8 de jul de 2011

Luciano Corrêa e atletas minastenistas da Seleção Brasileira são atrações da VII Copa Minas de Judô


O campeão mundial e atleta da Seleção Brasileira Luciano Corrêa é uma das grandes atrações do Festival de Judô Professor Albano Pinto Corrêa Filho/ VII Copa Minas Tênis Clube, competição que começa neste sábado e vai até domingo (9 e 10/7) na Arena Vivo, no CTJK (Minas I), na rua da Bahia, 2244. Considerado como o maior evento competitivo do judô nacional, o Festival de Judô Professor Albano Pinto Corrêa Filho é realizado desde 2004.
A competição reunirá 1527 atletas de 107 diferentes entidades do Brasil, que serão divididos nas categorias Mirim, Infantil, Sub-13, Sub-15, Sub-17, Sub-20 e Sênior, no Masculino e Feminino. Desses, disputarão o Festival de Judô 285 atletas das categorias Mirim e Infantil. As demais classes, que contabilizam 1.242 judocas de Infanto a Sênior, competirão a Copa Minas. Seis áreas oficiais serão montadas para a disputa das provas.
Luciano Corrêa participou de todas as edições da Copa Minas e não esconde sua satisfação em disputar a competição. “Gosto muito da Copa Minas, por dois motivos: o primeiro é pelo fato de lutar em Belo Horizonte, já que temos poucas oportunidades de disputar competições de bom nível, como é o da Copa Minas, na cidade. A outra razão é o contato que as equipes de base têm com atletas já renomados e que nunca viram lutar”, destaca.
O atleta, que ficou cinco meses parado após uma lesão, afirma que esta edição será ainda mais importante para ele. “Esse ano vai ser ainda mais motivante. Depois da lesão, já disputei duas competições, mas é minha volta a competição aqui em Belo Horizonte. É muito bom poder contar com a torcida e lutar perto do técnico”, finaliza Luciano, que foi medalha de bronze nas etapas de São Paulo e de Miami da Copa do Mundo de Judô 2011.
Além dele, a competição contará ainda com o brilhantismo de outros atletas minastenistas e da Seleção Brasileira: Hugo Pessanha, Nacif Elias, Nathália Castelan, Daniel Santos e Alex Pombo, todos com grandes conquistas nas últimas competições como Grand Slam de Moscou, do Rio, Copa do Mundo de São Paulo, de Miami e outras. As judocas Ketleyn Quadros e Érika Miranda não lutarão, pois se recuperam de contusões.
O evento, que é comemorativo ao 50º aniversário da Federação Mineira de Judô (FMJ), superará em números a edição do ano passado, que recebeu cerca de 1200 judocas e já havia batido o recorde anterior. A grande campeã da sexta edição foi a Belo Dente/Minas.
O Festival de Judô Professor Albano Pinto Corrêa Filho também incentiva a solidariedade, uma vez que cada atleta inscrito deverá doar 1 kg de alimento não perecível no ato da pesagem. As doações serão encaminhadas para as instituições cadastradas no Programa Voluntariado do Minas.
A denominação do festival é uma homenagem ao mestre Albano, capitão da Polícia Militar e precursor do judô em Minas Gerais, nos anos 1940, quando também implantou a modalidade no Minas Tênis Clube.

Nenhum comentário: