11 de jan de 2014

17ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES



ENTRE PRÉ-ESTREIAS E FILMES PREMIADOS, 17ª MOSTRA DE TIRADENTES DIVULGA A SELEÇÃO DE 29 LONGAS-METRAGENS EM SETE SEÇÕES E OS DOIS FILMES DO ENCERRAMENTO 


A 17ª Mostra de Cinema de Tiradentes, a ser realizada entre 24 de janeiro e 1° de fevereiro, tem como eixo temático a questão dos processos audiovisuais de criação. Serão exibidos 29 longas-metragens, distribuídos em sete mostras conceituais em três espaços de exibição na cidade história mineira, sempre com entrada gratuita. A sessão de abertura será com o inédito “Quando Eu Era Vivo”, de Marco Dutra. No encerramento, exibição de dois filmes convidados pela curadoria: o curta-metragem “Linguagem”, de Luiz Rosemberg Filho, e o média convidado “Já Visto, Jamais Visto”, de Andrea Tonacci.
Na seleção geral, houve uma distribuição equilibrada entre filmes cariocas, paulistas e mineiros, além de produções de Bahia, Paraíba, Pernambuco e Paraná, numa grande mistura de formas e gêneros. “Esteticamente, temos variações”, destaca Cléber Eduardo, curador da mostra. “Há filmes-ensaio, filmes experimentais, filmes narrativos, filmes cênicos, filmes rítmicos, documentários observacionais de personagens e ambientes, comédia urbana, família cigana, relações com o pop ressignificadas e recontextualizadas, hibridismos do documentário com a ficção, filmes sobre filmes, filmes sobre mal-estar”.
Na Mostra Autorias, que traz diretores, fotógrafos ou produtores com modo próprio de olhar e alta mediação estilística, exibe nesta edição duas pré-estreias em Minas Gerais. “Exilados do Vulcão”, primeiro longa-metragem de ficção de Paula Gaitán, foi o vencedor da categoria de melhor filme e som no Festival de Brasília 2013. “Passarinho Lá de Nova Iorque”, em pré-estreia nacional, volta a exibir nas telas de Tiradentes a inquietação e as questões contemporâneas características do cinema do carioca Murilo Salles. Além destes dois, a mostra exibe “O Homem das Multidões”, parceria do mineiro Cao Guimarães com o pernambucano Marcelo Gomes quem ganhou o troféu de melhor direção no Festival do Rio.
Mostra Transições, dedicada a diretores em início de carreira com olhar original ou uma procura cinematográfica específica, exibe a produção paranaense “A Gente”, completando a “trilogia prisional” proposta pelo diretor Aly Muritiba, que fez antes os curtas “A Fábrica” e “Pátio”. Veteranos da Mostra de Tiradentes, onde exibiram praticamente todos os seus demais filmes e já ganharam prêmios na Mostra Aurora, Bruno Safadi e Ricardo Pretti chegam com novos trabalhos, respectivamente “O Uivo da Gaita” e “O Rio nos Pertence”. Duas estréias em longas de ficção ainda marcam esta mostra: “Amor, Plástico e Barulho”, filme pernambucano de Renata Pinheiro, e “Riocorrente”, do paulistano Paulo Sacramento – ambos os filmes são resultados de projetos selecionados no 2º Brasil CineMundi – Encontro Internacional de Coprodução que integra o programa Cinema sem Fronteiras que a Universo Produção promove anualmente  em Minas Gerais. Completam a mostra o inédito “Rio Cigano”, de Julia Zakia.
Mostra Sui Generis, criada na Mostra de Tiradentes no ano passado, contempla propostas de estilo próprio, fugindo do senso comum e quebrando expectativas. Serão dois títulos a serem apresentados: “Amador”, de Cristiano Burlan, realizador premiado por seu documentário anterior, “Mataram Meu Irmão”; e “Paixão e Virtude”, filme do veterano Ricardo Miranda, também cineasta fiel em edições anteriores da mostra. Completa a grade o média convidado “Verona”, de Marcelo Caetano.
Mostra Praça deste ano inclui produções aguardadas pelo público, como o documentário “Cidade de Deus – 10 Anos Depois”, de Cavi Borges e Luciano Vidigal, que investiga o destino dos atores do aclamado filme de Fernando Meirelles uma década após seu lançamento. “Olho Nu”, de Joel Pizzini, é um mergulho afetivo e sensorial na música e na arte de Ney Matogrosso. “De Menor”, de Caru Alves de Souza, e “Os Amigos”, de Lina Chamie, partem do cotidiano brasileiro em busca de questões afetivas e humanas de seus personagens. Completa a mostra o inédito  “Turn-Off”, de Carlos Segundo.
Mostra Aurora, já anunciada, tem sete longas-metragens inéditos e disputam o Júri da Crítica, o Júri Jovem e o Prêmio Itamaraty. A Mostra Homenagem tem dois longas inéditos, em homenagem ao ator Marat Descartes: “Quando Eu Era Vivo”, de Marco Dutra, na abertura, e “Uma Dose Violenta de Qualquer Coisa”, de Gustavo Galvão. Por fim, mantendo a tradição de exibir filmes para o público infantil, a Mostrinha deste ano conta com três produções de destaque.
A programação completa do evento será divulgada no dia 15 de janeiro.  São homenagens, oficinas, debates, seminário, exposições, lançamento de livros, teatro de rua, shows musicais, performance, encontros e diálogos, atrações artísticas numa programação oferecida gratuitamente ao público.

CONFIRA A LISTA DE LONGAS-METRAGENS DA 17ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES

LONGAS EM ORDEM ALFABÉTICA

A GENTE, de Aly Muritiba – PR (Mostra Transições)
A MULHER QUE AMOU O VENTO, de Ana Moravi – MG (Mostra Aurora)
A VIZINHANÇA DO TIGRE, de Affonso Uchoa – MG (Mostra Aurora)
ALIANÇA, de Gabriel Martins, João Toledo e Leonardo Amaral – MG (Mostra Aurora)
AMADOR, de Cristiano Burlan – SP (Mostra Sui Generis)
AMOR, PLÁSTICO E BARULHO, de Renata Pinheiro – PE (Mostra Transições)
AQUILO QUE FAZEMOS COM AS NOSSAS DESGRAÇAS, de Arthur Tuoto – PR (Mostra Aurora)
BAT-GUANO, de Tavinho Teixeira – PB (Mostra Aurora)
BRANCO SAI PRETO FICA, de Adirley Queirós – DF (Mostra Aurora)
BRICHOS – A FLORESTA É NOSSA, de Paulo Munhoz - PR (Mostrinha de Cinema)
CIDADE DE DEUS 10 ANOS DEPOIS, de Cavi Borges e Luciano Vidigal – RJ (Mostra Praça)
DE MENOR, de Caru Alves de Souza – SP (Mostra Praça)
DEPOIS DA CHUVA, de Cláudio Marques e Marília Hughes – BA (Mostra Transições)
EXILADOS DO VULCÃO, de Paula Gaitán – RJ (Mostra Autorias)
MEU PÉ DE LARANJA LIMA, de Marcos Bernstein – RJ (Mostrinha de Cinema)
O BAGRE AFRICANO DE ATALÉIA, de Aline X e Gustavo Jardim – MG (Mostra Aurora)
O HOMEM DAS MULTIDÕES, de Cao Guimarães e Marcelo Gomes – MG (Mostra Autorias)
O RIO NOS PERTENCE, de Ricardo Pretti – RJ (Mostra Transições)
O UIVO DA GAITA, de Bruno Safadi - RJ (Mostra Transições)
OLHO NU, de Joel Pizzini – SP (Mostra Praça)
OS AMIGOS, de Lina Chamie – SP (Mostra Praça)
PAIXÃO E VIRTUDE, de Ricardo Miranda – RJ (Mostra Sui Generis)
PASSARINHO LÁ DE NOVA IORQUE, de Murilo Salles – RJ (Mostra Autorias)
QUANDO EU ERA VIVO, de Marco Dutra – SP (Mostra Homenagem)
RIO CIGANO, de Julia Zakia – SP  (Mostra Transições)
RIOCORRENTE, de Paulo Sacramento – SP (Mostra Transições)
TAINÁ – A ORIGEM, de Rosane Svartman – RJ (Mostrinha de Cinema)
TURN-OFF, de Carlos Segundo – SP (Mostra Praça)
UMA DOSE VIOLENTA DE QUALQUER COISA, de Gustavo Galvão – DF (Mostra Homenagem)

LONGAS E MÉDIAS POR MOSTRA

MOSTRA HOMENAGEM
QUANDO EU ERA VIVO, de Marco Dutra – SP
UMA DOSE VIOLENTA DE QUALQUER COISA, de Gustavo Galvão – DF

MOSTRA AURORA
A MULHER QUE AMOU O VENTO, de Ana Moravi – MG
A VIZINHANÇA DO TIGRE, de Affonso Uchoa – MG
ALIANÇA, de Gabriel Martins, João Toledo e Leonardo Amaral – MG
AQUILO QUE FAZEMOS COM AS NOSSAS DESGRAÇAS, de Arthur Tuoto – PR
BAT-GUANO, de Tavinho Teixeira – PB
BRANCO SAI PRETO FICA, de Adirley Queirós – DF 
O BAGRE AFRICANO DE ATALÉIA, de Aline X e Gustavo Jardim – MG 

MOSTRA AUTORIAS
 EXILADOS DO VULCÃO, de Paula Gaitán – RJ 
O HOMEM DAS MULTIDÕES, de Cao Guimarães e Marcelo Gomes – MG
PASSARINHO LÁ DE NOVA IORQUE, de Murilo Salles – RJ

MOSTRA PRAÇA
CIDADE DE DEUS 10 ANOS DEPOIS, de Cavi Borges e Luciano Vidigal – RJ
DE MENOR, de Caru Alves de Souza – SP
OLHO NU, de Joel Pizzini – SP
OS AMIGOS, de Lina Chamie – SP
TURN-OFF, de Carlos Segundo – SP

MOSTRA SUI GENERIS
AMADOR, de Cristiano Burlan – SP
PAIXÃO E VIRTUDE, de Ricardo Miranda – RJ
VERONA, de Marcelo Caetano – SP

MOSTRA TRANSIÇÕES
A GENTE, de Aly Muritiba – PR 
AMOR, PLÁSTICO E BARULHO, de Renata Pinheiro – PE 
DEPOIS DA CHUVA, de Cláudio Marques e Marília Hughes – BA 
O RIO NOS PERTENCE, de Ricardo Pretti – RJ 
O UIVO DA GAITA, de Bruno Safadi - RJ
RIO CIGANO, de Julia Zakia – SP 
RIOCORRENTE, de Paulo Sacramento – SP

MOSTRINHA
BRICHOS – A FLORESTA É NOSSA, de Paulo Munhoz - PR
MEU PÉ DE LARANJA LIMA, de Marcos Bernstein - RJ
TAINÁ – A ORIGEM, de Rosane Svartman - RJ

ENCERRAMENTO
LINGUAGEM, de Luiz Rosemberg Filho - RJ (curta)
JÁ VISTO, JAMAIS VISTO, de Andrea Tonacci – SP (média)

ACOMPANHE TUDO EM 
www.mostratiradentes.com.br 

Nenhum comentário: