27 de nov de 2012

MORRE CHANINA


Lamentavel perda: morreu nesta madrugada, aos 85 anos de idade, o grande artista Chanina.
Doente há mais de um ano, com hérnia que lhe trouxe complicações pós cirúrgicas. Internado, sofreu infecção generalizada. e derrame.
Da Escola Guignard para a respeitabilidade de uma arte própria, um polônês "brasileiro", "mineiro", "belo-horizontino", universal, que nos presenteou com sua arte.  
"Natural da Polônia, onde nasceu em 1927, Chanina emigrou para Belo Horizonte, com seus pais, aos nove anos de idade. Considerado um dos mais representativos artistas da chamada Geração Guignard - Em 1946 ele ingressaria na escola de arte então dirigida por Guignard na capital mineira -, tal pintor há muito ocupa o lugar que é o dele na história da arte em Minas Gerais.
Marcada por intenso colorismo e apoiada numa visão poético-onírica em que a fantasia e a criatividade formam a tônica dominante, sua obra inclui temas como paisagens, figuras, palhaços, cavalos, abstrações, retratos e outros mais. No entanto, as mulheres - apontadas pelo crítico Frederico Moraes como "as mais fascinantes de toda a pintura brasileira" - ocupam lugar especial.
Tais informações, além de outras obras de cunho biográfico e artístico, acompanhadas da fortuna crítica do pintor e da reprodução em cores de mais de 300 quadros, poderão ser encontradas no livro Chanina: arte e trajetória, de autoria de Renato Sampaio, publicado em julho de 2003, em Belo Horizonte, pela Rona Editora." (www.chanina.com.br)



23 de nov de 2012

MARISA, UMA VERDADE

(foto Márcia Francisco)
Um show maravilhoso, que traz ao palco Marisa terna e forte, mãe e mulher, com voz e recados de leveza, elegância, delicadeza. Músicos maravilhosos, banda, cordas que rasgam a alma, de tão bem casadas às melodias. Luxo de ter Dadi e os "meninos" do Nação Zumbi, aprender ou relembrar que Marisa compôs ECT com Nando Reis e Carlinhos Brown, tão consagrada na saudade de Cássia... tão mágica na interpretação de Marisa. O novo disco é maturidade que permite entrega e emoção...No decorrer do espetáculo, passear por sucessos eternos, lembrando a primeira vinda de Marisa em "Mais", na década de 80, tribalizar por aí, mergulhando neste infinito particular que sabe tão bem, mesclar, voz e instrumentos, presença de palco com luzes bem imaginadas, tão imaginárias e recursos visuais, íntegros, apropriados e devidamente creditados em ficha técnica e leitura pela própria Marisa, mencionando os artistals plásticos brasileiros envolvidos no processo. Marisa é palco interativo com links para pensamentos e redes virtuais sacramentadas na realidade que pede amor e gentilezas...Profeta lembrado, em suas tão bem ministradas aulas de "loucura" lúcida, "pintada de cinza" pour outros distantes da sua verdade. Cinza é preto no branco, que Marisa revela manualmente sob nossos olhos, desvendando essências e trilhando possibilidades. Nos bastidores, recebe flores do Governador e, meia hora antes dos espetáculo, solicita a possibilidade do agradecimento direto. É que para quem exercita o amor, sobe morros e desce rampas para desenhar seus sambas, já é sabido: "gentileza gera gentileza". "o que você quer saber de verdade?"

(por Márcia Francisco, com reverência de aprendiz,   acerca da estréia belo-horizontina de  "Verdade, uma ilusão", mais novo show da cantora Marisa Monte, em temporada na capital mineira e turnê nacional - em 23 de novembro de 2012)

21 de nov de 2012

LYA LUFT LANÇA "O TIGRE NA SOMBRA", EM BH

 O Sempre Um Papo recebe a escritora Lya Luft para o debate e o lançamento do livro “O Tigre na Sombra” (Ed. Record). O novo romance explora a história da menina Dolores, filha mais nova de uma mãe amarga e um pai dócil, que nasceu com uma perna mais curta do que a outra. A deficiência faz com que a criança cresça solitária, convivendo com a indiferença da mãe. O evento ocorre no dia 27 de novembro, terça-feira, às 19h30, no Auditório da Cemig (Av. Barbacena, 1200).
Neste impactante livro, Lya Luft retorna ao romance, para alegria de seus leitores. Seu último livro de ficção foram os contos de “O Silêncio dos Amantes”, de 2008, que virou peça de teatro com enorme sucesso.
O “Tigre Na Sombra” é um romance impactante no qual Lya Luft de maneira surpreendente cria um universo de mistério, magia e dramas humanos muito reais, com os quais qualquer leitor é capaz de se identificar e se emocionar. Apresentando personagens marcantes e um final completamente inesperado, a veterana Lya Luft consegue aqui se renovar mantendo intacta sua magistral capacidade de contar histórias.
Lya Luft começou sua carreira literária em 1980, aos 41 anos, com a publicação do romance As parceiras, seguido por A asa esquerda do anjo (1981), Reunião de família (1982), Mulher no palco (1984), O quarto fechado (1984), Exílio (1987), O lado fatal (1988), A sentinela (1994), O rio do meio (1996, Prêmio da Associação Paulista de Críticos de Artes), Secreta mirada (1997), O ponto cego (1999), Histórias do tempo (2000), Mar de dentro (2002), Perdas & Ganhos (2003), Pensar é transgredir (2004) e, no mesmo ano, Histórias de Bruxa Boa, sua estréia na literatura infantil, tema que retornaria em 2007 com A volta da Bruxa Boa. Em 2005, publicou o volume de poesias Para não dizer adeus e, em 2006, a reunião de crônicas Em outras palavras. Em 2008, após quase uma década afastada da ficção, Lya retorna ao gênero com O silêncio dos amantes. Formada em letras anglo-germânicas e com mestrados em Literatura Brasileira e Lingüística Aplicada, Lya trabalha desde os 20 anos como tradutora de alemão e inglês, e já verteu para o português obras de autores consagrados, como Virginia Woolf, Günter Grass, Thomas Mann e Doris Lessing, além de ter recebido o prêmio União Latina de melhor tradução técnica e científica em 2001 pela tradução de Lete: Arte e crítica do esquecimento, de Harald Weinrich. Desde 2004, assina a coluna Ponto de vista, da revista Veja.
Sempre Um Papo com Lya Luft
Data: 27 de novembro, terça-feira, às 19h30
Local: Auditório da Cemig (Av. Barbacena, 1200)
Informações: 31 3261.1501 – sempreumpapo.com.br

Fundação Municipal de Cultura cria Centro de Referência da Moda

(foto: Miguel Aun)
 A partir do dia 21 de novembro, o Centro de Referência da Moda está aberto à visitação e recebe a sua primeira exposição intitulada “A Fala das Roupas”, uma amostra de seu amplo e diversificado acervo. O novo espaço criado pela Fundação Municipal de Cultura está instalado no Centro de Cultura Belo Horizonte e reunirá desde luxuosos vestidos de gala, fraques e finas lingeries, até extravagantes chapéus, trousses, luvas e outros acessórios, itens vindos da Coleção Vestuário do Museu Histórico Abílio Barreto (MHAB).
Para marcar a abertura do Centro, na última semana de novembro, acontece o I Seminário do Centro de Referência da Moda com três dias dedicados ao tema: Memória, Negócios da Moda e Criação e Desenvolvimento. O evento contará com a participação de palestrantes renomados, como João Braga (historiador de moda); Maria Prata (diretora de redação da Harper's Bazaar Brasil); Astrid Façanha (professora da Faculdade Santa Marcelina e gerente geral da Netshoes); Maria Tereza Leal (fundadora da Coopa-Roca); Vera Lima (criadora do acervo de moda do Museu Histórico Nacional); Mary Arantes (da Mary Design) e Tereza Santos (estilista mineira). As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pessoalmente até o dia 22, das 10h às 17h, no CCBH, que fica na Rua da Bahia, 1149, esquina com Av. Augusto de Lima e também no MHAB, situado na Av. Prudente de Morais, 202

A Fala das Roupas
Horário de visitação: de segunda a sexta, das 10h às 18h
Centro de Cultura Belo Horizonte – Rua da Bahia, 1149, Centro
Informações: (31) 3277-4384

I Seminário do Centro de Referência da Moda
Dia 27, das 14h às 19h
Memória
Vera Lima: O acervo de trajes do Museu Histórico Nacional
João Braga: Visão da História da Moda brasileira no período de 1897 a 1980
Soraya Coppola: Restauração e conservação de tecidos e trajes
Dia 28, das 14h às 19h
Negócios da Moda
Terezinha Santos e Tereza Cristina Hohs: Negócios da Moda
Omar Hamdam: Fashion City - o novo empreendimento da Moda
Maria Tereza Leal: Coopa-Roca, uma cooperativa vitoriosa
Astrid Façanha: O futuro das lojas físicas em vista do desenvolvimento das lojas virtuais
Dia 29, das 9h às 12h50
Criação e Desenvolvimento
Mary Arantes: A Poesia da criação
Andrea Marques: Tendências não são imposições; como pensar a cartela de cores, as estampas e a silhueta de cada estação
Maria Prata : O papel do passado na Moda do futuro

CIRO GOMES EM BH


O ex-ministro da Fazenda e ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, é o convidado da reunião de amanhã, às 9 horas, na Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH).
Durante o encontro, Ciro Gomes fará palestra com o tema “Brasil em Perspectiva”. O evento contará com a participação de diversos políticos mineiros, entre eles o prefeito Marcio Lacerda.



11ª MINAS TREND PREVIEW

SAIBA TUDO:


13 de nov de 2012

RECUERDOS DE UNA VIDA

Acontece nos dias 22, 23 e 24 de novembro, quinta-feira a sábado, 21h30, no Espaço Cultural Pátio Espanhol (Avenida do Contorno, 4035 – São Lucas - esquina com Av. Carandaí / BH – MG), o espetáculo “Recuerdos de una Vida”: uma história bailada “al compás del flamenco” que retrata de forma emocionante três momentos de uma vida: a alegria dos sonhos, a dor das perdas e a vitória da superação e recomeço. A história é contada através da música e da dança flamenca, trazendo os mais puros e genuínos sentimentos. Tempo de nascer! Tempo de celebrar a vida e de se entregar à juventude. Tempo de perder. Tempo de sofrer e de se remoer na dor. Tempo de renascer! Superar as dores da vida e se entregar ao tempo!

A Companhia Pátio Espanhol, dirigida pela bailaora Elisa Soares, nasceu em agosto de 2011, a partir do desejo de difundir a arte flamenca através de apresentações por todo Brasil. Na trajetória da Companhia, neste primeiro ano de vida, apresentações em festas, festivais e projetos culturais em Minas Gerais, entre eles: Projeto Plataforma da Arte SESC/MG, Festival Gastronômico de Brumadinho/MG, ASTTTER Associação dos Servidores do Tribunal do Trabalho da Terceira Região, Corrida da Longevidade e Festival de Inverno de Congonhas/MG. Integram o elenco:Alessandra Miranda, Aline Coelho, Ana Cristina Carmo, Ana Pires, Danielli Dias, Jessica Walter, Liliane Colen, Lorena Mercês, Luciana Soares, Renata Furtado e Thaís Maia.
Elisa Soares: Professora, bailarina, coreógrafa e diretora artística da Companhia Pátio Espanhol e de flamenco. Especializou-se com grandes nomes nacionais e internacionais do flamenco atual. Psicóloga, coloca como prioridade elevar a autoestima e autoconfiança, motivar e trabalhar a qualidade das relações, considerando o potencial de cada um. Elisa é a idealizadora do Pátio Espanhol – Gastronomia, Cultura & Escola de Dança, inaugurado em Agosto de 2011. A realização de um sonho. Um espaço em Belo Horizonte especialmente criado para a apreciação da cultura espanhola e da arte flamenca!

RECUERDOS DE UNA VIDA
FICHA TÉCNICA
Direção Geral e Concepção de Espetáculo: Elisa Soares
Direção Artística e Solistas: Elisa Soares e Ana Pires
Toque e Direção Musical: Micael Pancrácio
Cante (Espetaculos de Novembro): Carol Romano
Bailaoras: Elisa Soares, Ana Pires, Alessandra Miranda,
Aline Coelho, Ana Carmo, Danielli Dias, Jessica Walter,
Liliane Colen, Lorena Mercês, Luciana Soares,
Renata Furtado, Thaís Maia
Fotografia: Natália Nunes
Figurino: Valma Alves, Flamenco Riatitá, Flamenco Molina

Reservas e informações adicionais: (31) 3324-4035/9809-5955
CONHEÇA:
www.patioespanhol.com.br


PADRE FERNANDO LOPES LANÇA SEU PRIMEIRO CD

(FOTO: MARIANGELA CHIARI)

Será no dia 13 de novembro, terça-feira, a partir das 19h, na Livraria Leitura BH Shopping (3º piso), a noite de autógrafos e lançamento do CD "Rastro de Luz", do Padre Fernando Lopes. No ano em que celebra 15 anos de vida sacerdotal, Padre Fernando fortalece sua missão e exercício constante de evangelizar através da música, através deste registro fonográfico. Pároco Paróquia Santo Inácio de Loyola (Bairro Cidade Jardim, BH/MG), há 14 anos; Coordenador da Rede Catedral de Comunicação Católica e Coordenador da campanha Faço Parte da Arquidiocese de Belo Horizonte, Padre Fernando Lopes apresenta em "Rastro de Luz", composições próprias e parcerias que evocam a luz amorosa divina que se propaga e se comunica, gerando alegria, saúde, paz e harmonia. Ao lado do aspecto religioso, cuidadosa expressão artística para apreciação do público geral.

RASTRO DE LUZ
(por Padre Fernando Lopes)
"Sempre considerei e utilizei a música como importante instrumento de evangelização, em minha vida sacerdotal. Desde jovem, trago escritos e poemas, muitos deles 'transformados' em música. A principio, nunca havia pensado em registrar esses trabalhos em CD, mas com o estimulo constante de amigos, fui me convencendo deste outro horizonte evangelizador, sem nunca abrir mao de outras tantas atuaçoes como sacerdote. No período em que passei a refletir mais serenamente sobre esta questão - já determinado em meu sacerdócio e não me vendo um padre cantor, mas, como alguém que lança mão da música para ampliar a evangelizaçao.

O fio condutor escolhido para contemplar um conjunto de poemas meus, girou em torno da temática da Luz. Todos nós somos filhos da Luz, ou seja de Deus. Deus é luz amorosa que se propaga, se comunica, gerando alegria, saúde, paz, harmonia. Ele mesmo, um dia afirmou para nos que Ele é o caminho. Seguindo seu rastro de amor, seremos também homens e mulheres que deixaremos rastros na história, de tal forma que outros possam mirar nossos bons exemplos. A luz nunca procede de nós, somos instrumentos dela, para que na liberdade possamos sempre colaborar com o bem comum, com a Paz. Diante de tantos de amigos, paroquianos que ao terem contato comigo me recordavam desta luz em mim, pensei em relembrar a todos que temos a luz de Deus em nós e por isso, temos o poder de dissipar todas as trevas que por vezes nos assombram e nos entristecem. Basta ter fé e agirmos na direção desta luz, com sabedoria e determinação.

As letras deste CD inaugural falam, também, da minha vocação, meus sonhos, minhas percepções, inquietações humanas presentes nas diversas fases de minha vida.

As músicas refletem, pois, minha vocação ao sacerdócio, minha felicidade e alegria em servir a esta causa tão nobre, e mostra ainda as mudanças indispensáveis que passamos em nossas vidas para que possamos nos configurar com a Sagrada Face de Deus.
'Rastro de luz', com 5 faixas, proporcionou viabilidade de produção, dentro das minhas possibilidades financeiras reais e permitirá que pelo menor número de canções, as composições possam ser melhor comtempladas pelos ouvintes." (Padre Fernando Lopes)

Gravado nos Estúdios Bemol (BH/MG), entre fevereiro em março de 2012, o disco tem produção independente e traz 5 faixas, com origem em poemas feitos pelo padre, antes e após sua ordenação, que ganharam melodias e tornaram-se cantos. A escolha do Padre em apresentar 5 músicas, fez com que o disco se tornasse uma realidade acessível às possibilidades e investimentos financeiros do pároco, que contou com apoio de particulares que já conheciam e acreditavam neste trabalho de evangelização pela música, há muito realizado por ele. Além das composições apresentadas, já existem outras, aguardando patrocínio para um próximo disco.

O repertório traz: Magia do Amor (Padre Fernando Lopes/Rogério D'Avila), O chamado (Padre Fernando Lopes/Rogério D'Avila), Rastro de Luz )Padre Fernando Lopes/Rodrigo Grecco), Sagrada Face (Padre Fernando Lopes/Adelso Freire) e Vai (Padre Fernando Lopes/Rogério D'Avila).

"Rastro de Luz" traz produção executiva de Saulo Sabino, capa de Júlio Corradi, arte final de Beatriz Marinho e fotografias de Mariângela Chiari e Andréa Lopes (paisagens).

PADRE FERNANDO LOPES
Natural de Jequeri/MG, Padre Fernando Lopes teve como uma de suas primeiras expressões participativas nas celebrações em sua infância e adolescência, fazer leituras bíblicas nas celebrações e cantar era sua alegria. Na adolescência e juventude, foi criando gosto pela escrita de poemas, que continham reflexões e pensamentos. Talvez fossem as primeiras expressões relacionadas à futura vida sacerdotal.

Oriundo de família interiorana e simples. Convivendo com pais, avós, irmãos e com a comunidade Fernando Lopes aprendeu que ser membro da Igreja é ter uma vida pautada em muita oração e envolvimento social. Seus pais e avós sempre foram atuantes na Conferência São Vicente de Paulo que salva, através da solidariedade, muitos irmãos carentes e miseráveis.

Aos 18 anos, enquanto fazia curso de Técnico Metalúrgico em Ouro Preto, sentiu um forte apelo em ser padre, principalmente por ver tantos jovens de sua minha idade se perdendo no uso de drogas, numa vida cheia de futilidades e banalidades, como constatou.

Com o apoio familiar iniciou seus estudos em preparação ao Sacerdócio na Congregação Salesiana e, há 15 anos, foi ordenado na Cidade de Jequeri, MG, pelo Cardeal Dom Serafim Fernandes de Oliveira e com a presença do bispo auxiliar Dom Décio Zandonadi. Os estudos acadêmicos aconteceram na Puc Minas e no Instituto Santo Tomás de Aquino (ISTA).

Antes de sua ordenação fez o curso de Letras na Puc Minas e exerceu um trabalho pastoral no CESAM (Centro Salesiano do Menor), em 1981; em 1982, fez o Noviciado Salesiano na cidade de Barbacena e atuou no trabalho pastoral com crianças e jovens carentes no Oratório Festivo de Dom Bosco; em 1985, no período que cursou Filosofia, atuou pastoralmente na Paróquia Cristo Luz dos Povos BH; em 1986, fez estágio pastoral em Cachoeira do Campo (MG) e trabalhou com internato de Crianças carentes; em 1987, fez estágio Pastoral em Resende (RJ) e trabalhou assessorando a Pastoral da Juventude na Diocese de Volta Redonda (RJ); em 1990- Trabalhou na Paróquia Santa Maria Mãe de Deus, no bairro União (BH). Neste período trabalhou como professor no Colégio Marista, Dom Silvério; de 1995 a 2005, coordenou a Pastoral da Juventude na Arquidiocese de Belo Horizonte. Há 14 anos é pároco Paróquia Santo Inácio de Loyola; Coordenador da Rede Catedral de Comunicação Católica e Coordenador da Campanha Faço Parte. Utilizando a música como um instrumento de evangelização, Padre Fernando prossegue sua missão sacerdotal e lança, em 2012, o CD "Rastro de Luz".

Os discos já se encontram à venda na Paróquia Santo Inácio de Loyola, Lojas Mãe da Igreja (Centro e Lourdes), Lojas Paulinas (Centro e Funcionários) e Leitura BH Shopping.

No dia do evento, o CD será comercializado à R$15,00.
Na mesma data, entra no ar o site: