21 de nov de 2012

LYA LUFT LANÇA "O TIGRE NA SOMBRA", EM BH

 O Sempre Um Papo recebe a escritora Lya Luft para o debate e o lançamento do livro “O Tigre na Sombra” (Ed. Record). O novo romance explora a história da menina Dolores, filha mais nova de uma mãe amarga e um pai dócil, que nasceu com uma perna mais curta do que a outra. A deficiência faz com que a criança cresça solitária, convivendo com a indiferença da mãe. O evento ocorre no dia 27 de novembro, terça-feira, às 19h30, no Auditório da Cemig (Av. Barbacena, 1200).
Neste impactante livro, Lya Luft retorna ao romance, para alegria de seus leitores. Seu último livro de ficção foram os contos de “O Silêncio dos Amantes”, de 2008, que virou peça de teatro com enorme sucesso.
O “Tigre Na Sombra” é um romance impactante no qual Lya Luft de maneira surpreendente cria um universo de mistério, magia e dramas humanos muito reais, com os quais qualquer leitor é capaz de se identificar e se emocionar. Apresentando personagens marcantes e um final completamente inesperado, a veterana Lya Luft consegue aqui se renovar mantendo intacta sua magistral capacidade de contar histórias.
Lya Luft começou sua carreira literária em 1980, aos 41 anos, com a publicação do romance As parceiras, seguido por A asa esquerda do anjo (1981), Reunião de família (1982), Mulher no palco (1984), O quarto fechado (1984), Exílio (1987), O lado fatal (1988), A sentinela (1994), O rio do meio (1996, Prêmio da Associação Paulista de Críticos de Artes), Secreta mirada (1997), O ponto cego (1999), Histórias do tempo (2000), Mar de dentro (2002), Perdas & Ganhos (2003), Pensar é transgredir (2004) e, no mesmo ano, Histórias de Bruxa Boa, sua estréia na literatura infantil, tema que retornaria em 2007 com A volta da Bruxa Boa. Em 2005, publicou o volume de poesias Para não dizer adeus e, em 2006, a reunião de crônicas Em outras palavras. Em 2008, após quase uma década afastada da ficção, Lya retorna ao gênero com O silêncio dos amantes. Formada em letras anglo-germânicas e com mestrados em Literatura Brasileira e Lingüística Aplicada, Lya trabalha desde os 20 anos como tradutora de alemão e inglês, e já verteu para o português obras de autores consagrados, como Virginia Woolf, Günter Grass, Thomas Mann e Doris Lessing, além de ter recebido o prêmio União Latina de melhor tradução técnica e científica em 2001 pela tradução de Lete: Arte e crítica do esquecimento, de Harald Weinrich. Desde 2004, assina a coluna Ponto de vista, da revista Veja.
Sempre Um Papo com Lya Luft
Data: 27 de novembro, terça-feira, às 19h30
Local: Auditório da Cemig (Av. Barbacena, 1200)
Informações: 31 3261.1501 – sempreumpapo.com.br

Nenhum comentário: