções têm raiz afro, incluindo “Brejo da Cruz” de Chico Buarque,  “Cravo e Canela” de Milton e Ronaldo Bastos, “Lero Lero” de Edu Lobo e Cacaso. Sérgio tem a sensação de seguir seu percurso tentando explicar o inexplicável - “afinal a arte nunca se explica, é por isso que se chama Arte”. Com um mindset que contempla o homem sustentável, Sérgio acaba de compor e gravar o manifesto musical oficial do Parque Planalto, BH, entre outros muitos projetos sensíveis.

GESTÃO DO EVENTO: MÁRCIA FRANCISCO
Natural de Belo Horizonte, Márcia Francisco é jornalista, escritora, cantora, atriz, artesã e palestrante.  26 anos de Jornalismo profissional e autônomo, com capacidade fluxer, trânsito, atuação e reconhecimento transversal em âmbitos empresariais, políticos, de responsabilidade social  (através de sua causa de coração, a inclusão da pessoa com deficiência) e culturais. As ações em palestras trazem sua experiência somada a 37 anos de estudos, pesquisas, cursos, desenvolvimento de métodos aplicados e experiência relacionada ao poder da mente, do pensamento e da oração, ao feminino sagrado, processos de meditação e plataformas de autoconhecimento. Relaciona conceitos de vida integral à visão assertiva necessária aos tempos atuais: inovação tecnológica, globalização e personalidade, cooperativismo, sabedoria compartilhada, soluções corporativas, gestão financeira, situações de negócio, sucesso  e atitudes transformadoras. Já participou de estudos diretos com cursos, workshops, seminários e/ou vivências com Douglas Scott Nelson, Eckhart Tolle, Oprah Winfrey, Lauro Trevisan, Ivan Trilha, Sofia Bauer, Roberto Shinyashiki,  Pierre Weil, Roberto Crema, Eduardo Moreira, Padre Fábio de Melo, Abaki, Dr. Dharma Singh Khalsa, Magui, Acely Hovelacque,  Jorge Forbes, Arleime Fogaça, Rúbia Dantés, Padre Marcelo Rossi, T. Harv Eker, Millionaire Mind Experience, Instituto Gurdjieff, Daniela Salomão/O Poder da ação/Paulo Vieira, Wilson Trópia,  e  Lair Ribeiro – entre outros – e tem como inspiração muitos conceitos valorizados por estes mestres profissionais. Mais: www.marciafrancisco.com.br

SIGA: http://www.instagram/ofemininoemmim

Nenhum comentário: