29 de jan de 2011

Garcia Lorca Produções promove cursos para Espetáculos no Centro de Cultura Flamenca


Oficinas de Teatro com Odilon Esteves:
aos sábados

Bailes para participar do show da XX Romeria do Rocío, que se realizará no dia 02 de julho de 2011
Ballet clássico para postura com Noemi Gelape, no Centro de Cultura Flamenca
Horários:
terça e quinta: 17h Noemi Gelape Sevilhanas
terça e quinta: 18h30 Noemi Gelape Sevilhanas
terça e quinta: 19h30 Classe de Ballet Clássico

Atenção: Haverá audição para os espetáculos
Informações adicionais:(0xx31)99813046/25159279
(FOTO ACERVO GARCIA LORCA)

18 de jan de 2011

EM BH:29ª Bienal de São Paulo - Obras Selecionadas


Em janeiro, Belo Horizonte recebe um recorte de uma das mais representativas exposições de arte contemporânea mundial: a 29ª Bienal de São Paulo – Obras Selecionadas. A segunda maior bienal do mundo, que fica atrás apenas da Bienal de Veneza, escolheu os espaços da Fundação Clóvis Salgado em Belo Horizonte para abrir a itinerância da 29ª edição da mostra.
As obras selecionadas para a exposição em BH poderão ser vistas entre os dias 18 de janeiro e 20 de março, no Palácio das Artes e Centro de Arte Contemporânea e Fotografia. O público irá conferir os trabalhos de nomes como Jean-Luc Godard, Carlos Garaicoa, Gil Vicente, Hélio Oiticica, Lygia Pape e Matheus Rocha Pitta, entre muitos outros. No total, estão expostas cerca de 190 obras de 35 artistas artistas brasileiros e internacionais que discutem a ligação profunda entre arte e política. A curadoria da exposição é de Moacir dos Anjos e Agnaldo Faria.
A 29ª Bienal de São Paulo – Obras Selecionadas é fruto de uma realização conjunta da Fundação Clóvis Salgado e Fundação Bienal de São Paulo, com patrocínio nacional do Banco Itaú e Fiat. A FCS tem ainda o patrocínio local da OI e OI Futuro. A exposição irá ocupar galerias e espaços diversos do Palácio das Artes, como hall de entrada, passeio e Cine Humberto Mauro, além do Centro de Arte Contemporânea e Fotografia da FCS. A entrada é franca em todos os espaços e para a mostra de cinema.
Uma relação histórica
Desde sua abertura, nos anos 70, o Palácio das Artes tem uma filosofia que vai ao encontro do pensamento dos curadores da 29ª Bienal de São Paulo, que ancora seu trabalho na convicção de ser impossível separar arte e política. Nos anos de ferro da ditadura militar brasileira, em 1970, a Casa exipôs, em sua inauguração, a mostra Do Corpo à Terra, que tornou-se um dos principais marcos da cultura em Minas Gerais e do Brasil.
Com curadoria de Frederico de Morais, a exposição teve a presença de vários artistas que também foram selecionados para a 29ª Bienal de São Paulo, como Cildo Meireles, Artur Barrio, Nelson Leirner e Carlos Vergara.
Com a realização desse projeto em 2011, a Fundação Clóvis Salgado cumpre a maior missão que lhe cabe, que é oferecer ao público mineiro uma programação cultural de conteúdo inquestionável e diversificada.
Ação educativa
Para receber cada público da melhor maneira possível e potencializar o seu contato com as obras da exposição, Belo Horizonte vai contar com um serviço educativo cuidadosamente preparado pela 29ª Bienal de São Paulo. O objetivo é difundir a arte contemporânea para seus mais diversos públicos, passando a eles informações detalhadas sobre os trabalhos da 29ª Bienal, favorecendo o diálogo e estimulando as pessoas a construírem e acreditarem nas suas próprias percepções da arte. As informações sobre a ação educativa e o agendamento de atividades devem ser feitas pelos telefones 31 – 3236-7322 ou 31 – 3236-7389.(foto: divulgação)
Itinerância 29ª Bienal de São Paulo
18 de janeiro a 20 de março
terça-feira a sábado de 9h às 21h; domingo de 16h às 21h
Galeria Alberto da Veiga Guignard, Galeria Genesco Murta, Galeria Arlinda Corrêa Lima e no Centro de Arte Contemporânea e Fotografia
Entrada franca
Informações adicionais:(31)3236-7400

12 de jan de 2011



14ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES
A 14ª Mostra de Cinema de Tiradentes será realizada na cidade histórica entre os dias 21 e 29 de janeiro. Com recorde de filmes exibidos, Mostra Tiradentes discute a ‘Inquietação Política’ do cinema brasileiro. Abrindo calendário nacional de festivais brasileiros, mostra exibirá 134 filmes em 49 sessões gratuitas, receberá curadores internacionais e prestará homenagens ao ator Irandhir Santos e ao cineasta Paulo Cézar Saraceni. O cinema político brasileiro, não apenas em sua temática, mas também – e principalmente – em sua forma, será o foco das discussões na 14ª Mostra de Cinema de Tiradentes, que abre o calendário audiovisual brasileiro. Com 134 filmes brasileiros incluindo títulos selecionados para os festivais de Cannes, Berlim e Rotterdam – a Mostra Tiradentes apresenta o novíssimo cinema brasileiro e conta com a presença e participação de profissionais internacionais da Alemanha, EUA e curadores de festivais de Cannes, Locarno e Santa Maria da Feira.Ao todo são 30 longas em pré-estreias nacionais e mundiais, 104 curtas, 12 debates da série Encontro com a crítica, o diretor e o público, cinco debates temáticos com a participação de diretores como Cláudio Assis, Julio Bressane e Cacá Diegues, três lançamentos de livros e dois diálogos audiovisuais com a participação de profissionais do setor. Toda programação é oferecida gratuitamente ao público estimado em mais de 30 mil pessoas.
SAIBA TUDO: CLIQUE AQUI


PROGRAMAÇÃO COMPLETA: CLIQUE AQUI


VISITE: www.veraoarte.com.br

O MENINO POETA: espetáculo mistura poesia,
música e memórias de Belo Horizonte

Vinhetas originais da TV Itacolomi encantam a plateia em espetáculo com
autoria, direção, cenário e figurino de KALLUH ARAÚJO

O espetáculo musical infantil “O menino poeta” está em cartaz no Teatro Santo Agostinho em janeiro de 2011, durante a Campanha de Popularização do Teatro e da Dança. A peça consegue a proeza de misturar, harmonicamente, temas como a poesia de Henriqueta Lisboa, Jovem Guarda, TV Itacolomi e canções de alguns dos mais expressivos compositores mineiros da atualidade, como Vander Lee, Tizumba, Pedro Morais, Celso Adolfo, Kadu Vianna, Affonsinho, Erika Machado, Renegado, entre outros.
Estrelado pelos atores e cantores Thelmo Lins, Wagner Cosse, Isabella Michielini e os meninos Vinicius Carvalho e Matheus Corrêa, o espetáculo baseia-se nas reminiscências de Henriqueta Lisboa (a partir de seu livro “O menino poeta”, de 1943), de Thelmo e de Wagner. Enquanto Thelmo lembra-se dos fatos engraçados e marcantes vividos em sua infância em Itabirito (MG), Wagner volta ao tempo em que era cantor-mirim do programa Roda Gigante, da extinta TV Itacolomi, e interpretava temas de Roberto Carlos e companhia. No palco, imagens deslumbrantes de uma Belo Horizonte dos anos 60 e 70 e vinhetas do canal de televisão que marcou época na cultura mineira.
O autor desta costura é o premiado diretor Kalluh Araújo, que também assinou o cenário e o figurino. O público, que compareceu às sessões da peça em julho e setembro de 2011, encantou-se com o resultado artístico.
Outro encantamento é a trilha sonora. As canções foram registradas no CD “Trá-lá-lá-lá-li Trá-lá-lá-lá-lá – Poemas Musicados de Henriqueta Lisboa”, de Thelmo Lins e Wagner Cosse. Os arranjos são assinados pelo renomado músico e compositor Geraldo Vianna. Para ouvir as canções, basta acessar os sites www.myspace.com/thelmolins e www.myspace.com/wagnercosse.
“O menino poeta” tem produção da Cyntilante Produções, coordenação geral e gestão cultural da TW Comunicação e Arte. O espetáculo foi patrocinado pelo projeto Diversão em Cena da Arcelor Mittal, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais.
Espetáculo: “O menino poeta”
Local: Teatro Santo Agostinho (Rua Aimorés, 2679, bairro Santo Agostinho, telefone 2125-6810)
temporada até o dia 30 de janeiro, sempre aos sábados e domingos, às 16h.
Ingressos: R$ 10 (nos postos da Campanha de Popularização). Na bilheteria os ingressos serão vendidos a R$ 24 (inteira) e R$ 12 (meia)

3 de jan de 2011

REGISTROS, por Márcia Francisco:
(CERIMONIA DE COMEMORAÇÃO A POSSE GOVERNADOR ANASTASIA - 01/01/11 - PALÁCIO DA LIBERDADE)



Chegada do Governador

("O primeiro compromis- so de Minas é com a liberdade")


Pronunciamento do Governador