8 de mai de 2016

LUIS MELO CHEGA A BH COM "AUSÊNCIA"


Luis Melo - foto: Renato Mangolin

O "Teatro em Movimento" traz a Belo Horizonte, em comemoração aos seus 15 anos, o espetáculo "Ausência", com o consagrado ator Luis Melo, em apenas duas sessões: dias 14 e 15 de maio, sábado, às 20h, e domingo, às 19h, no Sesc Palladium. A concepção, dramaturgia e direção é de Artur Luanda Ribeiro e André Curti, e faz parte de uma linha de pesquisa intitulada "teatro gestual", desenvolvida pela companhia franco-brasileira Dos à Deux. O "Teatro em Movimento"é patrocinado pelo Itaú, via Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Em um mundo imerso no caos da falta d’água e de energia elétrica –  um colapso que afeta a todos os seres humanos – um  homem vive sozinho no alto de uma torre. Esse é o ponto de partida da peça Ausência. Primeira montagem solo do grupo Dos à Deux– e primeiro espetáculo não protagonizado pelos diretores Artur e André –,  a  peça  faz  parte  de  uma  linha  de  pesquisa característica dos 17 anos de carreira da companhia, o teatro gestual, em que a palavra dá lugar ao poder dos gestos e da interpretação corporal.

O cenário caracteriza um ambiente em ruínas, recortado por um emaranhado de canos e registros que se cruzam indefinidamente em todas as direções, simbolizando o desespero pela busca da água. Sob a constante invasão de ratos que tomaram as  ruas e a irreparável necessidade de uma máscara de oxigênio até mesmo para abrir a janela, o homem sobrevive à base da assustadora ação de apenas uma gota d’água por dia, enfrentando constantemente a solidão, a escassez e o enclausuramento, em  uma linha tênue entre a sanidade e a loucura.

O dilema: Nesse cenário caótico, a única companhia do homem solitário é seu peixe vermelho, imerso na água de um aquário redondo. Recluso em seu mundo particular e incapaz de enfrentar o horror tóxico e irrespirável das  ruas, o protagonista se vê diante de um  grande dilema ético e existencial: matar ou não seu único objeto de afetopara beber da água do aquário.

Transitando entre a crueldade, a ternura e a insanidade, o homem reveza-se na caça e tortura de ratos que invadem seu espaço, na dedicação de amor e cuidado para com seu companheiro e em momentos de delírio e alucinação em que enxerga uma figura feminina a partir das formas e objetos a seu redor.

“Nessa peça, é como se o público estivesse vendo da janela a trajetória do personagem. Falta de água, luz e energia são temas de um futuro muito presente, na verdade. Sem contar a questão humana, a solidão, o medo do desconhecido, fatores  que conversam diretamente com os dias atuais”, frisa Luis Melo.

A carga dramática das situações é fortemente acentuada pela trilha sonora original do lisboeta Fernando  Mota,  pelo  acabamento  da  luz  assinada  por  Ph  e  Artur  Ribeiro  (característica  das montagens do grupo) e pelo cenário caótico de Fernando Mello da Costa.


Ausência
Classificação: 14 anos
14 e 15 de maio, sábado, às 20h e domingo, às 19h
Sesc Palladium: Rua Rio de Janeiro, 1046, Centro
Ingressos: R$30,00 (inteira) - R$ 15,00 (meia) - Vendas: bilheteria do teatro - www.ingresso.com - Meia entrada válida para: maiores de 60 anos. E para estudantes devidamente identificados, válida até 40% dos ingressos vendáveis do teatro (conforme DECRETO no 8.537, de 05 de outubro de 2015).

Vendas: bilheteria do teatro e www.ingresso.com e www.teatroemmovimento.art.br

Nenhum comentário: