8 de mai de 2012

ZÉ DA GUIOMAR

show de lançamento do CD “Samba Feiticeiro”
com participação especial das FORMOSAS


No dia 11 de maio, sexta-feira, às 22h, prepare-se para ouvir samba do bom e do bem!
O “Zé da Guiomar” faz show de lançamento do CD “Samba Feiticeiro”, terceiro do grupo, formado por Márcio Souza (vocal e violão), Valdênio (cavaquinho), Renato Carvalho (sax), Totove Ladeira (percussão), Analu (percussão) e Marcelim do Vale (percussão). O show conta com a participação especial das “Formosas” (Babaya, Lu Braga e Celinha Braga).
O evento acontece na área externa da Celinha Braga Oficina de Música (Av.Alfredo Camarate, 279 - Pampulha - BH – MG). A casa abre às 20h e os ingressos já estão à venda no local. Informações adicionais: 3441 3465.
ZÉ DA GUIOMAR E SEU “SAMBA FEITICEIRO”:
Formado por Márcio Souza (vocal e violão), Valdênio (cavaquinho), Renato Carvalho (sax), Totove Ladeira (percussão), Analu (percussão) e Marcelim do Vale (percussão), e tendo como músico convidado o trombonista Marcos Flávio, o ZÉ DA GUIOMAR se transformou em um dos campeões de público da noite de Belo Horizonte. A fórmula: um instrumental eficiente, arranjos criativos e um repertório cuidadosamente escolhido, que mescla temas próprios e clássicos de várias épocas e tendências. O grupo, que iniciou sua trajetória em 2000, tem como repertório o melhor do nosso samba com inserções na bossa nova. É um dos principais responsáveis pelo fortalecimento e renovação do samba na capital mineira. Agora chega ao mercado o CD “Samba Feiticeiro”, que é o terceiro capítulo de uma história discográfica iniciada em 2005, com o disco homônimo, e que teve em “O Samba Tá”, de 2008, seu segundo ato. Os dois discos anteriores se converteram em imediato sucesso de vendas para os padrões da cena independente e atualmente encontram-se esgotados.
Samba Feiticeiro mistura o acarajé com o pão de queijo mineiro e apresenta músicas inéditas de compositores bahianos além de algumas releituras criativas, em suas 13 faixas. Dos clássicos revisitados, temos compositores como Batatinha, Riachão, Roque Ferreira, Nelson Rufino, Edil Pacheco, Walmir Lima, Paulo César Pinheiro, Wilson das Neves e Seu Régis, além de compositores da nova geração, como Dú Marques e Pedrão. O disco se encerra com o clássico “Você já foi a Bahia?”, de Dorival Caymmi, citado em canções de Lenine e Caetano Veloso. O trabalho foi produzido pelo instrumentista e arranjador carioca Jayme Vignoli e conta com importantes participações de Wilson das Neves, Pedro Miranda, Walmir Lima, Edil Pacheco e As Formosas (Babaya, Celinha e Lu). Sem esquecer os talentos mineiros, também foram convidados os instrumentistas Pereira da Viola, Marcos Flávio, Thiago Delegado, Gustavo Monteiro, Juliana Perdigão, Robson Batata, Rafael Leite, Alexandre Batista, Agostinho Paoluci e Rodrigo Torino.
Seja para ouvir com atenção às entrelinhas e brilhos ocultos, seja para servir de peça de resistência sonora de encontros animados e regados a líquidos e papos animadores, o ZÉ DA GUIOMAR traz a simplicidade das idéias eficientes.

Nenhum comentário: