6 de jun de 2012

X FESTANÇA JUNINA BENEFICENTE



com entrada franca, a tradicional festa junina vai esquentar BH, no dia 16


O 1º Ato Centro de Dança, a Cultura Inglesa e a Escola Estadual Dona Augusta Gonçalves Nogueira realizam no dia 16 de junho, sábado, das 17h às 23h, na Rua Bernardo Mascarenhas (entre Ruas Herculano César e Carvalho de Almeida) – Cidade Jardim – BH - MG, a X FESTANÇA JUNINA BENEFICENTE. O evento, que já faz parte do calendário da cidade, reproduz as delícias de uma festa junina tradicional e reúne público em confraternizações deliciosas, junto à barraquinhas, comida, bebida, brincadeiras infantis e de rua e muita quadrilha boa! A festa conta com parceiros cativos, por exemplo, o churrasco fica a cargo do Tudo no Espeto. No evento é realizado o Concurso “Jeca do Ano”, que escolhe a fantasia junina mais original e criativa. Toda a renda da festança é doada para o Projeto Social "Reinventando a Escola" - Escola Estadual Dona Augusta - Barragem Santa Lúcia – BH/MG.

O aspecto beneficente é contemplado com antecedência: no ano em que a Festança comemora sua décima edição, haverá venda prévia dos jogos dominó, memória e dama, confeccionados artesanalmente, em tecido e papel, pela figurinista do Primeiro Ato, Edinara Botrel. A aquisição de cada jogo, por apenas R$12,00 (doze reais), dá direito a uma cartela para sorteio, durante a festa, de uma bolsa semestral para o Primeiro Ato ou para a Cultura Inglesa! Para adquirir jogos e cartela, basta dirigir-se a qualquer uma das unidades da Cultura Inglesa ou do Primeiro Ato. A renda da venda dos jogos também terá o mesmo destino: o Projeto Social “Reinventando a Escola”.
A entrada da Festança é livre.
Informações adicionais: (31) 32964848

O PROJETO REINVENTANDO NA ESCOLA INCLUI O “DANÇANDO NA ESCOLA” – PROJETO DO GRUPO DE DANÇA PRIMEIRO ATO, REALIZADO COM AS CRIANÇAS DA ESCOLA DONA AUGUSTA:“Dançando na Escola” consiste em usar a dança como um instrumento de reintegração de meninos e meninas vitimas da violência, da fome, da exclusão social e econômica. Aposta na sensibilização artística e na disciplina da dança como fontes de auto-conhecimento e melhoria da auto-estima dos alunos, acreditando na dança como uma grande aliada na formação e no ensino pedagógico de uma criança. O projeto e propõe a formar indivíduos-cidadãos seguros e sensibiliza dos, preparados para a integração social e para o mercado de trabalho. Através da dança, trabalhamos a formação técnica e artística do aluno, o desenvolvimento de sua auto estima, o conhecimento do seu corpo, a sensibilidade artística e, principalmente, a disciplina e o limite, pré-condições para relacionamentos saudáveis e um posicionamento seguro diante da vida.
"Dançando na Escola" oferece um currículo que abrange dança prática e teórica , musica lida de e ritmo, expressão corporal e investigação coreográfica , visando sempre a criatividade, a individualidade e a liberdade de cada um, por meio de programas que contém conteúdos contínuos e crescentes, de acordo com a ida de e a maturidade de cada aluno. A pa rtir da importância das relações humanas em qualquer estrutura grupal e por isto ser fundamental para o bom desempenho do ser humano em qualquer área de atuação, pessoal ou profissional, trabalhamos a valorização do contato físico como elemento primordial, seja ele com o outro ou consigo mesmo, resgatando, através da técnica da dança, o relacionamento entre diferentes comunidades de uma sociedade. A técnica da dança não é um fim em si mesma, mas um recurso pedagógico no desenvolvimento integral do ser humano. Nesse sentido, são proposta s atividades nas quais, através do corpo e de seus movimentos, a criança e o adolescente experienciem novas possibilidades e consolidem suas aquisições. A aula possui uma estrutura e segue uma determinada rotina, embora o professor seja capaz de improvisar a partir da avaliação constante do envolvimento e prazer das crianças . Deve ser conduzida de uma maneira criativa e prazerosa, pois ser á responsável por despertar a paixão pela dança e sua possível continuidade.

Nenhum comentário: