3 de mai de 2016

O FIT 2016 ESTÁ CHEGANDO! VEJA A PROGRAMAÇÃO!




O Festival Internacional de Teatro Palco & Rua de Belo Horizonte - FIT-BH 2016 dá a largada à sua 13ª edição, que baliza 22 anos de trajetória. Realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura, e correalizado pela Soama – Sociedade dos Amigos do Teatro Marília, o evento, de 20 a 29 de maio, contará com mais de 70 atrações, entre espetáculos nacionais e internacionais (de oito países) e atividades afins ao universo das artes cênicas, distribuídas em teatros, espaços alternativos e, claro, pelas ruas, praças e parques da capital mineira.

E é justamente num espaço aberto – a Praça da Estação – que a maratona terá início, com os franceses da Compagnie Off  e o seu “Les Girafes, Opérette Animalière”. Um espetáculo na acepção do termo, com direito a muita música, efeitos especiais, atores e, claro, as girafas citadas no título: gigantes, vermelhas e articuladas.

Somando mais de duas décadas de existência, o FIT-BH configura-se como uma vitrine abrangente da produção local, nacional e internacional, bem como palco de incessante intercâmbio artístico, de reflexão e de formação de artistas e público. Neste ano, o conceito que norteou o eixo curatorial foi a resiliência, reforçando a ideia do teatro como espaço de resistência. No que tange aos espetáculos nacionais e internacionais, o trabalho curatorial foi desenvolvido por Eduardo Moreira, Diego Bagagal, Walmir José e Dayse Belico, que também assina a coordenação executiva do festival. Já a curadoria dos espetáculos locais reuniu Carloman Bonfim, Luiz Hippert e Sérgio Abritta.

O presidente da Fundação Municipal de Cultura, Leônidas Oliveira, acrescenta que a edição 2016 também traz, em seu cerne, a ideia de resgate. “De um FIT-BH para a cidade, produzido por artistas desta cidade”. O diretor de Artes Cênicas e da Música da Fundação, Jefferson da Fonseca, destaca a vocação do evento como um “lugar de encontro, de aglutinação, acolhendo os diversos movimentos e inclinações das artes cênicas na contemporaneidade para, a partir daí, fornecer suporte a reflexões diversas, confirmando a arte como ferramenta de resistência, de força e, sobretudo, de diálogo”.

No tocante ao tema resiliência, Dayse Belico ressalva que essa diretriz não deve ser confundida, de modo algum, com acomodação. “É a resiliência no que diz respeito à capacidade de despertar, de superar, de sair do lugar. De transformação, provocação. Para mim, esse é o lugar do teatro”, resume ela, acrescentando que o próprio FIT-BH é um exemplo de resiliência.

DO MUNDO PARA BH
Na grade internacional, além do já citado “Les Girafes”, da Compagnie Off, há atrações de vários países: da Itália, Enzo Moscato mostra sua versatilidade em “Compleanno”, no qual homenageia o amigo e conterrâneo Annibale Ruccello, morto precocemente, aos 30 anos, em um trágico acidente; e em “Toledo Suíte”, um recital que alinhava temas de grandes nomes, como Bertold Brecht e Kurt Weill.

O espetáculo cênico-musical “Dakh Daughters Band”, da Ucrânia, é outra presença confirmada. No palco, as sete integrantes do Dakh Theatre exibem seus dotes vocais junto a vários instrumentos, e em várias línguas e mesmo dialetos.  A Grécia adentra a cena com “Os Mercadores das Nações”, montagem do Opera Theatre, que adapta o romance de Alexandros Papadiamantis (1851 – 1911). Em foco, a disputa pelo controle do Mar Egeu e o coração partido da recatada Augusta.

A América Latina é representada por Chile e Argentina. Do primeiro país vem Rodolfo Meneses e seu Palhaço Tuga (Mimo Tugas), que traz a BH o espetáculo de rua “Con Su Permiso”, além de ministrar a oficina “Atuando na Rua... Sem Morrer no Processo”. Da Argentina, chega o Colectivo de Investigación Apacheta e seu “Mi Hijo Sólo Camina un Poco Más Lento”, texto do croata Ivor Martinic que tem como epicentro a aceitação do diferente.

Na grade internacional, o universo circense está contemplado com o francês Les Acrostiches, que traz à capital mineira “Le Cabaret des Acrostiches”, espécie de compilação do melhor de seu repertório. Já a Compagnie di Théâtre K, da França, apresenta “Uma Maria, Um José”. Do mesmo país, a atriz Esther Mollo, do Théâtre Diagonale, protagoniza “Mary’s Baby Frankenstein 2018”. O texto parte do clássico “Frankenstein”, de Mary Shelley, para questionar quais seriam, nos dias atuais, diante dos surpreendentes avanços da medicina genética e da estética, os “monstros” a serem gestados

O universo dos transgêneros é abordado em “The Gospel According Jesus, Queen of Heaven”, da performer e poeta escocesa Jo Clifford, que recorre ao evangelho para tentar combater preconceitos ainda vigentes na sociedade. De Portugal, chega a história de uma geração dividida entre partir (para outros países da Europa, em busca de uma melhor colocação profissional) ou permanecer (na terrinha): “O Meu País que o Mar Não Quer”. Nele, o grupo Casa da Esquina coloca a lupa sobre um novo êxodo, o de profissionais extremamente qualificados. O espetáculo parte de relatos pessoais e de testemunhos colhidos pelo ator, diretor e dramaturgo Ricardo Correia.

ESPETÁCULOS NACIONAIS
Uma cartela diversificada compõe a grade nacional do FIT-BH. Entre as atrações de rua, a dupla do Circo Amarillo (Brasil/Argentina) – Marcelo Lujan e Pablo Nordio – sob a direção de Domingos Montagner, traz “Clake”,  que dá prosseguimento a uma pesquisa baseada na figura do chamado “palhaço musical”. De São Paulo, o Grupo Laje apresenta “Tropa”, que conta a história da vida do Capitão Nascimento, antes e depois de sua saída do Bope.

Entre os espetáculos de palco está “Abrazo”, aventura inspirada em “O Livro dos Abraços”, do escritor uruguaio Eduardo Galeano, e encenada pelo Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare (Natal, RN). A peça “Cinco Semanas em um Balão” (do grupo Sabre de Luz, de São Paulo), inspirada na obra de Júlio Verne, é uma atração destinada ao público infantil, enquanto “MundoMudo”, da Companhia Azul Celeste (São José do Rio Preto/SP), mira o público adulto, investigando a relação cultural entre o velho e o novo por meio dos valores difundidos na sociedade contemporânea.

O dramaturgo franco-uruguaio Sergio Blanco escreveu “Kassandra” como um monólogo que parte da personagem mítica, mas apresenta uma versão atualizada. No Brasil, a montagem da La Vaca Cia de Artes Cênicas (Florianópolis/SC), com direção de Renato Turnes, situa Kassandra (interpretada pela atriz Milena Moraes) como artista-performer de uma boate (na capital mineira, o palco escolhido foi o da Sayonara Night Club). A heroína troiana ressurge nos dias atuais, com seu inglês tosco de imigrante, para se desmitificar.

A mesma companhia também participa do festival com “UZ”, que flagra a cidade de mesmo nome, na qual os habitantes vivem em paz, guiados pelos ensinamentos da Igreja. Até que um belo dia, Grace, “a mais virtuosa dentre as mulheres”, escuta a voz de Deus, que ordena que ela mate um de seus filhos. Daí se desenvolve uma parábola tragicômica sobre as relações entre família, sociedade e religião.

ESPETÁCULOS LOCAIS
Temas que pautam inflamadas discussões na imprensa ou nas redes sociais e nas ruas permeiam os espetáculos da grade local do FIT-BH 2016.  “Maxilar Viril”, da Maldita Cia de Investigação Teatral, por exemplo, propõe uma reflexão sobre temas atuais a partir da adaptação da obra “A História do Lagarto que Tinha o Costume de Jantar suas Mulheres”, de Eduardo Galeano. Questões relativas ao universo da mulher e seu papel na sociedade atual norteiam “Calor na Bacurinha”, do bando (que é como o grupo se reconhece) As Bacurinhas.

“À Tardinha no Ocidente”, do grupo Primeira Campainha, reconta a história política do país de uma maneira lúdica, a partir de brincadeiras de rua. O coletivo Os Conectores coloca o dedo em uma ferida aberta com “Rosa Choque”, que debate a violência contra a mulher sob um prisma original. “Real”, recente criação do Espanca!, reúne quatro histórias curtas, inspiradas em acontecimentos reais (um linchamento, um atropelamento, uma chacina policial e um movimento grevista). A grade se completa com “Migrações de Tennessee”, homenagem a Tennessee Williams, seus contos, poemas e peças, encenada pela Cia Absurda sob a direção de Eid Ribeiro.

Responsáveis pela seleção das atrações locais, os curadores Carloman Bonfim, Luiz Hippert e Sergio Abritta ressaltam que todos os selecionados trazem, em seu bojo, a abordagem de questões contemporâneas, urgentes, tanto sociais quanto políticas.

PROJETOS ESPECIAIS
A edição 2016 do FIT-BH aposta, na seção “Projetos Especiais”, na apresentação de espetáculos de grupos formados nas escolas de artes cênicas de Belo Horizonte. Assim, serão mostradas as peças: “A Queixa” (Trupe A Torto e a Direito, do Teatro Universitário da UFMG, direção de Fernando Limoeiro), “Nós de Nós” (Curso de Artes Cênicas da Escola de Belas Artes da UFMG, direção Eugênio Tadeu), “Máquina” (Miúda Cia, do Centro de Formação Artística e Tecnológica/Cefart, direção de Cláudio Dias), “Horror Vacui HAMLET” (Companhia Teatro Adulto da Escola de Teatro PUC Minas, direção de Cynthia Paulino), “Cama, Mesa e Banho” (Grupo Batatas e Carambolas, do Curso de Formação do Galpão Cine Horto, direção de Fábio Furtado e Camila Morena) e “Dom Quixote – O Cavaleiro do Sertão” (Escola Livre de Artes - ELA/Arena da Cultura, direção Válber Palmeira); bem como o espetáculo conjunto “Mínima Cena”, que reúne as montagens “Eles Fazem Parte da Legião Brasileira da Má Vontade?” (Escola Livre de Artes - ELA/Arena da Cultura), “Trainspotting” (Escola de Teatro PUC Minas), “Ventre Sem Umbigo” (Cefart) e “Ensaio de Uma Infância Medrosa” (Curso de Artes Cênicas da Escola de Belas Artes da UFMG).

A seção também abarca atividades circenses, mini teatro lambe lambe, “Picnic Dionisíaco”, mostra de filmes e documentários, encontros performáticos, debates, oficinas, conferências e vivências, lançamentos de livros, conversas, intervenções cênicas, Campeonato Interdrag de Gaymada e um bota-fora no Viaduto Santa Tereza

A arte do encontro
"São muitas as vozes da cidade. Aqui, nas ruas, nas praças e nos palcos, elas se reinventam forma, cor e movimento. Um festival de todos os povos, em construção (sempre), para encontros na arte da troca e da (con)vivência. Diverso e recortado, é onde o efêmero se mostra para toda a vida. A cada edição, uma jornada - já são treze, em 22 anos de reflexões. Nesta, a resiliência. O Festival Internacional de Teatro Palco & Rua de Belo Horizonte (FIT-BH) é força, é transformação. É a metrópole, com as agruras, diferenças e alegrias da sua gente. É espelho. É conversa. É o silêncio
que tudo diz. É o avesso que incomoda e que faz rir. Que provoca e faz crescer. É a comunhão do artista e da plateia. Um quintal para o mundo. Bem-vindo!"
Leônidas José de Oliveira
Presidente da Fundação Municipal de Cultura


Espetáculos de Palco e Espaços Alternativos

Maxilar Viril
Maldita Cia de Investigação Teatral - Belo Horizonte/MG

21/05, às 19h
22/05, às 21h
Teatro Francisco Nunes

Obra cênica de ocupação que investiga o mito da violência na tragédia contemporânea e propõe uma reflexão com referência nas Comissões da Verdade constituídas na América Latina, especialmente as do Peru e do Brasil. Foi construído a partir da transcriação do conto “História do lagarto que tinha o costume de jantar suas mulheres”, do escritor, jornalista e pensador uruguaio Eduardo Galeano, falecido ano passado.

Classificação: 16 anos
Duração: 80 min.
Direção e dramaturgia: Amaury Borges
Elenco: Elba Rocha, Lenine Martins e Amaury Borges. Músicos: Sérgio Andrade, Admar Fernandes, Ricardo Passos

UZ
La Vaca Cia de Artes Cênicas - Florianópolis/SC
21/05, às 16h e 21h
22/05, às 18h
Teatro Sesiminas
Os habitantes de UZ vivem em paz, guiados pelos ensinamentos da Igreja. Até que um dia, Grace, a mais virtuosa entre as mulheres, escuta a voz de Deus. Ele ordena que ela mate um de seus filhos. Para cumprir essa sagrada missão, Grace não deixará pedra sobre pedra.

Classificação: 14 anos
Duração: 105 min.
Direção: Renato Turnes
Autoria: Gabriel Calderón
Elenco: Alvaro Guarnieri, Elianne Carpes, lara Matos, Malcon Bauer, Milena Moraes, Rafael Orsi de Melo, Thaís Putti, Wmarcão

Cinco Semanas em um Balão
Sabre de Luz Teatro - São Paulo/SP
21 e 22/05, às 16h
23/05, às 15h
Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB BH

Dr. Fergusson, um cientista aventureiro, seu amigo Dr. Kennedy, um explorador nada corajoso, e seu fiel criado, Joe, partem em uma aventura pela África em busca de três tesouros perdidos, a bordo de um balão. A travessia dura cinco semanas. Estes incansáveis exploradores inventam mil e uma traquinagens para superar os desafios da viagem e aprendem, durante o percurso, que nem todo tesouro do mundo é mais valioso do que uma grande aventura!

Classificação: 7 anos
Duração: 50 min.
Direção: Joyce Salomão
Autoria: Joyce Salomão (Adaptação da obra de Júlio Verne)
Elenco: Nino Belucci, Cristiano Salomão e Joyce Salomão

O Meu País é o Que o Mar Não Quer
Casa da Esquina - Portugal
21 e 22/05, às 20h
Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB BH

Este espetáculo documental nasceu da estadia do ator Ricardo Correia em Londres, e foi construído a partir dos testemunhos da nova onda de emigrantes portugueses qualificados que tiveram de sair de Portugal em função das medidas de austeridade adotadas pelo governo daquele país. Trata-se da história de uma geração dividida entre partir ou ficar.

Classificação: 12 anos
Duração: 70 min.
Autoria e direção: Ricardo Correia
Elenco: Ricardo Correia, Filipa Malva e Johnatan de Azevedo

 * Este espetáculo conta com o apoio da Casa da Esquina, Câmara Municipal de Coimbra,  República Portuguesa Cultura e Direção Geral das Artes.

The Gospel According to Jesus, Queen of Heaven
Queen Jesus Plays - Escócia
21, 22 e 23/05, às 21h
Museu Mineiro - Sala das Colunas

Escrito e representado pela lendária dramaturga, atriz e poetisa trans Jo Clifford e dirigido por Susan Worsfold, este espetáculo único e extraordinário combina teatro com contação de histórias, palavra falada e ritual. Um espetáculo humano, sagaz e amoroso em que o pão é compartilhado, o vinho é bebido e as histórias familiares são reinventadas por um Jesus transgênero.

Classificação: 16 anos
Duração: 55min.
Direção: Susan Worsfold
Autoria e atuação: Jo Clifford

* Este espetáculo conta com a parceria do British Council e Creative Scotland

Uma Maria, Um José
Compagnie di Théâtre K - França
21/05, às 21h
22/05, às 19h
Teatro de Bolso Sesc Palladium

A “Colônia”. De 1930 a 1985, mais de 60 mil pessoas morreram ali… No meio deste desastre humano, dois sobreviventes, por algum milagre. Maria Aparecida, cega, surda e muda, e José Marcelino se apaixonaram. Espetáculo criado na França, baseado em história real ocorrida em Barbacena/MG.
                                                                                             
Classificação: 12 anos
Duração: 70min.
Direção: Nathalie Grenat
Texto: Gérald Dumont
Elenco:  Chantal Esso, Gérald Dumont

* Este espetáculo conta com o apoio do SESC/Vendas na bilheteria do SESC Palladium.

Migrações de Tennessee
Cia Absurda - Belo Horizonte/MG
21/05, às 19h
22/05, às 20h
Galpão Cine Horto

É uma homenagem ao escritor Tennessee Williams, seus contos, poemas e peças. Da atmosfera decadente e underground dos anos 30 emergem personagens e situações que têm forte inspiração nas memórias e reminiscências do autor. O espetáculo entrelaça as lembranças do escritor com cenas inspiradas em seu universo temático para vislumbrar, nesses personagens obscuros e decadentes , uma humanidade profunda e luminosa.

Classificação: 12 anos
Duração: 100 min.
Direção e dramaturgia: Eid Ribeiro
Elenco: Camila Morena, Cristiano Peixoto, Juliana Martins, Fabio Furtado

Real
Espanca! - Belo Horizonte/MG
23/05, às 20h
24/05, às 18h
Teatro Francisco Nunes

Um linchamento, um atropelamento, um movimento grevista e uma chacina policial. “Real”, criação do Espanca!, reúne quatro peças curtas, inspiradas em acontecimentos reais que pertencem à memória recente das cidades brasileiras.

Cassificação: 16 anos
Duração: 120min.
Direção: Gustavo Bones e Marcelo Castro.
Autores: Byron O’neill, Diogo Liberano, Márcio Abreu e Roberto Alvim
Elenco: Alexandre de Sena, Allyson Amaral, Assis Benevenuto Vidigal, Gláucia Vandeveld, Gustavo Bones, Karina Collaço, Leandro Belilo, Marcelo Castro e Michele Sá

MUNDOMUDO
Cia Azul Celeste - São José do Rio Preto/SP
23/05, às 21h
24/05, às 20h
25/05, às 18h
Teatro Alterosa

“MUNDOMUDO” investiga a relação cultural entre o velho e o novo por meio dos valores difundidos na sociedade contemporânea. Um mergulho que fala de homens pequenos aprisionados em um espaço enorme, motivados por um jogo no qual a necessidade é a regra. Significa o fim deste jogo, que se mantém como remedo do teatro passado, e vislumbra, na devastação que lhe circunda, formas fantasmagóricas para um teatro futuro.

Classificação: 14 anos
Duração: 85 min.
Direção: Georgette Fadel
Concepção: Jorge Vermelho | Roteiro: Cíntia Alves
Elenco: Henrique Nerys e Jorge Vermelho

Mi Hijo Sólo Camina Un Poco Más Lento
Colectivo de Investigación Teatral Apacheta - Argentina

24/05, às 21h
Galpão Cine Horto

Branko sofre uma doença que o faz perder a mobilidade a cada dia. Como viver essa situação no âmbito familiar? O que ele pode fazer? O que podem fazer aqueles que o rodeiam? No meio dessa realidade, aparecem frestas que trazem um novo ar.

Classificação: 14 anos
Duração: 75 min.
Direção: Guillermo Cacace
Autoria: Ivor Martinic
Elenco:Juan Tupac Soler, Paula Fernandez Mbarak, Antonio Bax, Romina Padoan, Elsa Bloise, Luis Blanco, Clarisa Korovsky, Aldo Alessandrini, Pilar Boyle, Gonzalo San Millán, Juan Andrés Romanazzi

Compleanno
Compagnia Teatrale Enzo Moscato - Itália

24/05, às 20h
25/05, às 19h
Teatro Marília 

Dedicado à memoria de Annibale Ruccello, jovem dramaturgo italiano tragicamente falecido em 1986, o texto desenvolve a dupla temática da ausência e do delírio, interpretada como produções fantasmáticas que se materializam nas palavras, nos sons e nos gestos, e focada em preencher a vacuidade da existência. Ou do Teatro.

Classificação: 14 anos
Duração: 60 min.
Direção e autoria: Enzo Moscato
Tradução: Anita Mosca - GTT/UFMG
Elenco: Enzo Moscato, Giuseppe Affinito

Este espetáculo conta com o apoio do Consulado da Itália/BH, Instituto Italiano de Cultura/SP e da UFMG.

Kassandra
La Vaca Cia de Artes Cênicas - Florianópolis/SC

24, 25 e 26/05, às 21h
Sayonara Night Club

Versão atualizada e transgressora do mito grego de Kassandra, princesa de Troia, que transformou seu corpo e se tornou uma guerreira do sexo. O texto do dramaturgo franco-uruguaio Sergio Blanco foi criado para ser encenado em espaços não convencionais e em um inglês rudimentar. Na montagem brasileira, a peça se passa em uma casa de shows e a personagem é uma performer.

Classificação: 18 anos
Duração: 60 min.
Direção: Renato Turnes
Autoria: Sergio Blanco
Elenco: Milena Moraes

Calor na Bacurinha
Bacurinhas - Belo Horizonte/MG

25/05, às 20h
26/05, às 19h
Galpão Cine Horto

Calor na Bacurinha. Saga “carnavandalizada melitintante de mulheres autênticas”. Desde a lábia minora de meu próprio bordado passando por um gineceu arrombado pelo tanque de meus lençóis manchados até a terceira onda, onde meus indicadores (que não apontam pra ninguém) junto de meus polegares opositores se unem pra cantar.

Classificação: 18 anos
Duração: 70 min.
Direção: Marina Viana
Autoria: As Bacurinhas
Elenco:
Cecilia Silva Corgosinho, Ana Reis, Anaís Della Croce, Fernanda Rodrigues, Idylla Silmarove, Ju Abreu, Maíra Baldaia, Michelle Sá, Rafael Lucas Barcelar

Toledo Suite
Compagnia Teatral Ana e Enzo Moscato - Itália

27/05, às 20h
28/05, às 19h
Centro Cultural Banco do Brasil - CCBB

Enzo Moscato ator, cantor, diretor e dramaturgo italiano interpreta, acompanhado por músicos ao vivo, letras e trechos de própria autoria com citações de Brecht, Duras, Viviani, Weill, Taranto, Gill, Reed, num percurso musical culto, popular e refinadíssimo criado pelo musicólogo Pasquale Scialò. “Toledo Suite” é um recital caracterizado por intensas e sugestivas emoções obtidas graças também às imagens cênicas de Mimmo Paladino.

Classificação: 14 anos
Duração: 60 min.
Dramaturgia e atuação: Enzo Moscato
Tradução: Anita Mosca - GTT/UFMG
Elenco: Enzo Moscato, Claudio Romano (violão), Paolo Sasso (violino) e Paolo Cimmino (percussões).

Este espetáculo conta com o apoio do Consulado da Itália/BH, Instituto Italiano de Cultura/SP e da UFMG.

Dakh Daughters Band - Freak Cabaret
Dakh Theatre - Ucrânia

26 e 27/05, às 22h
28/05, às 19h
Teatro Bradesco

O espetáculo promete uma viagem incrível, cheia de emoção, beleza e raiva; um concerto punk em forma de poema. A trupe se permite diversas fantasias, como a mistura de rap francês com melodias tradicionais ucranianas e ritmos orientais como darbuka. Não há tabus com as Dakh Daughters, nada é sagrado, tudo é permitido. Parecem ter o objetivo comum de exaltar a arte por meio da política — ou seria o contrário?

Classificação: 10 anos
Duração:  80 min.
Direção: Vladislav Troitskyi
Elenco: Ruslana Khazipova, Tanya Havrylyuk, Solomia Melnyk, Anna Nikitina, Natalia Halanevych,  Zo

Abrazo
Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare - Natal/RN

27/05, às 19h
28/05, às 17h
29/05, às 19h
Teatro Francisco Nunes

“Abrazo” é uma obra voltada para o público infantojuvenil, mas que pode ser assistida por crianças e adultos de todas as idades. Num lugar em que não é permitido abraçar, personagens atravessam um quadrado contando histórias de encontros, despedidas, opressão, exílio e, por que não, de afeto e liberdade. O espetáculo não verbal conta com a música especialmente composta para a cena e com vídeo de animação para narrar essa aventura inspirada em "O Livro dos Abraços", de Eduardo Galeano.

Classificação: Livre
Duração: 55 min.
Direção: Marco França
Autoria: César Ferrário
Elenco: Camille Carvalho, Eduardo Galvão e Paula Queiroz

Οι έμποροι των εθνών (Os Mercadores das Nações)
Opera Theatre Company - Grécia

27/05, às 19h
28/05, às 17h e 20h
Teatro Alterosa

Baseado num romance do século 19, “Os Mercadores das Nações” tem lugar em 1199, quando os mercadores venezianos e os piratas genoveses lutam pela conquista das ilhas Cyclades, dirigidos por arbitrariedade e egoísmo – esse é o cenário onde se desenvolve a paixão de Augusta. Ela abandona seu marido para seguir um conde veneziano, criando assim seu próprio caminho até a morte. A narração no palco se dá através da fala, música, canto, movimento, gestos e tecnologia multimídia.

Classificação: 15 anos
Duração: 90 min.
Direção: Ro Thodoris Abazis
Autoria: Alexandros Papadiamantis
Elenco: Konstantinos Avarikiotis, Kostas Vassardanis, Georgina Daliani, Nestoras Kopsidas, Nefeli Maistrali, Danai Saridaki. Músicos: Iakovos Pavlopoulos e Sofia Efkleidou

* Este espetáculo conta com o apoio do Onassis Cultural Centre - Athens

Mary's Baby - Frankenstein 2018
Théatre Diagonale - França

27/05, às 20h
28/05, às 22h
29/05, às 17h
Cine Theatro Brasil Vallourec

É uma viagem ao labirinto do espírito de uma Mary Shelley moderna à procura do Monstro. Uma performance solo onde corpo, imagens, som e texto são os ingredientes de uma escrita dramatúrgica plural. Atualmente, a fabricação do ser humano imaginada por Mary Shelley é uma realidade científica. O que ela poderia sonhar hoje, em uma sociedade na qual o corpo se tornou a terra de fantasias e manipulações sem limites?

Classificação: 12 anos
Duração: 60 min.
Texto: Ricardo Montserrat
Direção e atuação: Esther Mollo

* Este espetáculo conta com o apoio do Institut Français e da Prefeitura de Lille/FR

Rosa Choque
Coletivo Os Conectores - Belo Horizonte/MG

28/05, às 20h
29/05, às 19h
Galpão Cine Horto

Colocar-se no lugar do outro. Misturar as cores, os tons. Confrontar-se. O choque não é de mulheres contra os homens. O choque é contra um pensamento que limita a liberdade humana, mas, principalmente, as mulheres. O choque – sem violência – é para que haja o encontro.

Classificação: 16 anos
Duração: 55 min.
Direção: Cida Falabella
Dramaturgia: Assis Benevenuto e Marcos Coletta
Concepção e atuação: Cris Moreira e Guilherme Théo

Espetáculos de Rua

Les Girafes, Opérette Animalière
Compagnie Off - França

20/05, às 21h - Praça da Estação
22/05, às 16h30 -  Praça Geralda Damata Pimentel (Nova Praça da Pampulha)

Um comboio de girafas passa graciosamente movimentando seus pescoços flexíveis. O diretor do circo toca o tambor, bate os pratos e imagina suas girafas pulando chamas de fogo em círculos. Sua jovem esposa, uma Diva, segue cantando e se integra ao comboio, resultando em uma harmonia lírica perfeita. Com um tom de circo e teatro, o comboio segue radiante, contemplando a cidade.

Cortejo
Duração: 90 min.
Classificação: Livre
Direção e autoria:  Philippe Freslon
Elenco:  Philippe Freslon, Pierre Allias, Gilles Bara, Alexia Eloy, Caroline Forestier, Sébastien Lafargue, Christian Lambese, Béatrice Moreno, Laurent Richefort, Sylvestre Perrusson, Irina Tiviane, Aurélien Trillot, Roland Ventura, Emmanuel Raoul, Eric Herdalot, Johanna Rebolledo-marin, Johann Elain, Vaissa Favereau-forestier, Karl Rouille e Hervé Guinouard.


* Compagnie Off é subsidiada pelo Ministère de la Culture / DRAC Centre-Val de Loire, Région Centre-Val de Loire, a cidade de Tours e a Agglomération Tour(s)plus.

Con Su Permiso
Tuga Intervenciones - Chile

21/05 e 22/05, às 11h - Pça Duque de Caxias e 16h - Pça Liberdade
24/05, às 15h - Av. Augusto de Lima (em frente ao Mercado Central)
26/05, às 15h - Praça da Liberdade

Tuga é um personagem atípico. Vive em outro planeta, onde a luz vermelha do semáforo e a polícia não são autoridade. Ignorando o tráfego, sobe em veículos, some com uma passageira, aparece sobre o capô de um caminhão… Não é um perturbador, é um curioso, um ser estranho e mágico. Tuga, o agitador da rua, é todo um mundo!

Classificação: Livre
Duração: 50 min.
Direção, autoria e atuação: Rodolfo Meneses

Tropa
Grupo Laje - São Paulo/SP

23/05, às 16h - Viaduto Santa Tereza - embaixo
24/05, às 16h  - Praça da Savassi - Rua Pernambuco entre Getúlio Vargas e Tomé de Souza
25/05, às 15h - Parque Municipal - Em frente ao Teatro Francisco Nunes

O espetáculo conta a história da vida do Capitão Nascimento, antes e depois de sua saída do BOPE. A peça é inspirada nos filmes "Tropa de Elite 1" e "Tropa de Elite 2". Três atores encenam a história em uma plataforma de um metro de largura por 90 cm de profundidade. Os corpos dos atores são os maiores meios de comunicação dessa história, já que não há uso de música, cenário, adereços e iluminação.

Classificação: 12 anos
Duração: 38 min.
Direção: Joana Barbosa
Dramaturgia: Joana Barbosa, Paulo Candusso, Rodrigo Veloso.
Elenco: Allan Benatti, Paulo Candusso, Rodrigo Veloso

Le Cabaret des Acrostiches
Les Acrostiches - França

25/05, às 15h - Praça Sete
26/05, às 11h e às 15h - Parque das Mangabeiras - Teatro de Arena
27/05, às 15h - Barragem Santa Lúcia

Por serem artesãos, eles criam espetáculos cheios de poesia e ousadia, nos quais seus corpos e palavras se entrelaçam em pura harmonia. Números de técnicas de alta precisão são realizadas em um contexto de inconstância e o público tem a impressão de que algo não está bem. Uma vasta gama de habilidades circenses inclui acrobacia e malabarismos, juntamente com canto, comédia, palhaços  e música ao vivo.

Classificação: 5 anos
Duração: 65 min.
Direção: Christian Coumin
Autoria: Christian Coumin, Philippe Copin, Michel Navarro, Jean-Philippe Cochey-Cahuzac and Christophe Leseure.
Elenco: Philippe Copin, Christophe Leseure, Guillaume Montels, Minchel Navarro, Kimberly Montels

*Este espetáculo conta com o apoio do Institut Français e da Prefeitura de Toulouse

À Tardinha no Ocidente
Primeira Campainha - Belo Horizonte/MG

28/05, às 16h - Praça Duque de Caxias
29/05, às 16h - Praça da Liberdade

Brasil, 2014. Ana, Rê, Mona, Dita e Tops se encontram para jogar bola na rua, depois da “Ave Maria” na Igreja e antes de tocar o “Guarani” no rádio. A brincadeira, vez ou outra, parece até a história do Brasil. Uma comédia anarquista na rua. Uma opereta republicana no meio da praça. Um infantil monárquico em frente à igreja. Uma paródia ditatorial diante do povo. Uma canção utópica no fim da tarde.

Classificação: Livre
Duração: 60 min.
Direção: Byron O`Neall, Dayane Lacerda, Denise Lopes Leal, Mariana Blanco, Marina Arthuzzi e Marina Viana.
Autoria: Marina Viana
Elenco: Byron O`Neall, Dayane Lacerda, Denise Lopes Leal, Mariana Blanco, Marina Arthuzzi e Marina Viana.

Clake
Circo Amarillo - Argentina/Brasil

28/05, às 16h – Teatro Raul Belém Machado
29/05, às 10h - Praça JK e às 16h - Viaduto Santa Tereza

Clake é um espetáculo cômico que acentua o trabalho da dupla Marcelo Juan e Pablo Nordio como palhaços excêntricos musicais. Sequências de gags clássicas são combinadas com a linguagem contemporânea da dupla e resultam num espetáculo de palhaçaria cômica física e musical. Uma interessante experiência de sonoridades e circo que diverte o público de todas as idades.

Classificação: Livre
Duração: 60 min.
Direção: Domingos Montagner
Autoria: Circo Amarillo
Elenco: Marcelo Juan, Pablo Nordio

PROJETOS ESPECIAIS
Apresentações gratuitas dos espetáculos dos grupos das escolas de Artes Cênicas de Belo Horizonte. Retirada de senha 30 minutos antes das sessões nos locais.

A Queixa
Trupe a Torto e a Direito - Teatro Universitário da UFMG

21/05, às 16h - Teatro Raul Belém Machado
22/05, às 16h - Parque Municipal - Pista de Patinação

Usando a linguagem do boneco popular brasileiro, o Mamulengo, “A Queixa” conta, de maneira humorada, uma história conhecida por todos nós: a violência contra a mulher cometida por ex-namorados e parceiros. Rosinha é violentada pelo seu ex-noivo alcoólatra que não aceita o término do relacionamento e quer obriga-la a retomar a relação. Resta-nos saber se ela usará ou não dos direitos que lhe são garantidos através da Lei Maria da Penha.

Classificação: Livre
Duração: 45min.
Direção e dramaturgia: Fernando Limoeiro
Elenco: Bárbara Flor, Didi Moreira, Gabriel Coupe, Helena Marques, Júlia Raffo, Laura Cerqueira, Max Hebert, Miguel da Matta, Thiago Queiroz


Nós de Nós
Prática de Criação Cênica A – 2015/2 – Escola de Belas Artes da UFMG

22/05, às 18h e 20h - Teatro Marília

O que se guarda ou o que se esvai, de alguma forma permanece por meio de seu rastro, cheiro, som, marcas ou saudade. As cenas da montagem se mesclaram no decorrer do processo, mudando de sujeito, cor e som e integrando-se ao roteiro final do trabalho. Em "Nós de Nós", cada um com sua história, seu gesto, sua voz, seu tom, levou algo de si para o tecido que, aos poucos, se mostrou estampado à frente do grupo e que agora é compartilhado com o público.

Classificação: 12 anos
Duração: 60min.
Direção: Eugênio Tadeu
Autoria: o grupo
Elenco: Aline Nogueira, Bruno Maracia, Cristiano Elias, Eduardo Iunes, Emmanuelle Almeida, Gislaine Reis, Gefter Rayan, Guilherme Diniz, Isabella Assis, Lira Ribas, Luciana Veloso, Michele Bernardino, Nayra Carneiro, Rikelle Ribeiro, Sitaram Custódio, Thiago Rosado e Tiago Mazzoni

“máquina”
Miúda Cia. - Centro de Formação Artística e Tecnológica - CEFART

Dia 25/05, às 18h e 21h - Sala Ceschiatti

Ambientada em Portugal, “máquina” conta a história de Silva, um senhor que, após o falecimento da esposa Laura, se muda para o lar Feliz Idade. Lá, Silva e os outros moradores, pertencentes a uma geração que viveu a ditadura de Salazar, são afetados pelas lembranças do passado, além de entrar em um constante diálogo do corpo com a morte e a vida. No cenário, prevalência da cor branca e técnicas que remetem às mudanças de funcionalidade do corpo durante a terceira idade.

Classificação: 14 anos
Duração: 110 min.
Direção: Cláudio Dias
Autor: Adaptação do texto “A Máquina de Fazer Espanhóis”, de Valter Hugo Mãe
Elenco: Babú Pereira, Carolina Cândido, Diego Roberto, Éder Reis, Flor Barbosa, Natália Pereira, Marina Tadeu, Priscilla Zopelaro, Ramon Brant, Tom Castro e Vanessa Machado

Horror Vacui Hamlet
Cia. Teatro Adulto – Escola de Teatro da PUC Minas

26/05, às 15h e 20h - Teatro Marília

O Rei da Dinamarca é envenenado. Seu filho, o príncipe Hamlet, planeja vingar o assassinato do pai enquanto reflete sobre o real sentido da existência humana. Para celebrar os 400 anos da morte de William Shakespeare (23/04/1564-23/04/1616), o ator Luiz Arthur encara o mais
célebre herói criado pelo bardo inglês, ao lado de 13 atores que se dividem entre as personagens da trama e um coro de caveiras que comenta a ação. 

Classificação: 12 anos
Duração: 135 min.
Direção: Cynthia Paulino
Autoria: dramaturgia de Cynthia Paulino a partir da obra “Hamlet”, de William Shakespeare, com tradução de Millôr Fernandes e palavras de “Assim Falou Zaratustra”, de Friedrich Nietzsche
Elenco: Ana Laura Justino, Bruna Sousa, Bruno Luiz, Gra Bohórquez, Gustavo Ramos, Luiz Arthur, Luiz Drumond, Pipa Cavalcanti, Rafael Claret, Samara Martuchelli, Thales Braga, Tomás Sarquis


Cama, Mesa e Banho
Grupo Batatas e Carambolas - Curso de Fomação do Galpão Cine Horto

27/05, às 20h - Teatro Marília

“Cama, Mesa e Banho” é uma montagem baseada em três contos de Nelson Rodrigues: “Casal de Três”, “Marido Sanguinário” e “O Abismo”. Os contos falam de histórias de relacionamentos repletas de tabus que, ao se desenrolarem, mostram a realidade tragicômica do universo rodrigueano. Criado sobre o conceito da mímese corpórea, o espetáculo mostra situações escritas na década de 60, mas que são completamente condizentes com os dias de hoje.

Classificação: 14 anos
Duração: 50 min.
Direção: Fábio Furtado e Camila Morena
Autoria: Nelson Rodrigues
Elenco: Elenco: Raquel Pessoa, Yuri D’Agostinni, Tiago Carneiro, César Macedo, Natanael Braga  Marina Martins

Mínima Cena

Escola Livre de Artes (ELA) – Arena da Cultura, PUC Minas, CEFART, UFMG e Teatro Universitário
28/05, às 19h - Teatro Marília
Classificação: 16 anos
Duração: 95 min.


Eles Fazem Parte da Legião Brasileira da Má Vontade?
Escola Livre de Artes (ELA) - Arena da Cultura
Um coletivo teatral formado por adolescentes da Vila Santa Rita, periferia de Belo Horizonte, distante 25 km do centro da cidade, avalia, numa cena curta, suas experiências e os princípios éticos do mundo em que vivem, e que os colocam em atrito com seus sonhos.
Duração: 25 min.
Direção: Shirley Rodrigues, Diego Ávila
Autoria: Criação Coletiva
Elenco: Gabriela Gonçalvez, Luís Henrique, Sabrina Dourado, Victor Rocha, Diego Ávila, Shirley Rodrigues

Trainspotting
PUC Minas
“Trainspotting” descreve a desintegração de um grupo de amigos cuja obsessão por drogas e atos de agressão os conduz à inexorável auto-destruição. Uma história que não poderia ser mais contemporânea, crítica e engraçada. Nem mais surdamente cruel.

Duração: 5 min.
Adaptação e direção: Luiz Arthur, livre adaptação do roteiro cinematográfico de John Hodge
Elenco: Ana Laura Justino, Gra Bohórquez e Thales Braga.

Ventre Sem Umbigo
Centro de Formação Artística e Tecnológica - CEFART
Uma mulher sentada no vaso conversando com uma galinha. Engraçado? Constrangedor? Íntimo? Feio? Exposto? Sensual? Agressivo? Ah, o motivo? Esse não importa. Um diálogo surdo se estabelece, as marcas de uma experiência não são invisíveis. É urgente, é sem vergonha, sem tabu. É um aborto!!! O que é ser mulher nesse mundo totalitário. O que querem dizer quando dizem mulher?

Duração: 15 min.
Direção: Sammer Lemos
Autoria e atuação: Marina Tadeu

Ensaio de uma Infância Medrosa
Escola de Belas Artes da UFMG
... é uma proposta cênica de caráter intimista...
Duração: 20 min.
Direção e atuação: Diego Poça
Autoria: Diego Poça, Paulo Oliveira

Dom Quixote
Escola Livre de Artes (ELA) - Arena da Cultura

29/05, às 16h - Teatro Marília

Um velho sertanejo, tomado pelos ideais dos livros de cavalaria, parte em busca de aventuras e do amor. O amor tem um nome: Dulcinéia. Deslocado no espaço, ele deixa as terras de Espanha e emerge no sertão roseano num tempo impreciso e nele perambula sonhando atos que o façam digno do amor de sua dama. Um coro de lavadeiras canta músicas populares e dá vida a vários personagens.

Classificação: Livre
Duração: 80 min.
Direção e autoria: Valber Palmeira
Elenco: Carminha Almeida, Cristina Prímola, Lu Viana, Maria da Glória Emediato, Marta lima, Nair Silva, Rê Tristão, Romilda Show. Atores convidados: Milena Trindade, Ronaldo Queiroz. Alunos atores convidados: Gabriel Castro, Luiz Octávio Aragão, Clarice Carvalho

Projetos Especiais

Oficinas e workshops

Atuando na rua... Sem morrer no processo
23 a 26/05, das 8h às 13h - Centro de Referência da Juventude
Oficina de intervenção cênica de rua ministrada pelo Palhaço Tuga (Rodolfo Meneses - Chile), para artistas e estudantes de artes cênicas inscritos previamente.

As girafas invadem BH
18 e 19/05, das 14 às 18h - Centro de Referência da Juventude
Oficina de montagem e manipulação dos bonecos para o espetáculo “Les Girafes” (França), em parceria com Cia Off, para estudantes das escolas de teatro participantes do Festival, selecionados previamente.

Escritas coletivas – do pensamento à realização
23 a 29/05, manhãs e tardes - CEFART e Centro de Referência da Moda
Oficina de dramaturgia em parceria com a FCS/CEFART ministrada pelos membros do Théâtre du Phare (França), destinada a integrantes de grupos de artes cênicas locais, selecionados previamente.

Workshop Stanislavski  e o trabalho do ator ou o sistema em ação*
Com Elena Vássina (SP/Rússia)

27/05, das 14 às 17h
28/05, das 10h às 13h
Sesc Palladium - Sala Multiuso

Apresenta aos profissionais e estudantes de teatro e público interessado uma visão histórica e teórica sobre o sistema de Stanislavski, a revolução estética e os desdobramentos do seu legado no teatro atual.

Workshop Stanislavski e dramaturgia contemporânea*
Com Aimar Labaki (São Paulo/Brasil)

28/05, das 14h às 17h
29/05, das 10h às 13h
Sesc Palladium - Sala Multiuso

Reflexão e busca das condições para uma produção artística que dê espaço para o inconsciente/espírito por meio de uma técnica plenamente desenvolvida. Qual a relação do exercício da escrita dramatúrgica hoje com os temas e procedimentos de Stanislavski? Mapear o caminho e refletir sobre seu desenvolvimento é o objetivo desse curso.


Workshop de voz*
Com Susan Worsfold

24 e 25/05, das 9h às 17h - Teatro Raul Belém Machado
Workshop prático de voz por meio de textos de Shakespeare explorando a respiração, corpo e voz.

*Inscrições prévias pelo site www.fitbh.com.br

Conferência e Palestras

O esquizodrama e o trabalho com grupos nas políticas públicas
Conferência com Gregório Baremblitt seguida de vivência
Fundação Gregório Baremblitt - Instituto Félix Guattari

22/05, às 10h, Teatro Francisco Nunes
Teorias e técnicas de grupos sob a ótica da Análise Institucional, da Esquizoanálise e do Esquizodrama que propiciam a articulação de indivíduos, grupos e coletivos nas políticas.


Lançamento de Livros

A arte e a cidade – lugares e expressões teatrais de belo horizonte
Dia 26/05, às 19h - MIS Cine Santa Tereza
Organizadores: Françoise Jean de Oliveira Souza, Glória Reis, Leônidas José de Oliveira

Degolarratos
Autor: Enzo Moscato
Tradudora: Anita Mosca (GTT – Grupo de Tradução de Teatro/FALE-UFMG)
27/05, às 18h - Centro de Referência da Moda

Stanislavski - vida, obra e sistema
Autores: Aimar Labaki e Elena Vássina
27/05, às 18h - Centro de Referência da Moda

Seminário – Conversa em dois atos

Reflexões intercaladas com a participação de atores, diretores, professores e produtores de teatro presentes no Festival. Uma prática para além do discurso, construída pelo diálogo e debate acerca do fazer teatral e suas ramificações.

Os encontros serão realizados no Centro de Referência da Moda, das 14h às 18h. Confira a organização das mesas e convidados no site.

Crítica teatral, de Bárbara aos blogs
Dia 23/05
O papel hoje da crítica especializada, a perda de espaço na imprensa, a preparação dos críticos e o aprofundamento de suas reflexões, a cena dos blogs especializados, a experiência de intercâmbio com outros olhares sobre a arte da cena.


Escola e mercado
Dia 24/05
A influência das escolas de teatro na formação de público e de mercado de trabalho e o seu papel na formação e criação de um ambiente para pesquisa e reflexão.

O papel dos festivais nas políticas públicas para as artes cênicas
Dia 25/05
As políticas públicas, suas relações com o setor e o papel dos festivais nesse contexto hoje.

Pensar e fazer o coletivo: a experiência dos grupos
Dia 26/05
Experiências distintas de teatro de grupo, dos mais antigos aos mais recentes, os diferentes modelos e formas de criação coletiva, tipos de financiamentos, tipos de repertórios, a importância de seus espaços próprios e intercâmbios.

Os destinos do texto cênico: palavra falada e impressa
Dia 27/05
Diálogo entre dramaturgos e editores sobre a necessidades de publicação de dramaturgia, a importância da publicação de textos para o desenvolvimento da pesquisa e criação, a escrita criativa.

Dramaturgia corporal
Dia 28/05
Diálogos entre dramaturgia e movimento corporal expressivo; a criação de uma escritura corporal em uma cena sem palavras; partituras de ações para tessitura de um texto físico não necessariamente linear, mas que pode enfatizar um jogo cênico. O corpo como protagonista na atuação e improvisação.

E mais...

Circo Atiares
21 a 29/05, confira dias e horários das apresentações no site www.fitbh.com.br
Teatro Raul Belém Machado
Embaixo da lona do Circo Atiares, a participação de artistas de vários circos itinerantes, como  o Circo do Moisés - o Rei do Pedal, Fantástico Circo Show, Kalahary, Coliseu de Roma, Circo Nacional do Garrafinha e Atiares, além de várias trupes de palhaços, como Associação Pano de Roda, Trupe Gaia, Circo Irmão Dourado e vários outros artistas convidados.

Visita
De 20 a 29/05
Mini-teatro lambe lambe em apresentações itinerantes.
Criação, manipulação e narração de Cynara Bruno.
Uma boneca Abayomi mora dentro de uma caixa de costura e para driblar a monotonia de morar sozinha dentro desta caixa, resolve então transformar o seu "quarto" no melhor lugar do mundo!

Banca da Javali
21 a 29/05 - Foyer do Teatro Francisco Nunes
Banca de livros da Editora Javali, responsável pela publicação de peças teatrais, textos teóricos sobre teatro e temas relacionados.

Cena Vestida
21 a 29/05 - Foyer do Teatro Francisco Nunes
Estande de roupas criadas a partir das fotos de espetáculos de artes cênicas. O projeto é fruto de uma parceria entre o fotógrafo Guto Muniz, criador e administrador do site Foco in Cena e a figurinista, estilista e modelista Silma Dornas, proprietária da etiqueta “Silma no Brasil”.

Mostra MIS/FIT
25 a 29/05, às 20h - MIS Cine Santa Tereza
Exibição de filmes e documentários sobre a interface entre o teatro e as artes visuais.
Confira programação no site www.fitbh.com.br

PicNic Dionisíaco
Dia 21/05, às 10h - Parque Municipal
Encontro performático entre estudantes das escolas de graduação, profissionalizantes e de ensino livre de teatro.

Lançamento de documentário “Ronaldo por favor
23/05, às 20h - Teatro Marília
Documentário em homenagem a Ronaldo Brandão. Direção: Vera Fajardo

Encontro com programadores
27/05- Teatro Francisco Nunes
Das 9h às 10h - Apresentação do projeto de residência em parceria com o CEFART - Centro de Formação Artística e Tecnológica/Fundação Clóvis Salgado, Aliança Francesa de Belo Horizonte, Institut Français Brasil, Embaixada da França no Brasil e Théâtre du Phare (França).
Das 10h30 às 12h - Encontro entre grupos, programadores e produtores.

OlimPiadas
28/05, das 10h às 12h e das 13h às 15h - Parque Municipal
Intervenções e jogos cênicos com Léo Ladeira

Campeonato Interdrag de Gaymada
28/05, das 15h às 18h - Parque Municipal
Brincadeira esportiva baseada no tradicional jogo de queimada que busca valorizar a diversidade.

Último Ato
29/05, das 9h às 17h - Viaduto Santa Tereza
Ocupação de encerramento composta por atividades diversas que vão colorir o viaduto durante todo o dia.

Nos porões da Loucura

Evento realizado pelo Sesc Palladium dentro da programação “De mãos dadas...arte e loucura” com retirada de senhas uma hora antes das atividades.

Curta metragem “Em Nome da Razão”
24/05, às 17h – Sesc Palladium – Espaço Multiuso
Exibição da primeira versão remasterizada do curta metragem.
Direção: Helvécio Ratton

Debate - Arte e Loucura
24/05, às 17h30 - Sesc Palladium – Espaço Multiuso
Participantes – Hiran Firmino, Luiz Paixão, Stella Goulart (UFMG e PASME), Ernesto Venturini (Psiquiatria democrática italiana), Ana Marta Lo Bosque (Rede de Saúde Mental de BH), Helvécio Ratton

Lançamento livro “Nos porões da loucura”
24/05, às 19h - Sesc Palladium  - Foyer
Autor: Hiram Firmino

Lançamento da terceira edição desse livro que traz uma série de reportagens do Jornal Estado de Minas, do ano de 1979, que revelaram o horror vivido pelos pacientes portadores de sofrimento mental dependentes do sistema público de saúde. Ganhador do Prêmio Esso, foi decisivo para a luta anti manicomial e a reforma psiquiátrica.

Espetáculo “Nos porões da loucura”
24/05, às 20h - Grande Teatro Sesc Palladium

Classificação: 16 anos
Direção: Luiz Paixão
Dramaturgia (adaptação): Pedro Paulo Cava
Elenco: Alberto Tinim, Anaís Della Croce, Antônio Rodrigues, Carlos Henrique Silva, Nanda Freitas, Luiz Gomide, Marco Zerlotini, Mariana Bizzotto e Meibe Rodrigues

Ingressos

R$ 20 (inteira) / R$ 10 (meia)

Locais de venda

Mercado das Flores/Posto da Belotur
Av. Afonso Pena, 1.055, esquina com R. da Bahia.
Segunda a sábado, das 10h às 19h.
Domingos, das 13h às 18h.

Bilheteria dos teatros

Os ingressos serão vendidos 1 hora antes de cada sessão, de acordo com a disponibilidade.

Internet

Pelo site www.fitbh.com.br ou pelo aplicativo “Vá ao Teatro”.

A compra deve ser efetuada até 4 horas antes de cada sessão.
Será cobrada taxa de serviço.
O voucher da compra virtual deve ser apresentado para troca pelo ingresso na bilheteria do teatro, até 30 minutos antes do início da sessão.

Venda com Cartões

Cartão de Débito de todas as bandeiras
Vale Cultura, bandeira Alelo

Meia-entrada

Estudantes com Carteira de Identificação Estudantil (CIE) válida e expedida pelas entidades previstas em lei,com validade ate 31 de março de 2017.
Menores de 21 anos e maiores de 60 anos.
Pessoas com deficiência.
Estudantes de escolas de artes de Belo Horizonte, devidamente identificados.

Atenção: O comprovante que garante a meia entrada deverá ser apresentado no ato da compra e na entrada do teatro, inclusive para ingressos adquiridos pela web.

Importante

Confira seu ingresso no ato da compra, pois não haverá possibilidade de troca ou devolução de dinheiro
A entrada será por ordem de chegada, sem lugar marcado.
O ingresso é garantido para o espetáculo e a sessão (dia e horário) assinalados nele.
Observe o horário, não será garantida a entrada após o inicio do espetáculo.
Observe a classificação etária do espetáculo.


Ficha Técnica

Prefeito de Belo Horizonte
Márcio Araújo de Lacerda

Presidente da Fundação Municipal de Cultura
Leônidas José de Oliveira

Diretoria das Artes Cênicas e da Música
Jefferson da Fonseca Coutinho


Chefia de Departamento de Promoção das Artes
Mariana Lacerda de Almeida

Presidente da Sociedade dos Amigos dos Espaços Cênicos do Município de Belo Horizonte - SOAMA
Sula Kyriacos Mavrudis
                                                          
Curadoria dos Espetáculos Nacionais e Internacionais         
Dayse Belico, Diego Bagagal, Eduardo Moreira, Walmir  José

Curadoria dos Espetáculos Locais              
Carloman Bonfim, Luiz Hippert, Sérgio Abritta

Coordenação Executiva                              
Dayse Belico

Coordenação de Produção
Ana Luísa Freire
POP Produções Artísticas

Coordenação Financeira                            
Rosy Costa - Rosy Costa Contas & Pontos Culturais Ltda

Pool Pré-Produção                                     
Alexandre Chei, Beto Plascides, Charles Telles, Cris Gil, Fernanda Gomes, Tiago Sgarbi

Relações Internacionais      
Akis Telemacu, Amanda Dias leite
Assessoria: Ana Amélia Cabral

Produção Geral                                           
Alexandre Chei, Beto Plascides, Cris Gil, Fernanda Gomes, Gustavo Matos
Assistentes: Geraldo Peninha, Joyce Cordeiro, Nathalia Queiroz

Programação de Rua
Coordenação: Tiago Sgarbi
Produção: Juliana Sevaybricker, Karu Torres, Rafael Oliveira, Suzana Markus

Programação de Palco e Espaços Alternativos    
Coordenação: Charles Telles            
Produção: Fafá Fernandes, Gustavo Machado, Lucas Pederneiras, Luciana Marques, Polyana Horta, Vânia Lúcia Silva

Projetos Especiais                
Coordenação: Jackie Castro
Curadoria de Ações Formativas: Bya Braga
Produção: Fábio Schmidt, Fernanda Vidigal, Herivelto Campos, Junio Nery, Laura de Castro, Márcio Alves, Merry Couto, Paula Zawadzki, Thiago Oliveira
                                                          
Logística                                 
Coordenação: Dani Lages
Produção: Irene do Carmo, Ana Carolina Linares
Assistente: Júlia Lanari

Técnica                                           
Produção: Ney Bahia
Assessoria: Felipe Cosse, Joana D`arc de Jesus, Juliano Coelho
Técnico: Wallace Alvarenga (Colibri),  Willian de Paula (Bililiu)
Assistente: Alexandre Santos
Cenotecnia: Marco Antônio dos Santos, Nilson Alves dos Santos


Comunicação Fundação Municipal de Cultura
Coordenação: Gustavo Mendicino
Assessoria: Janine Avelar
Marketing: Gilberto Castro

Comunicação FIT-BH 2016
Assessoria de Comunicação e Design: Denilson Cardoso
Assessoria de Imprensa e Produção de Conteúdo: Adilson Marcelino e Patrícia Cassese
Edição de Texto e Produção de Conteúdo: Janaína Cunha
Assistentes Design: Tiago Macedo
Assistente Comunicação: Docimar Moreira

Identidade Visual: RC Comunicação
Ilustração Personagem Identidade Visual: Valf Macedo

Registro Fotográfico: Foco In Cena (Guto Muniz, Kika Antunes, Glenio Campregher, Daniel Protzner) e Alexandre Guzanshe

Administrativo-financeiro                                      
Dennys Volpe Junqueira, Lourdinha Almeida, Matheus Mendes, Paola Oliveira, Raimundo Sousa, Rodrigo Viana

Contabilidade
Raquino Contabilidade

Assessoria Jurídica                                      
Drummond & Neumayr Advogados Associados






Nenhum comentário: