20 de set de 2013

MEMÓRIA MARIA HELENA BUZELIN


primorosa caixa com discos e libreto
reverencia a virtuosa cantora lírica mineira 






































Em eventos com entrada franca, tem lançamento oficial no dia 26 de setembro, quinta-feira, no Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537 – Centro – BH – MG), a obra “Memória Maria Helena Buzelin”.

O projeto bilíngüe – português e inglês – traz cinco discos que apresentam interpretações históricas da cantora lírica mineira, Maria Helena Buzelin (1931 +2005), destaque cultural no Brasil e no exterior, nas décadas de 60 e 80.  Une-se à obra, outro cd contendo entrevista da artista concedida a Lauro Gomes, na Rádio MEC-RJ, em 11 de abril de 1987 e ainda um libreto de raro valor histórico-cultural e biográfico.

A noite de lançamento contará com dois momentos especiais: às 19h, no foyer principal, exposição de figurinos, fotos, programas e os painéis “Jornal Memória Maria Helena Buzelin”, falecida em 2005. Layout da exposição, pela designer: Virna Genovese. Em seguida, às 20h30, acontece no Grande Teatro, o Concerto de premiação do 4º Concurso de Canto Jovens Solistas, dedicado à memória de Maria Helena Buzelin. Sob a regência do maestro Roberto Tibiriçá, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, acompanha o soprano Lilian Assumpção, que interpreta duas obras homenageando a diva.

“Quando ouvi Maria Helena Buzelin, e foi pela primeira vez, interpretando a Nedda do “I Pagliacci” de Leoncavallo, fiquei siderada pela beleza da voz, pela graça e a força que emprestou à personagem; pela técnica vocal e empatia imediata com o público, e considerei logo que estava ante uma verdadeira artista, digna dos melhores palcos do mundo que aliás ela frequentou e conquistou com sua Arte.

Tive a honra de cantar com ela o “Stabat Mater”, de Pergolesi, no Municipal do Rio e lamento que nossos contatos e parcerias tenham sido raros, as duas envolvidas em apresentações em diversas paragens.
Uma bela, culta e inteligente mulher.
Na última vez que tive a honra de sua presença, foi no Museu “Abílio Barreto”, quando tive a oportunidade de me apresentar em concerto e convocá-la para uma urgente e necessária gravação dos seus inúmeros sucessos pelo mundo.
O irmão Carlos Buzelin, convocado para tal, abraçou a idéia com verdadeiro entusiasmo. O marido, general Dalnio Starling, com amor e dedicação, e eis aí, finalmente, essa homenagem póstuma à grande cantora mineira Maria Helena Buzelin."

MARIA LUCIA GODOY 

(cantora lírica) 


Em projeto realizado com os benefícios da Lei Federal de Incentivo à Cultura, através da CEMIG, idealizado pelo marido de Maria Helena Buzelin, Sr. Dalnio Teixeira Starling, “Memória Maria Helena Buzelin”, tem a coordenação geral de Raquel Romano, pesquisa musicológica e textos do libreto de Carlos Buzelin. Produção fonográfica: Viola Urbana Produções - João Araújo; compilação: Authentic Multimidia - Nivia Queiroz; remasterização: Sonhos & Sons; concepção do projeto gráfico: Cappo Fontana e finalização: Adriano Alves. Apoio: Fundação Clóvis Salgado.
Os convites para o lançamento podem ser retirados, gratuitamente na Bilheteria do Palácio das Artes, sob a solicitação de tickets para o Concerto de premiação do 4º Concurso de Canto Jovens Solistas. Serão disponibilizados 2 (dois) pares de convite por pessoa, a partir do dia 24 de setembro.

A obra “Memória Maria Helena Buzelin” não será comercializada. Os mil exemplares serão distribuídos entre pinacotecas, bibliotecas, museus, estudantes, profissionais, e instituições relacionadas ao gênero musical e trajetória da cantora.
No entanto, 100 exemplares serão sorteados para o público do evento do dia 26 de setembro. Oportunidade muito especial para aquisição deste importante documento.
Informações adicionais: (31) 3296-3307.

Maria Helena cultuou a arte do canto com
dedicação e amor, buscando, antes de tudo,
alcançar o máximo de perfeição. Suas
interpretações constituem um acervo precioso. Sua
sensibilidade, sua técnica e a exuberância e beleza
de sua voz merecem ser lembradas pelos que
admiram essa maravilhosa arte. Lançamos assim o
Projeto Memória Maria Helena Buzelin,
objetivando tornar acessível a todos tão
importante legado.”

DALNIO STARLING
(viúvo de Maria Helena e idealizador do projeto)

ROTEIRO FONOGRÁFICO  “MEMÓRIA MARIA HELENA BUZELIN”
Disco A - Compositores Clássicos
1.    W.A. Mozart –Moteto  Exultate Jubilate- (Orquestra do Teatro Nacional de Brasília- Regente Emílio de Cesar)
2.    C. Monteverdi- Lasciate mi morire - (Ariana) - (Claudia Morena - Piano)
3.    G. Pergolesi - Vidit Suum  - (Stabat Mater) - (Claudia Morena - Piano)
4.    G. Pergolesi - Se  Tu M'ami - (Orquestra Regente Leo Perachi )
5.    G. Pergolesi - Cujus Animam - (Stabat Mater) - (Orquestra Sinfônica Nacional da Rádio MEC - Regente Alceu Bochino)
6.    G. Pergolesi - Vidit Suum - (Stabat Mater) - Orquestra Sinfônica Nacional da Rádio MEC - Regente Alceu Bochino)
7.    G. Haendel - O! Had I Jubals Lyre - (Claudia Morena - Piano)
8.    G. Paisiello - Nel Cor Più Non Mi Sento - (Claudia Morena – Piano) 
9.    L. Van Beethoven -  A! Perfido - (Claudia Morena - Piano)
10. Padre José Maurício –Et Incarnatus- (Missa Solene ) - (Orquestra Sinfônica de São Paulo - Regente Eleazar de Carvalho )
11. G. Rossini – Oh! Salutaris -(Pequena Missa Solene) - (Hermelindo Castello Branco - Piano )


Disco B - Compositores Românticos
Siete Canciones Populares Españolas
1.    El  Paño Moruño
2.    Seguidilla Murciana
3.    Asturiana
4.    Jota
5.    Nana
6.    Canción
7.    Polo
Manuel de Falla – (Willian Naboré – Piano)
8.    Romance – Claude Debussy - (Claudia Morena – Piano)
9.    Mandoline – Claude Debussy – (Claudia Morena – Piano)
10. Zueignung – Richard Strauss – (Claudia Morena – Piano)
11. Cäcilie – Richard Strauss – (Claudia Morena – Piano)
12.  Com Amores La Mi Madre – Fernando Obradors – (Claudia Morena- Piano)
13.  Al Amor – Fernando Obradors – (Claudia Morena – Piano)
14.  Aprés un Rêve – G. Fauré – (Claudia Morena – Piano)
15.  Hymne – G. Fauré – (Claudia Morena – Piano)
16.  Storne Latrice – Otorino Respighi – (Claudia Morena – Piano)
17.  Widmung – R. Schumann  -  (Claudia Morena – Piano)
18. Stil Wie Die Nacht – Carl Bohm – (Hermelindo Castello Branco – Piano)
19. Ombra di Nube – Licinio Refice – (Claudia Morena – Piano)
20. Ave Maria – C.Gounod –  (Renata T. Cox – Piano)
I Canti de La Sera
21. L’Assiolo Canta
22. Alba di luna Sul Bosco
23. Tristezza Crepuscolare
24. L’Incontro
Francesco Santo Liquido -  (Hermelindo   Castello Branco – Piano)
25. Les Filles de Cadix -  Leo Delibes – (Orquestra da Rádio Nacional do Rio de Janeiro – Regente Leo Perachi)


Disco C - Músicas Líricas (Árias)

1.    Michiamano Mimi (Bohème) – G. Puccini – (Orquestra do Teatro Municipal do Rio de    Janeiro – Regente Santiago Guerra)
2.    Addio Senza Rancore (Bohème) – G. Puccini – (Orquestra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro – Regente Santiago Guerra)
3.    Um Bel Di Vedremo (Madame Butterfly) – G. Puccini – (Orquestra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro – Regente Santiago Guerra)
4.    Tu Tu (Madame Butterfly) – G. Puccini – (Orquestra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro – Regente Santiago Guerra)
5.    Visci D’Art (Tosca) - G. Puccini – (Claudia Morena – Piano)
6.    Ah! Force Lui (Traviata) – G.Verdi – (Orquestra Sinfônica de Minas Gerais - Regente Sérgio Magnani)
7.    Sempre Líbera (Traviata) - G. Verdi – (Orquestra Sinfônica de Minas Gerais – Regente Sérgio Magnani – Tenor João Alberto Persson)
8.    Addio Del Pasato (Traviata) - G. Verdi – (Orquestra Sinfônica de Minas Gerais – Regente Sérgio Magnani)
9.    Ária di  Nedda  (Pagliacci) – Rudggero Leon Cavallo – (Orquestra Sinfônica de Minas Gerais – Regente Santiago Guerra)
10. Ária das Jóias (Fausto) – C. Gounod –(Orquestra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro – Regente Jacques Pernoo)
11. Ária di Michaella (Carmen) – G. Bizet -  (Orquestra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro – Regente Henrique Morelembäum)
12. Polaca (Guarani) - Carlos Gomes – (Renata T. Cox – Piano)
13. Come Serenamente Il Mar (Lo Schiavo) -  Carlos Gomes - (Hermelindo Castello Branco – Piano)
14. Come Escollo (Cosi Fan Tuti) – W.A. Mozart – (Hermelindo Castello Branco – Piano)
15. Ebben N’Andró Lontana (La Wally) – Alfredo Catalani –(Hermelindo Castello Branco  - Piano)
16. Ária de Cacilda (Os Doidos  Fingidos de Amor) -  Bernardo J. de Souza Queirós – (Orquestra Sinfônica  Nacional da Rádio MEC -  Regente  Alceu Bochino)
                      Disco D - Músicas Líricas (Duetos)
1.    Dueto com Pinkerton (Butterfly) - G. Puccini - (Pinkerton: Tenor Zaccaria Marques - Orquestra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro – Regente Santiago Guerra)
2.    Dueto com Sharpless (Butterfly) – G. Puccini – (Sharpless: Barítono Nelson Portela. Orquestra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro – Regente Santiago Guerra)
3.    Dueto com Suzuki (Butterfly) – G. Puccini – (Suzuki: Soprano Carmen Pimentel. Orquestra do  Teatro Municipal do Rio de Janeiro – Regente Santiago Guerra)
4.    Dueto com Giorgio Germont (Traviata)-G. Verdi – (Giorgio Germont: Barítono Constanzo Maschite. Orquestra Sinfônica de Minas Gerais –Regente Sérgio Magnani)
5.    Dueto com Silvio (Pagliacci) – R. Leon Cavallo – (Silvio: Barítono Ricardo Vilas. Orquestra Sinfônica de Minas Gerais – Regente Santiago Guerra)
6.    Dueto com Fausto (Fausto) – C. Gounod – (Fausto: Tenor Michel Caron. Orquestra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro – Regente Jacques Pernoo) 
              Disco E - Músicas Brasileiras
1.    Bachianas Brasileiras Nº 5 - Heitor Villa Lobos-(Wiillian Naboré-Piano)
2.    Canção do Poeta do Século XVIII- Heitor Villa Lobos-(Francisco Buzelin - Piano)
3.    Nhapopê - Heitor Villa Lobos-(Willian Naboré-Piano)
4.    Lundu da Marquesa de Santos - Heitor Villa Lobos- (Orquestra da Rádio Nacional do Rio de Janeiro-Regente Leo Perachi)
5.    Medroso de Amor- Alberto Nepomuceno - (Orquestra Sinfônica Nacional da Rádio MEC - Regente Alceu Bochino)
6.    Coração Indeciso-Alberto Nepomuceno-(Orquestra Sinfônica Nacional da Rádio MEC-Regente Alceu Bochino)
7.    Trovas - Alberto Nepomuceno-(Orquestra Sinfônica Nacional da Rádio MEC-Regente Alceu Bochino)
8.    Cantigas - Alberto Nepomuceno -(Orquestra Sinfônica Nacional da Rádio MEC - Regente Alceu Bochino)
9.    Cantilena-Alberto Nepomuceno-(Orquestra Sinfônica Nacional da Rádio MEC-Regente Alceu Bochino)
10. A Jangada-Alberto Nepomuceno-(Orquestra Sinfônica Nacional da Rádio MEC-Regente Alceu Bochino)
11. Uirapuru - Waldemar Henrique -(Francisco Buzelin - Piano)
12. Hei de seguir teus passos - Waldemar Henrique - (Francisco Buzelin - Piano)
13. Passarinho está cantando - Francisco Mignone - (Francisco Buzelin - Piano)
14. Carnaval - Heckel Tavares- (Cláudia Morena - Piano)
15. Minha Terra Tem - Iseu Salerno -(Francisco Buzelin - Piano)                                
16. Ternura - Francisco Buzelin - (Francisco Buzelin - Piano)
17. Moreninha Brejeira - Francisco Buzelin-(Francisco Buzelin - Piano)
18. Praça XV - Francisco Buzelin - (Francisco Buzelin - Piano)
19. Maria-  J.Araújo Viana - (Francisco Buzelin - Piano)
20. Serenata - Pedro de Castro - (Francisco Buzelin - Piano)
                       21. Meus Pecados - Camargo Guarnieri -(Francisco Buzelin - Piano)
22. Por Que - Camargo Guarnieri - (Willian Naboré - Piano)
23. Toada - Frutuoso Viana - (Willian Naboré - Piano)
24. Praia Vermelha - Maria Helena Buzelin -(Francisco Buzelin - Piano)
25. Aboio-Ernani Braga - (Francisco Buzelin - Piano)
26. Maria Macambira - Babi de Oliveira -(Renata T. Cox- Piano)


Disco F  -  Entrevista de Maria Helena Buzelin a Lauro Gomes, na Rádio   MEC – Rio de Janeiro,  em 11 de abril de 1987.   

 “Aclamada pela voz nas vestes líricas, admirável atriz que encantou

plateias, aqui e no exterior.

Camerista, dominava partituras complexas, interpretando-as mediante

refinado bel-canto.
Porte encantador, suavidade e carismático magnetismo, alguns dos
seus atributos reiteradamente ovacionados.
Viveu para a música. Estudiosa e culta, angariou o respeito e a admiração
dos colegas, do público e da crítica.
Sem pretensões, ostentou elevado cetro artístico, com reverência e delicadeza.
Cativante, amealhou amigos e a simpatia de todos os que a conheceram,
ou com ela conviveram humana e artisticamente.
Mas, para mim, a irmã, o ser virtuoso e bom, superam a cantora!
Deixam no meu coração o pulsar do fraterno amor, de imorredoura
saudade!
Maria Helena Buzelin, de tantos personagens, desde a minha infância
será eternamente a “Neneca” que jamais haverá de morrer...”
CARLOS BUZELIN


Nenhum comentário: