28 de jul de 2016

DANIELA FOLLONI EM BH: MATERNIDADE X CARREIRA


“Toda mãe merece sucesso, diversão, romance e oito horas de sono”
A fundadora  e diretora de conteúdo do Portal IT, Daniela Folloni é a convidada do jornalista e fotógrafo Nélio Rodrigues na palestra/talkshow “Memórias Refletidas” do  dia 09 de agosto, terça-feira, 9h,   no Centro de Referência da Moda - CRModas (Rua da Bahia, 1149 – Centro – BH – MG).  O tema do encontro será “Maternidade x carreira”.
O evento “Memórias Refletidas” -  para mulheres:  mães, empresárias, artistas e atuantes em vários segmentos sócio-culturais -  é ponto de encontro, troca de idéias, experiências e parcerias.
A edição do dia 9 contará com as mediadoras convidadas: Márcia Prudente, diretora social da Ong O Proação  e  Tãnia Salles, decoradora e designer de interiores.
Entrada franca e vagas limitadas.  Inscrições necessárias via: neliorodrigues.r@gmail.com
Informações adicionais (31) 999681758
DANIELA FOLLONI
Fundadora  e diretora de conteúdo do Portal IT, Daniela é MÃE, é jornalista, pela Faculdade Cásper Líbero e administradora de empresas com especialização em Marketing pela PUC-SP. Tem 20 anos de jornalismo feminino. Foi colunista do blog “Nestlé Começar Saudável” e trabalhou nas revistas: Vogue, Cosmopolitan e Claudia, além de Cláudia Bebê, da qual foi redatora chefe. Atuou também como colunista da revista CRESCER, do blog EMPREENDEDORISMO ROSA E do site DISNEY BABBLE. Daniela é mãe de Isabela, 8 anos, e Felipe, 5 anos.
CONHEÇA: 

SIM DÁ CERTO, FILHOS  + CARREIRA
Um olhar sobre a maternidade feliz
por Daniela Folloni
“Ser uma super mãe ou ser uma super profissional”? Quem se aventura na jornada duplamente deliciosa e complexa de ter filhos e uma carreira, vive esse famoso dilema. Não sou exceção à regra. Quando tive a minha primeira filha, hoje com 5 anos, fiquei muito balançada (será mesmo que devo voltar a trabalhar?), insegura (será que vou dar conta?), tensa (não, não vou dar conta!). As demandas de um filho e as demandas do trabalho são capazes de abalar o estoque de criptonita de qualquer candidata a supermulher. Não é bolinho, não é pra qualquer uma. Parece até impossível nas míseras 24 horas do dia. Nem por isso a gente deve abrir mão de uma coisa ou outra. Foi o que aprendi nesses últimos anos. Num primeiro momento, a gente até conclui que os dois são incompatíveis. Mas, se olhar bem, descobre que não há nada que se complemente tanto.
Claro que não faltam estraga-prazeres no seu caminho loucos para provar que você não vai dar conta. Como o chefe menos informado que torce o nariz ao saber que o seu Beta-HCG deu positivo. Mal sabe ele que gravidez não é atestado de baixa produtividade. Aliás, quando está esperando um bebê, a mulher fica mais criativa – há pesquisas que comprovam isso! O exercício da maternidade também não deixa ninguém menos competente. Pelo contrário. Estudos mostram que nos tornamos melhores líderes depois que temos filhos. Uma boa chefe precisa saber ouvir sua equipe, ser inspiradora, dar o exemplo… Nossa, não é tudo isso que você aprende em casa no seu MBA de maternidade?
A experiência como mãe conta pontos na carreira e… vice-versa. O trabalho traz independência financeira (muito do que queremos/precisamos dar para nosso filho custa dinheiro) , turbina a auto-estima (uma mãe bem-resolvida é, definitivamente, uma mãe melhor), faz você ficar com saudade de voltar para casa no fim do dia e encher o pequeno de beijos (nada pior do que passar o dia inteiro grudada na cria, mas ver a paciência evaporar na segunda birra). Tenho uma amiga que chega a dizer que o trabalho é sua diversão. Ela adora se arrumar toda, botar o salto e colocar o corpinho e cabeça a serviço de interesses que vão muito além de trocar fralda. Ela é do time que acha que trabalho não deve ser visto como o vilão que tira a mamãe de perto do filhote. Concordo.
Confesso que lá no começo da minha empreitada como mãe, tive crises de culpa. Mas não cogitei abrir mão da carreira. Fiquei sem alternativa. Às vezes, a falta de alternativa é a melhor alternativa. Foi tudo uma questão de tempo e de ajuste de emoções. As coisas se encaixaram. Percebi que, graças ao meu trabalho, eu continuava tendo a minha identidade, continuava sendo a mesma, mas agora na versão mãe. É muito bom manter referências fortes de quem você é depois das tantas mudanças que vêm com os filhos (também tenho o Felipe, de 2 anos).
Para quem está prestes a desistir, vale lembrar que hoje há mil e uma configurações de vida para as profissionais. Empresas pró-mulher, home office, mil e uma ideias de negócio próprio… E nunca, em nenhum momento, tenha dúvidas de que a melhor mãe para o seu filho é você, do jeitinho que você é, com a carreira que escolheu e até mesmo com a vida maluca que escolheu. Se existe uma receita para dar conta de tudo? Não. Existe sim uma busca pela serenidade no meio do caos, de acreditar em você e de acreditar em suas escolhas. Sempre.

Série de Palestras/Talkshows “Memórias Refletidas”

Nélio Rodrigues recebe Daniela Folloni
9 de agosto, terça-feira, às 9h
Centro de Referência da Moda - CRModas
Rua da Bahia, 1149 – Centro – BH – MG
Entrada franca e vagas limitadas. 
Informações adicionais (31) 999681758
“Projeto realizado por meio do Edital de Ocupação do CRModa/2016”

Nenhum comentário: