25 de ago de 2014

Virada Cultural terá mais de 460 atividades em 62 espaços de BH



Belo Horizonte vai realizar sua segunda Virada Cultural nos dias 30 e 31 deste mês, das 19h do sábado às 19h de domingo. São mais de 460 atividades distribuídas em nove palcos e 53 espaços culturais que compõem o circuito, abrangendo diversas manifestações artísticas como música, teatro, cinema, dança, literatura, artes plásticas, circo e intervenções urbanas. Mais de 90% da grade de programação é composta por artistas locais, fato que reforça a vocação criativa da cidade. Em 2013, a Virada aconteceu em setembro e atraiu mais de 200 mil pessoas.
Promovida pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura (FMC), em conjunto com a Associação de Amigos do Museu Histórico Abílio Barreto (AAMHAB), a Virada Cultural fomenta a diversidade e a democratização ao acesso a bens culturais. Além das 124 apresentações artísticas selecionadas via site oficial da Virada, www.viradaculturalbh.com.br, no qual 1.280 artistas se inscreveram, outras centenas de atrações acontecem em palcos oficiais e parceiros, espaços culturais da PBH, projetos e equipamentos culturais associados.
Quem abre a Virada Cultural na Praça da Estação é o sambista Diogo Nogueira, às 19h30 do sábado, dia 30, com participação especial da Orquestra Sesiminas. No domingo, às 17h30, é a vez de Paula Fernandes. Neste palco também se apresentam a banda brasiliense Raimundos e dois grandes representantes da nova música mineira: a sambista Aline Calixto e o rapper Flávio Renegado.
A Praça da Liberdade abre espaço para a música instrumental mineira, além de outras expressões artísticas, trazendo nomes como Lô Borges, Chico Lobo e Gabriel Guedes. Quem também se apresenta no local é o vibrafonista norte-americano Ted Piltzecker.
O Parque Municipal vai oferecer atrações que vão cair no gosto dos belo-horizontinos. A Orquestra Sinfônica Arte Viva de São Paulo, sob regência do Maestro Amilson Godoy, retorna ao palco da Virada de BH, desta vez trazendo como convidado especial o cantor e compositor Toquinho, em turnê que celebra seus 50 anos de carreira. Nesse mesmo palco, na manhã de domingo, a Fundação Clóvis Salgado apresenta o Concertos no Parque Especial Virada Cultural BH 2014, com a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais.
Palco na rua e atrações infantis
O Sesc Palladium terá 24 horas ininterruptas de programação, com atrações em todos os seus espaços além de um palco montado na Rua Rio de Janeiro com diversos shows, entre eles o da cantora Céu, que traz pela primeira vez a BH seu repertório em homenagem a Bob Marley.
A Viradinha, voltada para o público infantil, vai oferecer diversas opções em vários locais, com destaque para o Parque Municipal, incluindo espetáculos teatrais, circenses, oficinas e narrações de histórias. Fazem parte da programação “Um Baú de Fundo Fundo”, do Grupo Giramundo, o Picadeiro Aéreo do Circo Escola de São Paulo e o “Mini Teatro de Sombras” do Grupo Girino, além de ações do Graffiti Relacional.
Os demais palcos oficiais do evento estarão na Rua Aarão Reis, na Praça Afonso Arinos, na Praça Sete e, como novidade desta edição, na Rua Guaicurus. Este, traz como conceito o Cabaré, que mistura linguagens artísticas como teatro, circo, música, performance e dança, além da nostalgia e do romantismo de artistas que voltam à cena de BH, como o cantor e compositor Márcio Greyck, que se apresenta na noite de sábado, às 22h30.
A programação associada inclui todos os espaços do Circuito Cultural da Praça da Liberdade, a Casa Una de Cultura, com show da cantora Titane, o Cine Humberto Mauro, no Palácio das Artes, que exibe uma maratona da trilogia "O Poderoso Chefão", a Funarte, onde acontece o "Viradão de Impro!", com improvisações teatrais; o Centro Cultural UFMG e o Conservatório de Música, ambos com programação especial, entre outros espaços. Também integram a programação mais de 22 equipamentos culturais da PBH, entre eles o Museu Histórico Abílio Barreto, o Centro de Referência da Moda, o Museu de Arte da Pampulha, a Casa do Baile, a Casa Kubistchek e os centros culturais em diversas regiões da cidade.
Alvorada
Como nas cidades do interior, às 5h de domingo, a Banda da Guarda Municipal acorda a cidade para a continuidade da Virada fazendo uma alvorada. Na sequência, das 8h às 11h, 18 corporações musicais de BH e da Região Metropolitana realizam um Encontro de Bandas Tradicionais, na Praça da Estação, com direito a café da manhã preparado pela artista plástica Thereza Portes e pelos alunos da Padaria Escola da PBH, localizada no Mercado da Lagoinha.
A parte esportiva não foi deixada de lado e a Virada oferece ações como o 2º Campeonato Brasileiro de Bike Polo (domingo, das 9h às 19h, na Avenida dos Andradas) e o 3º Mundialito de Rolimã do Abacate (domingo, das 12h às 19h, na Avenida João Pinheiro). Mais sobre a Virada Cultural, incluindo todos os detalhes da programação, podem ser obtidos no site www.viradaculturalbh.com.br

Nenhum comentário: